poema para Rosa.

sinto de novo o imenso vazio
rosas pálidas vejo no jardim
tristes como eu perto do fim
desta minha vida por um fio

alta madrugada não termina
amantes zonzos estão despertos
escuto suas alegrias e cantorias
subindo as escadas morro acima,
nem sabem de mim incertos
que componho uma obra-prima

ai, quanto me anima pensar
se aqui Rosa pudesse estar
como uma canção ao vento
de aroma e esquecimento
que só ela faz-me lembrar

Submited by

Martes, Junio 12, 2012 - 01:15

Poesia :

Su voto: Nada (5 votos)

REHGGE

Imagen de REHGGE
Desconectado
Título: Membro
Last seen: Hace 4 semanas 4 días
Integró: 06/08/2012
Posts:
Points: 230

Add comment

Inicie sesión para enviar comentarios

other contents of REHGGE

Tema Título Respuestas Lecturas Último envíoordenar por icono Idioma
Poesia/Meditación por entre águas. 0 909 04/03/2020 - 00:14 Portuguese
Poesia/Tristeza vendavais. 0 1.423 12/30/2019 - 21:22 Portuguese
Poesia/Pensamientos que poema tirar da cartola. 0 1.359 12/27/2019 - 02:32 Portuguese
Poesia/Archivo de textos sr. Jones. 0 1.295 12/27/2019 - 02:21 Portuguese
Prosas/Otros sr. Jones. 0 691 12/27/2019 - 02:19 Portuguese
Poesia/Amor além da carne e dos sentidos. 4 2.295 12/22/2019 - 16:30 Portuguese
Ministério da Poesia/Dedicada homenagem a Júlio Saraiva, maluco, poeta e jornalista 2 3.769 12/13/2019 - 16:56 Portuguese
Poesia/General um toque de sensibilidade. 1 1.941 02/28/2018 - 20:20 Portuguese
Ministério da Poesia/Fantasía QUEM SABE SE EU TIVESSE O DOM 0 3.467 05/01/2013 - 01:17 Inglés
Poesia/Erótico (in)CONCLUSO. 0 2.891 03/31/2013 - 22:11 Inglés
Poesia/Erótico (in)CONCLUSO. 0 2.529 03/31/2013 - 22:11 Inglés
Poesia/Intervención bananas, ó 0 3.533 02/12/2013 - 23:08 Portuguese
Poesia/General do tempo decrescente. 0 3.365 02/12/2013 - 17:59 Portuguese
Poesia/Erótico (in)concluso. 0 2.976 02/11/2013 - 23:38 Portuguese
Poesia/Dedicada nem só de poemas vive o poeta, mas de todo sonho possível. 0 3.249 12/15/2012 - 23:16 Portuguese
Poesia/Amor AREALVA 0 3.423 12/02/2012 - 00:54 Portuguese
Ministério da Poesia/General mãos. 0 3.223 11/24/2012 - 17:30 Portuguese
Poesia/General águas passadiças. 0 3.445 11/24/2012 - 17:18 Portuguese
Poesia/Soneto 2 sonetos ordinários numa noite não menos ordinária no Bairro do Bixiga, SP. 0 3.425 08/12/2012 - 00:34 Portuguese
Poesia/Intervención da corrupção. 1 3.546 08/01/2012 - 22:31 Inglés
Ministério da Poesia/Soneto à face do dia. 0 3.211 07/29/2012 - 23:07 Portuguese
Poesia/General O CANTO DO UIRAPURU 0 3.376 07/27/2012 - 23:27 Portuguese
Ministério da Poesia/Desilusión FLOR DE CACTO // flor de cactus 0 3.638 07/16/2012 - 00:42 Portuguese
Poesia/Dedicada CANÇÃO AO MEU QUERIDO BRASIL 1 2.818 07/09/2012 - 08:02 Portuguese
Poesia/General Que saudade de tudo que reside em mim 0 3.305 07/06/2012 - 23:46 Portuguese