A Corda que te Dou

 

Perplexa

Parto como parte de uma peça

Onde nunca te vi

 

A máscara sempre esteve bem-posta

Nem uma vez te caiu.

                                   Quase

Mas a tua pose Inerte, não deixou.

Fechem as cortinas

Faz a tua vénia

Nunca saberás que me deixas desfocada…

As tuas pedras raras

Acabaram em pó

 

As páginas onde escrevo nem existem

Perplexa
                    Sem uma voz.

Foi o som inexistente que te confessou

 

Abram de novo o pano

Essa é corda que te dou

 

                                                 (podias ter música…)

 

Submited by

Tuesday, February 14, 2012 - 01:13

Poesia :

Your rating: None (3 votes)

MariaButterfly

MariaButterfly's picture
Offline
Title: Moderador Vídeos
Last seen: 7 years 34 weeks ago
Joined: 08/02/2010
Posts:
Points: 1428

Comments

Nanda's picture

Maria

A complexidade do ato da vida.
Beijinho
Nanda

Henricabilio's picture

cenas

De cena em cena
acorda
o plano que nos dá
corda.

Saudações

Abílio

MariaButterfly's picture

Ou a corda que deixamos

Ou a corda que deixamos dar…

obrigada,pelas palavras

Beijo

Jessica Neves's picture

gostei de a descobrir por aqui...

Quanta melancolia querida Maria Butterfly

Gostei da sua poesia

Beijinhos *

Jessica

rainbowsky's picture

Olá querida! HÁ que tempos

Olá querida!

HÁ que tempos que não tinha o prazer de te comentar.

E actualizando-me da tua poesia chego apenas a uma conclusão.

A tua poesia é como uma selva. Porquê? Porque nela me vou embrenhando cada vez mais, e a cada passo que dou, mais sinto que ela me arrepia, me trespassa e me fascina.

Mas, por muito que busque um caminho rumo a um caminho de luz que me leve de volta a casa, acho que eu próprio fujo a esse caminho. É apenas mais um forma de não entrar em casa, fechar a porta e ter a impressão de que as cortinas se podem fechar e eu nao vislumbre as tuas palavras.

Assim sendo:

 

          "Acendo uma fogueira na selva em que te leio,

                              e enleio os sentidos

     na presença poderosa com que marcas o bater do coração"

 

Porque ler-te é um previlégio! MEsmo que preso numa corda, sei que me daráS sempre uma corda com sentido*

Beijinhos*

 

 

MariaButterfly's picture

Gostei daquilo que

Gostei daquilo que disseste

"Acendo uma fogueira na selva em que te leio,
                             e enleio os sentidos
     na presença poderosa com que marcas o bater do coração"

Talvez, a corda seja então uma caixinha de música…

que momentos antes de abrir, ainda não se sabe a melodia.

Obrigado, pela tua presença.

E pelas belas palavras.

 

 

Beijo
 

Odete Ferreira's picture

Só psso acrescentar

Só posso acrescentar, amiga MariaButterfly, a originalidade com que trataste a temátia, identificando a desilusão com a máscara que acabou por cair...

Tudo num cenário quase burlesco...

Adorável a tua poética!!! smiley

Bjos

MariaButterfly's picture

A desilusão só se

A desilusão só se mostra
Quando a máscara cai.

E as vezes é quase uma cena teatral.

Feliz por teres gostado,

Obrigada pelas tuas palavras

Beijo
 

Jorge Humberto's picture

Olá querida amiga poetisa, Maria,

Olá querida amiga poetisa, Maria,
 

convido-te a visitar meu humilde cantinho de poesia, a ler meus últimos poemas, e se me achares merecedor de tal, deixando-me a tua opinião. Obrigado!
 

Beijinhos mil
Jorge Humberto

Jorge Humberto's picture

Um belo poema

Um belo poema minha querida Maria, onde se sente todo o enredo de uma separação, num acto teatral.
 

Beijinhos
Jorge Humberto

Add comment

Login to post comments

other contents of MariaButterfly

Topic Title Replies Views Last Postsort icon Language
Poesia/General Em Espelhos partidos Existem sempre reflexos Reflectidos 15 2.545 03/06/2018 - 19:56 Portuguese
Poesia/Sadness Vingo-me 2 2.391 02/27/2018 - 11:33 Portuguese
Poesia/Dedicated Templo de Alma 4 1.128 06/29/2012 - 21:56 Portuguese
Poesia/General Nenhuma noite é Eterna 6 974 06/26/2012 - 22:28 Portuguese
Poesia/General Tu, tu fazes-me falta 14 1.977 06/26/2012 - 22:27 Portuguese
Poesia/Fantasy Serei...Sou uma Borboleta! 7 1.795 06/26/2012 - 22:26 Portuguese
Poesia/General A Perfeição é uma flor chamada Amor 11 1.000 06/24/2012 - 19:20 Portuguese
Poesia/General Fôlego Luz Vida 6 900 05/23/2012 - 22:52 Portuguese
Poesia/General Sonho? 4 1.174 05/15/2012 - 22:14 Portuguese
Poesia/General No meu último Ritmo ressuscita-me 13 1.916 05/12/2012 - 22:13 Portuguese
Poesia/General Em Ti existe um Fascínio 16 2.805 05/05/2012 - 23:00 Portuguese
Poesia/General És Poesia 11 2.001 05/05/2012 - 22:57 Portuguese
Poesia/General Guiões são Guiões 10 1.246 05/01/2012 - 23:39 Portuguese
Poesia/General A Corda que te Dou 21 1.706 04/20/2012 - 22:23 Portuguese
Poesia/General Faria um Relógio de Sol pra me iluminares 6 1.334 04/11/2012 - 22:08 Portuguese
Poesia/General Longe é o tempo que Te traduz 6 1.426 04/04/2012 - 23:26 Portuguese
Poesia/General Partiste na Noite calaram-se os Pássaros 8 1.099 03/29/2012 - 23:14 Portuguese
Poesia/General Gélida ilusão de Ti 14 1.821 03/29/2012 - 00:42 Portuguese
Poesia/General Só metade tem a Luz 11 1.211 02/29/2012 - 14:51 Portuguese
Poesia/General Todas as tuas Velas estão apagadas 6 994 02/12/2012 - 22:35 Portuguese
Poesia/General Horizonte em Fogo 8 1.586 01/21/2012 - 22:37 Portuguese
Poesia/General Poema gráfico- Sou (quero) 4 3.137 11/30/2011 - 00:17 Portuguese
Poesia/General A Verdade da Alma que habita em Mim 16 1.945 10/28/2011 - 22:04 Portuguese
Fotos/Others Goodbye 2 2.630 10/24/2011 - 23:58 Portuguese
Poesia/Sadness Em Gelo Ponto de Fusão 6 1.893 10/07/2011 - 22:50 Portuguese