QUEM SABE SE EU TIVESSE O DOM

*****

(ESTE POEMA JÁ RODOU O MUNDO E FOI TRADUZIDO EM MAIS DE DEZ IDIOMAS)

"Deu-me vontade republicà-lo aqui"

*****

QUEM SABE SE EU TIVESSE O DOM

Se eu tivesse o dom
De nunca esperar o raiar do dia
E contar no céu estrelas cadentes
Como se fossem espaçonaves
Aterrissando em gotículas
Nas noites;

Se eu tivesse o dom
De ser mais veloz que a luz,
Em câmera lenta
Passearia sobre as campinas
Como um pirilampo
Pousando aqui, ali
Rumando incerto
Em alegres toques
Que não sinto
Mas que sinto num sonhar
Seu invisível toque;

Se eu tivesse o dom
De antever o presente
Da felicidade
Que sempre esteve ausente

Quem sabe
Eu não mais sonharia
Com um Universo paralelo
E uma fuga dormente
Fantástica
De ter na fuga
Uma fantasia como semente;

Se eu tivesse o dom
Ainda
De jogar meus rascunhos fora
E reescrever mil metáforas

Quem sabe
O futuro me aguardasse
E me desse de presente
O passado
Em que livre sendo criança
O mal não povoava minha mente;

Se eu tivesse o dom
De ainda
Esperar
De ser mais veloz que a luz
E pousar em qualquer lugar
E antever o presente
E escrever mil metáforas

Quem sabe...

Quem sabe
Eu teria - de novo -
O dom de sonhar...

Quem sabe
Eu aspirasse o odor pueril
Das manhãs
E ficasse desesperado
Pra contar a todos
Que vagam como pirilampos
Quão belo é o despertar.

***

Submited by

Wednesday, May 1, 2013 - 01:17

Ministério da Poesia :

Your rating: None Average: 5 (3 votes)

REHGGE

REHGGE's picture
Offline
Title: Membro
Last seen: 1 year 47 weeks ago
Joined: 06/08/2012
Posts:
Points: 200

Add comment

Login to post comments

other contents of REHGGE

Topic Title Replies Views Last Postsort icon Language
Poesia/General um toque de sensibilidade. 1 428 02/28/2018 - 20:20 Portuguese
Ministério da Poesia/Fantasy QUEM SABE SE EU TIVESSE O DOM 0 2.648 05/01/2013 - 01:17 English
Poesia/Erotic (in)CONCLUSO. 0 2.374 03/31/2013 - 22:11 English
Poesia/Erotic (in)CONCLUSO. 0 2.054 03/31/2013 - 22:11 English
Ministério da Poesia/Dedicated homenagem a Júlio Saraiva, maluco, poeta e jornalista 1 3.272 03/26/2013 - 12:45 Portuguese
Poesia/Intervention bananas, ó 0 3.110 02/12/2013 - 23:08 Portuguese
Poesia/General do tempo decrescente. 0 2.936 02/12/2013 - 17:59 Portuguese
Poesia/Erotic (in)concluso. 0 2.711 02/11/2013 - 23:38 Portuguese
Poesia/Dedicated nem só de poemas vive o poeta, mas de todo sonho possível. 0 2.860 12/15/2012 - 23:16 Portuguese
Poesia/Love AREALVA 0 3.072 12/02/2012 - 00:54 Portuguese
Ministério da Poesia/General mãos. 0 2.882 11/24/2012 - 17:30 Portuguese
Poesia/General águas passadiças. 0 3.070 11/24/2012 - 17:18 Portuguese
Poesia/Sonnet 2 sonetos ordinários numa noite não menos ordinária no Bairro do Bixiga, SP. 0 3.177 08/12/2012 - 00:34 Portuguese
Poesia/Intervention da corrupção. 1 3.321 08/01/2012 - 22:31 English
Ministério da Poesia/Sonnet à face do dia. 0 2.839 07/29/2012 - 23:07 Portuguese
Poesia/General O CANTO DO UIRAPURU 0 3.042 07/27/2012 - 23:27 Portuguese
Ministério da Poesia/Disillusion FLOR DE CACTO // flor de cactus 0 3.170 07/16/2012 - 00:42 Portuguese
Poesia/Dedicated CANÇÃO AO MEU QUERIDO BRASIL 1 2.621 07/09/2012 - 08:02 Portuguese
Poesia/General Que saudade de tudo que reside em mim 0 2.788 07/06/2012 - 23:46 Portuguese
Poesia/Sonnet POR QUE A VIDA É ASSIM 0 2.881 06/29/2012 - 23:57 Portuguese
Poesia/General e o barco vai... 0 3.164 06/27/2012 - 00:14 Portuguese
Poesia/Intervention Forró do H2O 0 2.779 06/24/2012 - 02:42 Portuguese
Poesia/General POEMINHAS E QUADRINHAS INFANTIS - 4 0 5.435 06/23/2012 - 16:42 Portuguese
Fotos/Profile yo. 0 1.750 06/23/2012 - 02:50 English
Fotos/Profile no campo 0 1.373 06/23/2012 - 02:40 English