DEIXA-ME VIVER!

POEMAS DA MINHA ADOLESCÊNCIA
DEIXA-ME VIVER!
(Tinha 15 anos)

Sem a derrota temer ’stou caminhando
sobre os espinhos que encontro pela estrada.
Intrépido sofrer... mas seguirei lutando
mesmo que acabe virando magoada.

Já não temo a solidão que me devora
estes dias que vivo sem te ver.
Acaba com o que vens parecendo agora.
Pára de mentir! Deixa-me viver.

Eu quero ir comatando a minha dor
até que o meu amor, já moribundo,
me deixe amar o lado bom do mundo.

Se a vida sã é bela e tem valor,
prefiro vivê-la só, mesmo penando,
do que viver contigo, não te amando.

Maria Letr@

Nota: Gostaria que o último verso fosse entendido na sua realidade, não estando na palavra "viver" implícita uma vida a dois aos 15 anos!!! Esse verso escrevi-o projectando-me no futuro. O que vale é que o meu Pai nunca leu isto... penso!  Seria inconcebível, pela educação que me deu, que tal pudesse acontecer. Ainda admiti mudar "viver" para "namorar", mas o poema nunca mais seria fiel ao original.

Submited by

Domingo, Abril 25, 2021 - 09:41

Poesia :

Sin votos aún

Maria Letra

Imagen de Maria Letra
Desconectado
Título: Membro
Last seen: Hace 30 semanas 5 días
Integró: 11/20/2012
Posts:
Points: 2604

Comentarios

Imagen de Maria Letra

DEIXA-ME VIVER

Muitíssimo grata pelo seu comentário, Odairjsilva. São registos duma jovem de 15 anos, apaixonada pela vida, que gostava de expressar os seus sentimentos através do recurso à poesia. Tive m Pai muito consciente e um educador excelente que estava sempre muito atento... Desejo-lhe uma boa noite.

Imagen de Odairjsilva

Que maravilha!

Olá minha querida amiga. Amei os seus versos dos 15 anos. Eles contam uma história muito apaixonada e sonhos que eram construídos em uma realidade distante da nossa. Mostra, também, ao meu ver, como o amor supera o tempo. Que bacana você pontuar o olhar de seu pai. Isso poderia ser uma outra história. Gostei muito! Parabéns!!!

Add comment

Inicie sesión para enviar comentarios

other contents of Maria Letra

Tema Título Respuestas Lecturas Último envíoordenar por icono Idioma
Poesia/Tristeza O FLAGELO DA PERDA 1 297 06/17/2021 - 15:23 Portuguese
Poesia/General NA MIRA DE GENTE FALSA 0 228 06/13/2021 - 20:41 Portuguese
Poesia/Intervención SOCIALIZAR_OU NÃO? 0 163 06/13/2021 - 20:36 Portuguese
Poesia/General RENOVAÇÃO 0 373 05/27/2021 - 16:34 Portuguese
Poesia/Intervención AUTO DA SUBSERVIÊNCIA 0 281 05/25/2021 - 00:03 Portuguese
Poesia/Soneto LUZ E DESAIRE 0 282 05/21/2021 - 17:32 Portuguese
Poesia/Desilusión ESPECTRO DO QUE ME RESTA 0 360 05/06/2021 - 23:10 Portuguese
Poesia/Soneto QUERIA SER POMBA COM ASAS DE ESTANHO 0 311 05/06/2021 - 21:29 Portuguese
Poesia/Soneto DEIXA-ME VIVER! 2 461 04/27/2021 - 20:40 Portuguese
Poesia/Tristeza MUITOS FORAM OS QUE PARTIRAM 0 401 04/25/2021 - 10:42 Portuguese
Poesia/Intervención REVOLUÇÃO 0 374 04/25/2021 - 08:39 Portuguese
Poesia/Dedicada UM HINO À NOITE 0 392 04/22/2021 - 23:15 Portuguese
Prosas/Otros A MINHA PERPECTIVA SOBRE ALGUMAS DAS DIFERENTES CLASSES SOCIAIS-COM A COLABORAÇÃO DE MIGUEL LETRA 0 454 04/13/2021 - 12:14 Portuguese
Poesia/Meditación ESPERO_POR_TI_MADRUGADA 2 257 04/07/2021 - 20:34 Portuguese
Poesia/Desilusión A NOVA PÁSCOA 0 265 04/04/2021 - 07:09 Portuguese
Poesia/General O QUE SERIA DE MIM 0 281 03/28/2021 - 02:54 Portuguese
Poesia/Soneto TEMPOS DE AFLIÇÃO 2 399 03/26/2021 - 23:34 Portuguese
Poesia/General ESPERANDO PELA MARÉ ALTA 0 327 03/25/2021 - 23:45 Portuguese
Poesia/General MULHER-ESCRITORA 0 273 03/25/2021 - 16:28 Portuguese
Poesia/Tristeza RECOMEÇAR 0 296 03/25/2021 - 01:32 Portuguese
Poesia/Desilusión O VAZIO DA MINHA ALMA 0 1.176 03/11/2021 - 12:51 Inglés
Poesia/General O GRITO DO INDÍGENA 2 480 03/10/2021 - 21:31 Portuguese
Poesia/Tristeza TERRAS DE DESAMOR 0 454 03/09/2021 - 21:04 Portuguese
Poesia/Intervención VIOLÊNCIA 0 288 03/09/2021 - 20:46 Portuguese
Poesia/General A MULHER E O OBVERSO DO IRREVERSÍVEL 0 305 03/08/2021 - 21:30 Portuguese