CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

A Sustentável boca do ser

A Sustentável boca do ser

Pausa de pensamentos profundos,
alienação da alma
emigrante para outros mundos.
Postura corporal
curvada, na voz do outro
na presença
de seres familiares,
falam de si para si
mas ouço….
Parecem felizes,
sou feliz,
pareço feliz.
Interrogo:
sou eu dentro de mim
ou eu dentro do momento,
composto pelo ritual
da mesa paradoxal
de diferentes sabores
unindo pelo alimento,
preenchendo bocas vazias
de sentimento
espiritual
do estado emocional
que particularizo.
Uma essência levitacional
que se transcende
habita um céu
que desenho mentalmente
para onde carrego
toda a gente
em anjos pintados
coloridos
de cores a inventar.
As nuvens, toalhas
sonhadas
ofertam alimentos
manjar de deuses
almas a saciar
de desejos
que sentimos a queimar
num corpo, sem, asas, a voar.

OF 08-08-2011

Submited by

terça-feira, novembro 22, 2011 - 23:56

Poesia :

Your rating: None (2 votes)

Odete Ferreira

imagem de Odete Ferreira
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 13 semanas 13 horas
Membro desde: 01/11/2011
Conteúdos:
Pontos: 1918

Comentários

imagem de Nostalgia

Se dúvida que a pausa para

Se dúvida que a pausa para nos alimentarmos é um momento também de pausa para sentimentos profundos.
Sentimentos profundos, são outro tipo de alimento. São aquele alimento que nos dá asas para voar.
Nós, esse ser que habita dentro do corpo físico, somos alimentados de forma diferente.
Gostei da separação que faz, dos diferentes patamares da alimentação.
wink
 

imagem de Odete Ferreira

P/ Nostalgia (A sustentável boca do ser)

Frequentemente o lugar é apenas mote. O sentir da alma (também uma "boca" que se alimenta) é que é a essência do que se escreve...

Gostei da visão que teve deste poema, esses patamares da alimentação...

Obg, amiga pela visita e comentário :)

Bj

imagem de rainbowsky

OLá amiga Odete! Que belo

OLá amiga Odete!

Que belo poema!

 

Uma essência levitacional
que se transcende
habita um céu
que desenha mentalmente
para onde carrego
mentalmente
toda a gente
em anjos pintados

 

Gostei muito. E quem me dera poder voar.

 

rainbowsky

imagem de Odete Ferreira

P/ Rainbwsky (A sustentável boca do ser)

Olá, amigo...

Prazer na tua visita e apreciação...

Gosto que aprecies estes versos descabelados... :)

Disseste voar? Então, voemos...

Bj

imagem de Teresa Almeida

Vives intensamente cada

Vives intensamente cada momento, sentindo a vida a pulsar em cada um e dentro de ti.

As nuvens, toalhas
sonhadas
ofertam alimentos
manjar de deuses
almas a saciar
de desejos
que sentimos a queimar
num corpo, sem, asas, a voar.

Como uma refeição nos pode elevar ao Olimpo!!!:)

Gostei imenso!

Um xi coração poetisa amiga

 

imagem de Odete Ferreira

P/ Teresa Almeida (A sustentável boca do ser)

A refeição, o alimento,

o estar e não estar...

O ouvir e não escutar...

Obg, uma vez mais, amiga Teresa, pela tua presença e carinhoso comentário.

Bjos :)

imagem de RICARDORODEIA

Muito

Muito bom.

Parabéns!

Bjo.

("quando a janela se fecha e se transforma num ovo... ou se desfaz em estilhaços de céu azul e magenta..." - J.Palma)

imagem de Odete Ferreira

P/ RiCARDORODEIA (A sustentável boca do ser)

Obg, amigo pela tua presença. leitura e apreciação!

Agradeço-te a citação; há uns tempos não reparava muito nas letras das canções; agora atento bastante nelas

porque há poemas lindísimos por detrás da música, sobretudo se se trata de bons compositores, como é o caso.

Aqui há uns tempos, li uma entrevista na revista que acompanha o jornal "Público"; gostei imenso de a ter lido e

de conhecer o seu percurso que teve de palmilhar duramente. Felizmente, agora tem o reconhecimento que merece.

Bjo

imagem de SuzeteBrainer

Querida amiga, Olha, esse teu

Querida amiga,

Olha, esse teu poema me emocionou, levou a minha alma a viajar num tempo conhecido, parecido e introspectivo...

Senti uma identificação tão grande, que seria um poema escrito por mim também, com o mesmo sentir.

Grata por essa emocionante leitura !!!

Beijosmiley  

imagem de Odete Ferreira

P/ SuzeteBrainer A sustentável boca do ser

Olá, amiga minha:

Li, há pouco, o poema "Ceia" ; acabara de ser postado; também me identifiquei em alguns momentos. Lembrei-me, então, deste poema e disse, no comentário, que o iria postar. Ei-lo, nessa sequência, aqui divulgado.

A poesia tem este dom de partilha, de identificação, de aproximação, de sentires (estou também arrepiada de emotividade)...

Grata também por te sentir "tão próxima" ainda que a distância física seja de um oceano...

Bjo :)

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of Odete Ferreira

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Intervenção E a festa veste-se em cada madrugada 0 570 04/25/2016 - 01:29 Português
Prosas/Outros No sopé da montanha 0 344 12/30/2015 - 21:42 Português
Poesia/Meditação À míngua 0 602 12/30/2015 - 21:36 Português
Poesia/Fantasia Surrealidades 0 575 12/13/2015 - 18:07 Português
Poesia/Intervenção Não invoquem o meu nome em vão 0 852 11/25/2015 - 01:18 Português
Poesia/Fantasia Surreal XXVIII 2 472 09/05/2015 - 18:00 Português
Prosas/Outros Da alma 0 333 09/01/2015 - 18:58 Português
Poesia/Intervenção Da destemperança 0 684 08/26/2015 - 00:35 Português
Poesia/Meditação E no entre-Tanto faço caminho 0 467 07/02/2015 - 22:55 Português
Poesia/Meditação E continuamos pequeninos! 0 587 06/02/2015 - 19:15 Português
Poesia/Intervenção Nem te renego nem me nego 0 547 04/25/2015 - 01:08 Português
Poesia/Dedicado Laudatória 0 397 03/24/2015 - 18:03 Português
Poesia/Dedicado És...Mulher 0 827 03/08/2015 - 17:53 Português
Poesia/Amor Vida(s) 0 644 02/14/2015 - 17:07 Português
Poesia/Amor Moras nos meus sonhos 0 800 02/13/2015 - 15:30 Português
Poesia/Dedicado Olhares 0 1.102 01/22/2015 - 00:58 Português
Prosas/Outros Do exato momento da VIragem 0 663 12/30/2014 - 13:27 Português
Poesia/Geral Semeio-me de Natal 0 798 12/22/2014 - 23:14 Português
Poesia/Meditação Beleza horizontal 0 720 12/05/2014 - 19:07 Português
Poesia/Geral Tens o milagre na mão 0 589 11/17/2014 - 01:27 Português
Poesia/Dedicado E eu seguia-te 0 545 11/08/2014 - 16:06 Português
Poesia/Soneto Resgate 0 907 11/03/2014 - 00:47 Português
Poesia/Tristeza Vazios 0 724 10/21/2014 - 15:01 Português
Poesia/Geral Versos molhados 0 552 10/08/2014 - 23:52 Português
Poesia/Fantasia Da vida extraímos sinfonia 0 733 10/02/2014 - 23:57 Português