AUSÊNCIA

O amor que em mim nasceu
Escondeu-se no passado.

Com os anos esse amor cresceu.
No presente é um lago

Que de tanto amar transbordou.
Veio numa onda
E mostrou-se ao presente.

O futuro está ausente,
Não sei onde ele anda.
Quero dizer-lhe que o amor esperou.

As lágrimas vertidas
Das dores antes sentidas.
Os beijos fechados,
Bafientos de tanto guardados.

As emoções caladas
Doem no peito apertadas.
Os nervos por um fio
Transformam o lago em rio.

Quando por mim faladas,
Serão as palavras que te direi.

Sofria sozinha quando não o tinha.
Sofro agora só, por o sentir.
A dor maior é no presente não te ter.

Os passos que não dei
Por ti esperaram.
Os caminhos que cruzei
Em ti findaram.

Submited by

Martes, Junio 9, 2009 - 13:12

Poesia :

Sin votos aún

Patrícia Taz

Imagen de Patrícia Taz
Desconectado
Título: Moderador Consagrados
Last seen: Hace 1 año 4 días
Integró: 04/04/2009
Posts:
Points: 650

Comentarios

Imagen de jopeman

Re: AUSÊNCIA

Espelha bem a dor
"Sofria sozinha quando não o tinha.
Sofro agora só, por o sentir.
A dor maior é no presente não te ter."
Isto é ausência...
Gostei mto
Bjos

Imagen de Patrícia Taz

Re: AUSÊNCIA

A serenidade interior levamos a suportar a dor e a esperar pacientemente o amor.

Obrigada pelo comtº, :-)
Beijinhos

Imagen de Isabel

Re: AUSÊNCIA

"As emoções caladas
Doem no peito apertadas.
Os nervos por um fio
Transformam o lago em rio"

Na vida calamos emoções, guardamos dores, escondemos segredos... e ao faze-lo, eles crescem dentro de nós, criam raízes... fazem parte de quem somos e do q fazemos.

Lindo... gostei imenso :)

Beijo grande

Imagen de Patrícia Taz

Re: AUSÊNCIA

Este poema foi doloroso de escrever mas saiu fluído.
Fiquei comovida com as tuas palavras, tanto que se me deu um aperto no coração.

Um beijo grande e até dia 13! ;-)

Add comment

Inicie sesión para enviar comentarios

other contents of Patrícia Taz

Tema Título Respuestas Lecturas Último envíoordenar por icono Idioma
Poesia/Amor POEMA INACABADO 5 1.437 03/19/2013 - 03:16 Portuguese
Poesia/General ALQUIMIA DA ESCRITA 25 2.242 01/22/2012 - 15:47 Portuguese
Poesia/Dedicada SORVO POÉTICO 24 1.802 01/22/2012 - 15:41 Portuguese
Poesia/Intervención (A)NORMALIDADE DO CÃO QUE O DIABO AMASSOU 18 1.413 06/27/2011 - 17:32 Portuguese
Poesia/Dedicada PERFIL DE VIAGEM 7 1.046 03/29/2011 - 17:18 Portuguese
Poesia/Intervención CONVERSA DE CAMARADAS, PÁ? 3 1.279 03/19/2011 - 23:33 Portuguese
Poesia/Intervención DILEMA OPRIMIDO 8 1.132 03/16/2011 - 16:44 Portuguese
Poesia/Desilusión SOLTA-SE O FIO DA VIDA LÁ DENTRO 8 1.515 02/28/2011 - 16:07 Portuguese
Fotos/Otros Facto Binário 0 1.607 02/20/2011 - 00:39 Portuguese
Poesia/Dedicada POEJET Intercontinental 4 1.280 02/18/2011 - 13:40 Portuguese
Poesia/Canción LEITO DA SAUDADE 8 1.362 02/18/2011 - 12:11 Portuguese
Poesia/Amor VALSA DOS CORVOS 4 933 02/18/2011 - 02:04 Portuguese
Fotos/Paisaje A Sun's Glance 2 2.406 02/16/2011 - 01:37 Inglés
Poesia/Fantasía VOO DE SONHO 5 1.038 02/11/2011 - 15:58 Portuguese
Poesia/Canción MATÉRIA IMATERIAL 4 1.110 02/11/2011 - 11:05 Portuguese
Fotos/Perfil 1249 0 1.529 11/24/2010 - 00:38 Portuguese
Poesia/Soneto SOBREVIVENTES 0 1.083 11/17/2010 - 23:42 Portuguese
Poesia/Erótico FOTO A PRETO E BRANCO 0 992 11/17/2010 - 23:40 Portuguese
Poesia/Poetrix MATÉRIA IMATERIAL 1 722 08/07/2010 - 14:20 Portuguese
Poesia/Amistad O AVESSO DO INVERSO 2 1.013 06/08/2010 - 23:18 Portuguese
Poesia/General MAÇO DE NOTAS 1 975 04/23/2010 - 00:17 Portuguese
Poesia/Amor ARLEQUIM 8 1.225 04/20/2010 - 16:13 Portuguese
Poesia/Pasión CHUVAS DE MARÇO 4 952 04/10/2010 - 04:20 Portuguese
Poesia/Pasión COBERTA DE HISTÓRIAS 5 966 04/09/2010 - 19:14 Portuguese
Poesia/Amor PROJECÇÕES 4 505 04/01/2010 - 02:37 Portuguese