A Fila

A fila é imensa,cheia de curvas ao sol todos se resguardam como podem. Alguns suam copiosamente, se abanam com leques improvisados, dividem a pouca água para que não sucumbam a insolação. A temperatura passa dos 32 graus centígrados e, todos fieis as suas posições, aguardam.
De repente uma pessoa sai daquela fila, todos avançam galopantes, para a conquista da vaga deixada por um menos resistente e um de até desistente da tortura da espera. Avançam passo a passo em busca do tão desejado poder de uma vaga na frente um do outro; disputa que não sacia os que ambicionam por mais poder na fila.
E a disputa cabeça a cabeça é feita minuto a minuto todos sedentos de poder, de um lugar mais e mais na frente do outro, esquecidos do porque foram parara ali lutam entre si por mais e mais. De repente, surge alguém amigo do dono controlador da fila, fala conversa sorri, aperta a mão do amigo, e sai com o tão ambicionado atendimento; quietos calados,os lutadores ferozes de o poder de uma vaga na frente assistem a tudo, sacodem a cabeça, ouvem-se alguns murmuremos. Mas ninguém reclama, cabisbaixo, lábios selados esperam aproxima desistência, para mostra o seu poder territorial; já abalados pelo falso poder ‘amigo’. O Pretenso ‘amigo’, sai feliz de sua proeza poderoso como nunca conta às outras pessoas que e enganou um bando de trouxas que ele é esperto e capazes de se livra de uma fila com esperteza e ‘amizade’, vai mais cedo para casa assistir seu programa de tv favorito; agora só lhe resta achar o carro, que ficara estacionado bem longe da fila, porque, não se sabe alguém poderia não gostar do que ele fez, e arranhar seu carro.Percorre duas, três quadras, mas a onde esta seu carro?,ele havia deixado ali bem ali, era novo, há poucas horas havia saído da concessionária, não havia pagado nem o seguro.A policia não viu nada, tinha um guarda naquele local onde ele estava, olha para traz indignado e vê dois policiais amigos, saindo da cafeteria era hora da folga das dez hora e estes foram tomar um café.
Seu precioso automóvel partira nas mãos de um qualquer que passo pela rua e furtou seu bem querido.
Mas ele nem demorou na fila.

Submited by

Friday, May 15, 2009 - 22:16

Prosas :

No votes yet

marialds

marialds's picture
Offline
Title: Membro
Last seen: 1 year 30 weeks ago
Joined: 03/31/2009
Posts:
Points: 2887

Comments

meninadorio's picture

Re: A Fila

Como se diz por cá, a fila anda! E o carro também ainda que tenha sido por outras mãos...

Poetaminas's picture

Re: A Fila

Gostei muito do seu texto, amiga! Está parecendo o início de um livro, será? rss

marialds's picture

Re: A Fila

Tem mais destes, só que tenho que passar do disket, para o CD para abrir em qualquer word, hoje os computadores mudaram.
O título Original era "O Esperto na Fila" , mas um amigo portugues meu disse que ia ficar estranho este título e não explicou o porque até hoje.

Add comment

Login to post comments

other contents of marialds

Topic Title Replies Views Last Postsort icon Language
Poesia/Sadness Separação 0 715 07/22/2015 - 20:11 Portuguese
Poesia/General Veja 0 1.054 07/19/2014 - 03:55 Portuguese
Prosas/Thoughts Pensamentos 0 834 03/02/2014 - 02:55 Portuguese
Prosas/Thoughts Pensamentos 0 1.103 03/02/2014 - 02:47 Portuguese
Prosas/Thoughts Pensamentos 0 690 03/02/2014 - 02:41 Portuguese
Prosas/Thoughts Pensamentos 1 1.396 12/20/2013 - 21:17 Portuguese
Prosas/Others Frase 0 920 11/28/2013 - 00:50 Portuguese
Fotos/Nature Flores popularmente chamadas de "Damas da Noite" 0 1.493 11/28/2013 - 00:44 Portuguese
Poesia/General Noite de Solidão 0 1.246 11/27/2013 - 23:23 Portuguese
Poesia/General Fria Madrugada 2 1.394 11/27/2013 - 22:34 Portuguese
Poesia/General Cotidiano 2 971 11/18/2013 - 00:57 Portuguese
Poesia/Fantasy Ser em Sombras 0 836 05/12/2013 - 00:30 Portuguese
Poesia/General A Flor da Pele 2 1.110 06/24/2012 - 21:48 Portuguese
Poesia/General Solidão de nos Dois. 2 1.062 06/17/2012 - 20:39 Portuguese
Poesia/General Passagem 0 788 06/17/2012 - 02:57 Portuguese
Poesia/General Momentos 1 1.351 03/30/2012 - 10:04 Portuguese
Poesia/General Teu Perfume 0 1.304 03/30/2012 - 05:04 Portuguese
Poesia/General Espectro 0 1.088 03/30/2012 - 04:56 Portuguese
Poesia/General Na Face do Menino 2 1.140 01/22/2012 - 03:59 Portuguese
Poesia/General Tombados 0 873 01/21/2012 - 03:32 Portuguese
Fotos/Landscape Estrada de nuvens. 0 2.631 01/15/2012 - 22:38 Portuguese
Poesia/Haiku Sem Titulo 0 1.127 01/15/2012 - 22:00 Portuguese
Poesia/Haiku Sem Título 0 1.006 01/15/2012 - 21:59 Portuguese
Poesia/Sadness Apenas Lembranças 0 1.006 01/15/2012 - 21:56 Portuguese
Poesia/Sonnet Livro de bolso 0 2.171 09/17/2011 - 05:15 Portuguese