TER-TE É O MEU NINHO …

As tuas mãos

são as mãos das minhas mãos.

As minhas sinas são os teus passos,
traços gizados de amor.

Rabiscos onde a dor não existe,
abraços que nos embriagam.

Em ti me vejo e sinto.

Os teus olhos são o pão do meu olhar.
No teu olhar me encontro.

No teu pensar me desmonto peça a peça
para que me entendas bem.

Na tua boca caio
para que me saibas bem eternamente.

No teu ser desmaio.

É o teu corpo o rio por onde corre o meu corpo.

É o teu sorriso o meu arco-íris,
o norte das minhas palavras pelo mundo da poesia.

A tua beleza é o fundo do meu sentir.
É a tua alma a tela onde coluro a minha alma.

És a real fantasia do meu ir pelo infinito fora,
um prazer que grita em silêncio acolhedor,
uma loucura que demora serenar.

Um esplendor.

Pensar em ti é o meu abrigo,
beijar-te é o meu lugar de calma.

Namorar-te é o céu dos meus voos,
ter-te é o meu ninho.

É a paixão o chão do nosso caminho.

É o amor a corda
que nos ata ao cume do acontecer,
é a voz que nos acorda o sentir que nos une.

Amar é o verbo que nos dá ser.
Existires é a água que me sacia a sede.

Estares a meu lado é o embalo
que me embala o sono.

Adormecer contigo é sonhar.

Tocar-te é viver.

O a dois é a pedra
onde esculpimos os ângulos do nosso tempo.

.
.
.
.

Submited by

Sábado, Noviembre 24, 2012 - 01:03

Poesia :

Su voto: Nada (8 votos)

Henrique

Imagen de Henrique
Desconectado
Título: Membro
Last seen: Hace 5 años 6 semanas
Integró: 03/07/2008
Posts:
Points: 34817

Comentarios

Imagen de Henricabilio

como quem sai dizendo: É

como quem sai dizendo:
É ótimo namor_
ARTE EM PALAVRAS.

Saudações!

Abilio

Add comment

Inicie sesión para enviar comentarios

other contents of Henrique

Tema Título Respuestas Lecturas Último envíoordenar por icono Idioma
Videos/Otros Já viram o Pedro abrunhosa sem óculos? Pois ora aqui o têm. 1 36.997 06/11/2019 - 09:39 Portuguese
Poesia/Tristeza TEUS OLHOS SÃO NADA 1 1.616 03/06/2018 - 21:51 Portuguese
Poesia/Pensamientos ONDE O INFINITO SEJA O PRINCÍPIO 4 2.220 02/28/2018 - 17:42 Portuguese
Poesia/Pensamientos APALPOS INTERMITENTES 0 2.142 02/10/2015 - 22:50 Portuguese
Poesia/Aforismo AQUILO QUE O JUÍZO É 0 1.990 02/03/2015 - 20:08 Portuguese
Poesia/Pensamientos ISENTO DE AMAR 0 4.009 02/02/2015 - 21:08 Portuguese
Poesia/Amor LUME MAIS DO QUE ACESO 0 2.686 02/01/2015 - 22:51 Portuguese
Poesia/Pensamientos PELO TEMPO 0 1.687 01/31/2015 - 21:34 Portuguese
Poesia/Pensamientos DA POESIA 0 5.423 01/30/2015 - 23:06 Portuguese
Poesia/Pensamientos DO AMOR 0 1.830 01/30/2015 - 21:48 Portuguese
Poesia/Pensamientos DO SENTIMENTO 0 2.261 01/29/2015 - 22:55 Portuguese
Poesia/Pensamientos DO PENSAMENTO 0 2.363 01/29/2015 - 19:53 Portuguese
Poesia/Pensamientos DO SONHO 0 1.631 01/29/2015 - 01:04 Portuguese
Poesia/Pensamientos DO SILÊNCIO 0 2.826 01/29/2015 - 00:36 Portuguese
Poesia/Pensamientos DA CALMA 0 2.174 01/28/2015 - 21:27 Portuguese
Poesia/Pensamientos REPASTO DE ESQUECIMENTO 0 1.872 01/27/2015 - 22:48 Portuguese
Poesia/Pensamientos MORRER QUE POR DENTRO DA PELE VIVE 0 1.750 01/27/2015 - 16:59 Portuguese
Poesia/Aforismo NENHUMA MULTIDÃO O SERÁ 0 1.754 01/26/2015 - 20:44 Portuguese
Poesia/Pensamientos SILENCIOSA SOMBRA DE SOLIDÃO 0 2.918 01/25/2015 - 22:36 Portuguese
Poesia/Pensamientos MIGALHAS DE SAUDADE 0 1.560 01/22/2015 - 22:32 Portuguese
Poesia/Pensamientos ONDE O AMOR SEMEIA E COLHE A SOLIDÃO 0 1.465 01/21/2015 - 18:00 Portuguese
Poesia/Pensamientos PALAVRAS À LUPA 0 2.389 01/20/2015 - 19:38 Portuguese
Poesia/Pensamientos MADRESSILVA 0 1.426 01/19/2015 - 21:07 Portuguese
Poesia/Pensamientos NA SOLIDÃO 0 1.753 01/17/2015 - 23:32 Portuguese
Poesia/Pensamientos LÁPIS DE SER 0 1.662 01/16/2015 - 20:47 Portuguese