Múltipla (transcendental)

Múltipla (transcendental)

Ascende em mim o incontrolável desejo
De profanar a tua incólume beleza
E apresentar-te as taras que me convém
Apedrejando os censores da tua libido

Busco em ti a força que divide céus, mares e terra
Que resplandece diante da avidez da carne
Sem a clausura tão comum dos corações castos
Miseráveis na vida e na morte, na abundância e na escassez

Molha, como uma cascata, aquilo que pulsa dentro de ti
E fecha os olhos, sem dormir, de todos os pudores
Faz brotar em ti uma nova alma que recolhe tristezas
E as lança fora, para longe, sem emitir ruídos de saudade

Esqueça o mundo incolor e insípido em que vivias
Posto que dorme enterrado no solo úmido do prazer
Enxugando as lágrimas que inocentemente derramavas
Por desconhecer a magia energicamente reparadora de um orgasmo

Bernardo Almeida

Submited by

Monday, February 28, 2011 - 02:20

Poesia :

No votes yet

Bernardo Almeida

Bernardo Almeida's picture
Offline
Title: Membro
Last seen: 8 years 10 weeks ago
Joined: 02/08/2011
Posts:
Points: 336

Add comment

Login to post comments

other contents of Bernardo Almeida

Topic Title Replies Views Last Postsort icon Language
Poesia/Thoughts Aos 29 - Bernardo Almeida 0 492 02/28/2011 - 02:31 Portuguese
Poesia/Passion Au revoir! - Bernardo Almeida 0 312 02/28/2011 - 02:27 Portuguese
Poesia/Thoughts Conforto passageiro 0 368 02/28/2011 - 02:26 Portuguese
Poesia/Passion Encontro surpresa 0 480 02/28/2011 - 02:26 Portuguese
Poesia/Dedicated Debate 0 483 02/28/2011 - 02:25 Portuguese
Poesia/Fantasy Duplo - Bernardo Almeida 0 532 02/28/2011 - 02:24 Portuguese
Poesia/Passion Fumaça 0 500 02/28/2011 - 02:23 Portuguese
Poesia/Passion O segundo toque 0 469 02/28/2011 - 02:23 Portuguese
Poesia/Thoughts Enganados 0 557 02/28/2011 - 02:22 Portuguese
Poesia/Love Permuta 0 426 02/28/2011 - 02:22 Portuguese
Poesia/Thoughts Mundo inundado 0 323 02/28/2011 - 02:21 Portuguese
Poesia/Passion Profecia 0 421 02/28/2011 - 02:21 Portuguese
Poesia/Passion Múltipla (transcendental) 0 326 02/28/2011 - 02:20 Portuguese
Poesia/Intervention Clandestino (viajante) - Bernardo Almeida 0 556 02/28/2011 - 02:19 Portuguese
Poesia/Disillusion Desnutrição 0 708 02/28/2011 - 02:18 Portuguese
Poesia/Passion Precipício 0 257 02/28/2011 - 02:18 Portuguese
Poesia/Thoughts Mutação 0 297 02/28/2011 - 02:17 Portuguese
Poesia/Thoughts Vigarista 0 231 02/28/2011 - 02:16 Portuguese
Poesia/Passion Sem destino 0 344 02/28/2011 - 02:16 Portuguese
Poesia/Passion Pacífico - Bernardo Almeida 0 280 02/28/2011 - 02:15 Portuguese
Poesia/Gothic Nem um, nem outro - Bernardo Almeida 0 330 02/28/2011 - 02:14 Portuguese
Poesia/Gothic De lado 0 483 02/28/2011 - 02:14 Portuguese
Poesia/Passion Incógnita 0 320 02/28/2011 - 02:13 Portuguese
Poesia/Comedy Despedida 0 433 02/28/2011 - 02:13 Portuguese
Poesia/Passion Perplexo - Bernardo Almeida 0 411 02/28/2011 - 02:12 Portuguese