FRIO

Loucura viva

 

 

O meu frio louco

Pesa tão pouco,

Eleva-se e vai,

Onde ninguém vai,

Só eu é que sinto,

E por isso não minto,

Que sinto frio,

Apenas me queixo,

Mas não deixo,

Que ele me arrefeça,

E até me impeça,

De bater o coração,

E de dizer não,

Ao frio que me quer,

Tanto arrefecer,

Não me deixo sucumbir,

Tenho de fugir,

Para aquecer,

O meu corpo despido,

Que tem vivido,

Há tanto tempo,

À chuva e ao vento,

À espera do Verão,

E depois ergo a mão

Com um V de vitória,

À minha memória,

Que me faz pensar,

E às vezes chorar,

Mas também me faz rir,

Para me divertir,

Esquecendo o frio louco,

Que me pesa tão pouco,

Quero suportá-lo,

E também levá-lo,

Comigo para o tempo,

Sem um lamento,

Porque sinto frio ou calor,

Estou vivo, tenho amor,

Para dar e aquecer,

Quem o quiser receber,

Fico satisfeito,

Porque do frio me queixo.

 

 

25 de Março de 2012-Estêvão

Submited by

Thursday, January 26, 2017 - 11:27

Poesia :

No votes yet

José Custódio Estêvão

José Custódio Estêvão's picture
Offline
Title: Membro
Last seen: 7 weeks 5 days ago
Joined: 03/14/2012
Posts:
Points: 7732

Add comment

Login to post comments

other contents of José Custódio Estêvão

Topic Title Replies Views Last Postsort icon Language
Poesia/Love VOLÚPIAS 1 425 04/16/2012 - 20:57 Portuguese
Poesia/General SÓ QUERO O QUE É MEU 2 642 04/16/2012 - 20:55 Portuguese
Poesia/General FESTA NA ALDEIA 2 425 04/16/2012 - 20:50 Portuguese
Poesia/General VITÓRIA 1 321 04/16/2012 - 20:48 Portuguese
Poesia/Love FLOR AMARELA 1 526 04/16/2012 - 20:46 Portuguese
Poesia/General O MEU CORAÇÃO 1 756 04/16/2012 - 20:43 Portuguese
Poesia/Erotic INTERNETI 0 1.066 03/24/2012 - 12:49 Portuguese