Nada mais (nona carta)

Profundos versos do qual sou fonte de inspiração
A minha vaidade é agora uma taça cheia
Sim, devo alertar-te que é o orgulho que me instiga.
Tal como foste no Passado, sou eu hoje a areia…

Nada deves construir com o que escorre por entre os dedos
Os teus castelos são frágeis, ainda que de rara beleza
A hora da maré logo apagará as marcas da tua existência
Não o afirmo por despeito ou  carregado de tristeza.

Não deveria ter perguntado se vinhas comigo
Foi o mesmo que pedir à pólvora para beijar o fogo
As palavras também inflamam e os teus olhos…
Os teus olhos têm o brilho do amor e do desgosto.

Os teus olhos têm a força de cem velas
Confesso que senti fascínio, tal foi o espanto!
Uma palavra minha e o Natal chegaria mais cedo…
Estranho poder o meu, assombroso encanto.

Não obstante nada mudou! Nada existe!
Nada guardei  de teu. Nada foi meu.
O ciclo lunar manteve-se ininterrupto
O meu caminho raramente se cruzou com o teu…

Para que não haja engano, repito:
Não houve história
Tudo limpei da memória!

Esquecida e enterrada ficaste tu
que sei como eras,
por que nome respondias …
Nada mais!

Poema publicado no blog Broken Wings e na Rede Social PEAPAZ

Submited by

Lunes, Septiembre 22, 2014 - 18:54

Ministério da Poesia :

Su voto: Nada Promedio: 5 (1 vote)

Ema Moura

Imagen de Ema Moura
Desconectado
Título: Membro
Last seen: Hace 52 semanas 4 horas
Integró: 03/15/2011
Posts:
Points: 317

Add comment

Inicie sesión para enviar comentarios

other contents of Ema Moura

Tema Título Respuestas Lecturas Último envíoordenar por icono Idioma
Ministério da Poesia/Amor Nada mais (nona carta) 0 591 09/22/2014 - 18:54 Portuguese
Prosas/Contos «Pele...» 0 542 09/22/2014 - 18:52 Portuguese
Prosas/Erótico Proposta 0 644 09/22/2014 - 18:50 Portuguese
Poesia/Pensamientos Confissões de um conquistador 0 650 09/22/2014 - 18:47 Portuguese
Poesia/Pensamientos Pintura introspectiva 0 815 09/20/2014 - 11:19 Portuguese
Poesia/Pensamientos Silencia o teu amor 0 586 09/20/2014 - 11:17 Portuguese
Prosas/Pensamientos Monólogo da memória 0 547 09/20/2014 - 11:15 Portuguese
Poesia/Pasión Obsessão 0 672 09/20/2014 - 11:10 Portuguese
Poesia/Erótico Tortura, anseio... 1 779 01/27/2013 - 22:47 Portuguese
Prosas/Contos Inspira, relaxa e divaga... Suspira! 2 697 01/27/2013 - 17:40 Portuguese
Prosas/Erótico Outra vez! 2 1.252 01/27/2013 - 17:36 Portuguese
Poesia/Pasión Quero-te outra vez... 0 553 01/27/2013 - 17:08 Portuguese
Poesia/Amor Ouve-me 1 687 01/27/2013 - 16:50 Portuguese
Poesia/Erótico Amarro-te! 3 1.019 01/27/2013 - 16:45 Portuguese
Poesia/Meditación Ofélia 0 662 01/12/2013 - 23:34 Portuguese
Prosas/Contos Brilho 0 759 01/12/2013 - 23:20 Portuguese
Prosas/Contos Esculpidos na pedra 0 557 01/12/2013 - 23:15 Portuguese
Poesia/Amor Espero 0 738 01/12/2013 - 23:10 Portuguese
Prosas/Romance Hoje, o céu é meu... 0 969 08/11/2011 - 14:09 Portuguese
Poesia/Meditación Saudade poética 2 854 07/09/2011 - 02:59 Portuguese
Prosas/Erótico O desejo é muito mais que um brilho no olhar... 0 955 07/07/2011 - 23:17 Portuguese
Prosas/Erótico Tortura 0 785 07/07/2011 - 23:13 Portuguese
Prosas/Pensamientos Hoje 0 910 07/07/2011 - 23:06 Portuguese
Prosas/Erótico «Surpresa. Hoje é dia de pagamento!» 0 910 07/07/2011 - 22:59 Portuguese
Prosas/Erótico Saltos inquietos 0 878 07/07/2011 - 22:56 Portuguese