NÃO CHORES …

Não chores
para que me afogue nas lágrimas
dessa noite escura e fria do teu olhar.

Os dias que na tua alma são de chuva,
no meu corpo são eternas eras de tempestade.

Não destiles o teu ser em nada,
repousa os teus olhos dos dilúvios
que te entrançam ao vazio da saudade.

Deixa-me satisfazer-te os lábios
com sorrisos e beijos nossos de amor,
com silêncios onde ouvirás novos fôlegos.

Entrega-te ao alento
que o amor em nós derrama,
acende a chama deste sol de quem te ama.

Sente o sopro íntimo
do meu vento a espalhar em ti o amor,
a espelhar em ti as estrelas do meu pensamento.

Não te sintas triste,
torna-te a primavera das minhas flores,
sejas tu os frutos frescos das minhas árvores,.

Voa com os pássaros de sonho
que fazem ninho e procriam no nosso abraço,
dá-me vida como se fosses o sangue do meu tempo.

Não chores,
não percas o tempo nas sombras,
renasce dessa dor cinzenta que te pune,

impõe limites à escuridão que te enclaustra
intoxicada de solidão por venenos de tristeza e dor.

Abriga-te no meu regaço,

cala as tristezas com as carícias que te faço,
encurta a distância deste a dois
que jejuas nesse sofrimento.

.
.
.
.

Submited by

Martes, Marzo 19, 2013 - 23:59

Poesia :

Su voto: Nada (4 votos)

Henrique

Imagen de Henrique
Desconectado
Título: Membro
Last seen: Hace 5 años 5 semanas
Integró: 03/07/2008
Posts:
Points: 34817

Add comment

Inicie sesión para enviar comentarios

other contents of Henrique

Tema Título Respuestas Lecturas Último envíoordenar por icono Idioma
Videos/Otros Já viram o Pedro abrunhosa sem óculos? Pois ora aqui o têm. 1 36.981 06/11/2019 - 09:39 Portuguese
Poesia/Tristeza TEUS OLHOS SÃO NADA 1 1.605 03/06/2018 - 21:51 Portuguese
Poesia/Pensamientos ONDE O INFINITO SEJA O PRINCÍPIO 4 2.215 02/28/2018 - 17:42 Portuguese
Poesia/Pensamientos APALPOS INTERMITENTES 0 2.135 02/10/2015 - 22:50 Portuguese
Poesia/Aforismo AQUILO QUE O JUÍZO É 0 1.984 02/03/2015 - 20:08 Portuguese
Poesia/Pensamientos ISENTO DE AMAR 0 4.006 02/02/2015 - 21:08 Portuguese
Poesia/Amor LUME MAIS DO QUE ACESO 0 2.681 02/01/2015 - 22:51 Portuguese
Poesia/Pensamientos PELO TEMPO 0 1.681 01/31/2015 - 21:34 Portuguese
Poesia/Pensamientos DA POESIA 0 5.419 01/30/2015 - 23:06 Portuguese
Poesia/Pensamientos DO AMOR 0 1.826 01/30/2015 - 21:48 Portuguese
Poesia/Pensamientos DO SENTIMENTO 0 2.244 01/29/2015 - 22:55 Portuguese
Poesia/Pensamientos DO PENSAMENTO 0 2.361 01/29/2015 - 19:53 Portuguese
Poesia/Pensamientos DO SONHO 0 1.626 01/29/2015 - 01:04 Portuguese
Poesia/Pensamientos DO SILÊNCIO 0 2.816 01/29/2015 - 00:36 Portuguese
Poesia/Pensamientos DA CALMA 0 2.158 01/28/2015 - 21:27 Portuguese
Poesia/Pensamientos REPASTO DE ESQUECIMENTO 0 1.870 01/27/2015 - 22:48 Portuguese
Poesia/Pensamientos MORRER QUE POR DENTRO DA PELE VIVE 0 1.737 01/27/2015 - 16:59 Portuguese
Poesia/Aforismo NENHUMA MULTIDÃO O SERÁ 0 1.743 01/26/2015 - 20:44 Portuguese
Poesia/Pensamientos SILENCIOSA SOMBRA DE SOLIDÃO 0 2.916 01/25/2015 - 22:36 Portuguese
Poesia/Pensamientos MIGALHAS DE SAUDADE 0 1.558 01/22/2015 - 22:32 Portuguese
Poesia/Pensamientos ONDE O AMOR SEMEIA E COLHE A SOLIDÃO 0 1.463 01/21/2015 - 18:00 Portuguese
Poesia/Pensamientos PALAVRAS À LUPA 0 2.386 01/20/2015 - 19:38 Portuguese
Poesia/Pensamientos MADRESSILVA 0 1.425 01/19/2015 - 21:07 Portuguese
Poesia/Pensamientos NA SOLIDÃO 0 1.749 01/17/2015 - 23:32 Portuguese
Poesia/Pensamientos LÁPIS DE SER 0 1.656 01/16/2015 - 20:47 Portuguese