PUDESSE EU PARAR ESSE INSTANTE

Na
curva do tempo
encontrei pecados perdidos
em novelos de solidão.

Lembro-te
amor de sempre
na saudade esbatida
em telas de altos e baixos.

Num
soluço perdido
do beijo doce duma onda
que se enrola cheia de vida.

Pudesse eu parar esse instante.

Afagar teu rosto
na beleza do nosso beijo quente.

Ter-te no aflorar
duma paixão tão nossa.

Amo-te meu sol da meia-noite…

 

 

 

Submited by

Miércoles, Octubre 12, 2011 - 00:33

Poesia :

Su voto: Nada (8 votos)

mariamateus

Imagen de mariamateus
Desconectado
Título: Membro
Last seen: Hace 29 semanas 2 días
Integró: 02/24/2009
Posts:
Points: 2987

Comentarios

Imagen de KeilaPatricia

Intenso... Adorei Bjs na

Intenso...

Adorei

Bjs na alma....

Imagen de Henrique

De sempre para sempre e mais sempre e sempre...

Palavras

que dentro de nós buscam

a fonte do amor como juventude eterna!!!

 

Bj

 

:-)

Imagen de MariaButterfly

O tempo, esse...não o podemos

O tempo, esse...não o podemos parar...
Podemos apenas guarda-lo dentro de nós,
Como memória.
Também é uma forma de parar o tempo...

Gostei mesmo muito desta tua poesia.

Lembro-te
amor de sempre
na saudade esbatida
em telas de altos e baixos

Amo-te meu sol da meia-noite…

 

Bela mesmo!

Beijo
 

Imagen de Clarisse

PUDESSE EU PARAR ESSE INSTANTE

Olá Maria,

 

O instante pode até não parar, mas esse sentimento pode permanecer eternamente dentro de nós.

Belo, sentido.

Beijo,

Clarisse Silva

Imagen de RZorpa

Emotiva e autententica, pela

Emotiva e autententica, pela intensidade e emotividade que deixa prespassar e chegar até mim... 

Muitos parabéns pelo momento que nos oferece.

Rui

Imagen de belarose

Boa noite! Maria Temos

Boa noite! Maria

Temos momentos tão belos e maravilhoso em nossas vidas que queríamos sim parar nestes momentos...mas precisamos seguir adiante.

Parabéns esta muito bela sua poesia!

smileyBeijos

 

 

Add comment

Inicie sesión para enviar comentarios

other contents of mariamateus

Tema Título Respuestas Lecturas Último envíoordenar por icono Idioma
Poesia/Amor MORRO ENTRE PALAVRAS QUE NADA TE DIZEM 1 1.167 02/26/2018 - 13:29 Portuguese
Poesia/Dedicada RECORDAR-TE É UMA CONSTANTE 2 1.591 07/01/2013 - 21:10 Portuguese
Poesia/Tristeza OLHO-ME 1 1.471 04/01/2013 - 09:37 Portuguese
Poesia/Desilusión RODOPIAM COMO PEÕES 0 1.676 03/30/2013 - 20:55 Portuguese
Poesia/Tristeza LÁGRIMAS 1 1.097 03/25/2013 - 18:15 Portuguese
Poesia/Tristeza EM SAUDADE ME DERRAMO PELO TEMPO 1 1.217 03/16/2013 - 22:59 Portuguese
Poesia/Desilusión QUEBRADA 1 1.477 03/08/2013 - 21:35 Portuguese
Poesia/Tristeza PERDIDA 0 900 03/08/2013 - 02:12 Portuguese
Poesia/Tristeza NOITE ADENTRO 4 1.731 03/05/2013 - 22:05 Portuguese
Poesia/Tristeza NADA ME CONFORTA 1 1.352 03/05/2013 - 22:02 Portuguese
Poesia/Tristeza LUAR QUE ABRAÇA MEUS OMBROS 0 1.129 03/02/2013 - 01:09 Portuguese
Poesia/Tristeza CONTADAS DORES … 0 905 02/11/2013 - 13:26 Portuguese
Poesia/Amor TEU BEIJO EM MIM 0 1.357 02/07/2013 - 15:34 Portuguese
Poesia/Tristeza SAUDADES QUE ME CERRAM OS OLHOS 2 1.678 01/14/2013 - 22:11 Portuguese
Poesia/Amor OLHOS PARADOS 0 1.776 12/09/2012 - 18:03 Portuguese
Poesia/Pasión LUA MINHA 1 1.525 12/09/2012 - 00:35 Portuguese
Poesia/Amor OLHA-ME NOS OLHOS 0 1.207 12/07/2012 - 16:59 Portuguese
Poesia/Amor MAIS DO QUE O SOL ESCONDE A NOITE 0 1.824 12/06/2012 - 20:35 Portuguese
Poesia/Meditación SILENCIOSA NOITE 2 1.466 12/06/2012 - 19:30 Portuguese
Poesia/Tristeza ENTRE AS PAREDES DO MEU QUARTO 0 1.479 12/04/2012 - 19:11 Portuguese
Poesia/Meditación AO SABOR DO TEMPO 0 1.906 11/29/2012 - 20:41 Portuguese
Poesia/Amor BEIJO RECHEADO DE DESEJO 1 1.292 11/26/2012 - 19:50 Portuguese
Poesia/Tristeza DESSE MAR DE SAUDADE 1 1.996 09/30/2012 - 22:33 Portuguese
Poesia/Meditación ESSA QUE DORME AO COLO DA NOITE 1 1.929 09/25/2012 - 02:47 Portuguese
Poesia/Meditación FRÁGEIS DEDOS 1 1.599 09/18/2012 - 22:32 Portuguese