ISENTO DE AMAR

Ato-me

a quantas possíveis liberdades
que enleiam a corda que me prende,

ao pensamento,

ao momento,

ao vento,

silêncio assoalhado nos lábios,

eco escorregadio num grito alto,
do mais alto pico de um profundo estar
fragilmente vidrado pelos espelhos do olhar,

perdido pelas vertigens do tempo,
ido em gostar isento de amar,
caído em mim,

só,

em anúncios de ter,

em prenúncios de ser,

em pronúncias de morrer,
.
.
Henrique Fernandes

Submited by

Lunes, Febrero 2, 2015 - 20:08

Poesia :

Su voto: Nada (1 vote)

Henrique

Imagen de Henrique
Desconectado
Título: Membro
Last seen: Hace 4 años 51 semanas
Integró: 03/07/2008
Posts:
Points: 34817

Add comment

Inicie sesión para enviar comentarios

other contents of Henrique

Tema Título Respuestas Lecturas Último envíoordenar por icono Idioma
Videos/Otros Já viram o Pedro abrunhosa sem óculos? Pois ora aqui o têm. 1 36.754 06/11/2019 - 08:39 Portuguese
Poesia/Tristeza TEUS OLHOS SÃO NADA 1 1.528 03/06/2018 - 20:51 Portuguese
Poesia/Pensamientos ONDE O INFINITO SEJA O PRINCÍPIO 4 2.146 02/28/2018 - 16:42 Portuguese
Poesia/Pensamientos APALPOS INTERMITENTES 0 2.069 02/10/2015 - 21:50 Portuguese
Poesia/Aforismo AQUILO QUE O JUÍZO É 0 1.927 02/03/2015 - 19:08 Portuguese
Poesia/Pensamientos ISENTO DE AMAR 0 3.927 02/02/2015 - 20:08 Portuguese
Poesia/Amor LUME MAIS DO QUE ACESO 0 2.603 02/01/2015 - 21:51 Portuguese
Poesia/Pensamientos PELO TEMPO 0 1.644 01/31/2015 - 20:34 Portuguese
Poesia/Pensamientos DA POESIA 0 5.256 01/30/2015 - 22:06 Portuguese
Poesia/Pensamientos DO AMOR 0 1.790 01/30/2015 - 20:48 Portuguese
Poesia/Pensamientos DO SENTIMENTO 0 2.131 01/29/2015 - 21:55 Portuguese
Poesia/Pensamientos DO PENSAMENTO 0 2.306 01/29/2015 - 18:53 Portuguese
Poesia/Pensamientos DO SONHO 0 1.586 01/29/2015 - 00:04 Portuguese
Poesia/Pensamientos DO SILÊNCIO 0 2.727 01/28/2015 - 23:36 Portuguese
Poesia/Pensamientos DA CALMA 0 1.994 01/28/2015 - 20:27 Portuguese
Poesia/Pensamientos REPASTO DE ESQUECIMENTO 0 1.822 01/27/2015 - 21:48 Portuguese
Poesia/Pensamientos MORRER QUE POR DENTRO DA PELE VIVE 0 1.641 01/27/2015 - 15:59 Portuguese
Poesia/Aforismo NENHUMA MULTIDÃO O SERÁ 0 1.621 01/26/2015 - 19:44 Portuguese
Poesia/Pensamientos SILENCIOSA SOMBRA DE SOLIDÃO 0 2.801 01/25/2015 - 21:36 Portuguese
Poesia/Pensamientos MIGALHAS DE SAUDADE 0 1.519 01/22/2015 - 21:32 Portuguese
Poesia/Pensamientos ONDE O AMOR SEMEIA E COLHE A SOLIDÃO 0 1.401 01/21/2015 - 17:00 Portuguese
Poesia/Pensamientos PALAVRAS À LUPA 0 2.342 01/20/2015 - 18:38 Portuguese
Poesia/Pensamientos MADRESSILVA 0 1.390 01/19/2015 - 20:07 Portuguese
Poesia/Pensamientos NA SOLIDÃO 0 1.706 01/17/2015 - 22:32 Portuguese
Poesia/Pensamientos LÁPIS DE SER 0 1.586 01/16/2015 - 19:47 Portuguese