INFERNO DO POETA

Sentir é o cais do poeta,
escrever é o seu ninho,
o seu almanaque da vida.

A emoção é um deserto de onde ele deserta.

O poeta é um galã de tempestades no ego,
a sua palavra é nefasta escória
nas mãos de anjos de asas negras.

Egrégia sombra versa o inferno do poeta.

Ele adormece o Sol nas lágrimas
de quem sabe ler o brilho dos olhos.

Ele é trovão que ilumina a alma
a cada esquina da razão.

Oriunda do mais profundo do ser,
a poesia está omnipresente no abismo
que o poeta inventa.

Ele sente a Lua tal como um corpo
sente o calor de outro corpo.

A paixão é uma serpente desnorteada
nas quimeras do poeta.

O amor é um mar de palavras soltas
num círculo desfigurado.

Ele ama o amor para lhe chamar dor.

Desengana a luz dos ataúdes da mente
e não mente,
ao dizer a toda a gente que é louco.

O seu olhar é um lírico escravo
que pernoita em tártaros de ausência,
e lança-se desejo ao fogo das musas.

Ele desentende o mundo
com culpas de profecias boémias,
ele cala o vento com a voz dos seus poemas,
ele namora a ponte entre o real e o sonho.

Só ele inspira a último suspiro
de quem não consegue chorar.

O poeta emoldura o esquecimento
nas flores para se lembrar nas suas cores
da estrofe do infinito nas suas mãos.

Ele escreve o sofrimento nas árvores,
na esperança que o Outono o leve
e o deixe mais leve na pua da sua pena.

Submited by

Lunes, Marzo 1, 2010 - 01:14

Poesia :

Sin votos aún

Henrique

Imagen de Henrique
Desconectado
Título: Membro
Last seen: Hace 5 años 15 semanas
Integró: 03/07/2008
Posts:
Points: 34817

Comentarios

Imagen de danyfilipa

Re: INFERNO DO POETA (Desafio poético)

"Ele ama o amor para lhe chamar dor."

e lá diz Vitor Espadinha numa música dos Ornatos que "o amor é uma doença quando nele julgamos ver a nossa cura..."

adorei imenso
beijo :-)

Imagen de NunoCarvalho

Re: INFERNO DO POETA (Desafio poético)

Henrique,

Uma bela descrição do "inferno do poeta"!

Adorei este verso: "ele ama o amor para lhe chamar dor".

Gostei!

Abraço
:-)

Imagen de Dianinha

Re: INFERNO DO POETA (Desafio poético)

O inferno do poeta está imensamente bem escrito e descrito!

Não ha mais nada a acrescentar Henrique...

Parabéns! :-)
Beijinho com carinho...

Imagen de Anonymous

Re: INFERNO DO POETA (Desafio poético)

CARO POETA HENRIQUE

MAGNIFICO! PERFEITO!DE TODOS SEUS POEMAS QUE EU JÁ LI,ÊSSE FOI O QUE MAIS GOSTEI!

O POETA É COMO A CORRENTEZA DO RIO
QUE VAI ROLANDO...ROLANDO SEM PARAR!
EM CADA CACHOEIRA UM DESAFIO...
QUE ELE CONSEGUE ULTRAPASSAR!

PARABENS
ALZIRO

Imagen de Betofelix

Re: INFERNO DO POETA (Desafio poético)

Sublime meu caro.
Ser poeta é ser tudo no nada, é ver e sentir um mar no deserto, é chorar e sorrir num palavra.
Grande inspiração. :-)

Imagen de mariacarla

Re: INFERNO DO POETA (Desafio poético)

Gosto muito de te ler.

"Ele ama o amor para lhe chamar dor."

Grande inferno do poeta, podes crer!

Beijo

Carla

Imagen de Tiger

Re: INFERNO DO POETA (Desafio poético)

Só ele inspira a último suspiro
de quem não consegue chorar.

Mto bom
Bj da Tiger

Imagen de MarneDulinski

Re: INFERNO DO POETA (Desafio poético)

HENRIQUE!

LINDO POEMA, GOSTEI MUITO!
Ele ama o amor para lhe chamar dor.

Lembra Fernando Pessoa, O poeta é um fingidor. Finge tão completamente. Que chega a fingir que é dor ...

Meus parabéns,
Marne

Imagen de EliasFreitas

Re: INFERNO DO POETA (Desafio poético)

"O poeta emoldura o esquecimento
nas flores para se lembrar nas suas cores
da estrofe do infinito nas suas mãos."

Que bravas Palavras Enrique!

Imagen de Librisscriptaest

Re: INFERNO DO POETA (Desafio poético)

Oh Henrique... Fiquei sem palavras...
Esta tão lindo...
A serio...
Nem sei q dizer...
Acho q é dos poemas mais bonitos q ja li...
Tocou-me profundamente...

"Ele ama o amor para lhe chamar dor."

Favoritos é claro...

Beijinho tão grande em ti...
Inês

Add comment

Inicie sesión para enviar comentarios

other contents of Henrique

Tema Título Respuestas Lecturas Último envíoordenar por icono Idioma
Poesia/Aforismo BEM VISTO 0 2.092 01/15/2015 - 15:36 Portuguese
Poesia/Pensamientos DESTRUIÇÃO 0 493 01/13/2015 - 21:56 Portuguese
Poesia/Pensamientos CALMA 0 987 01/13/2015 - 14:13 Portuguese
Poesia/Pensamientos QUE VIDA ME MATA DE TANTO VIVER 0 592 01/12/2015 - 21:18 Portuguese
Poesia/Aforismo SEM AUSÊNCIA 0 932 01/12/2015 - 18:03 Portuguese
Poesia/Aforismo Pior do que morrer, é não ressuscitar... 0 1.116 01/11/2015 - 23:04 Portuguese
Poesia/Pensamientos CHOCALHO DE SAUDADE 0 552 01/11/2015 - 17:30 Portuguese
Poesia/Pensamientos GRITO QUE AS MÃOS ACENAM NO ADEUS 0 668 01/11/2015 - 00:07 Portuguese
Poesia/Pensamientos SOVA DE ALGURES 0 578 01/10/2015 - 20:55 Portuguese
Poesia/Pensamientos SORRATEIRAMENTE 0 971 01/09/2015 - 20:33 Portuguese
Poesia/Pensamientos SILÊNCIO TOTAL 0 1.234 01/08/2015 - 21:00 Portuguese
Prosas/Terror FUMAR É... 1 3.195 06/17/2014 - 04:23 Portuguese
Poesia/Amor COMPLETAMENTE … 1 1.326 11/27/2013 - 23:44 Portuguese
Videos/Musica The Cars-Drive 1 1.405 11/25/2013 - 11:52 Portuguese
Poesia/Pasión REVÉRBEROS SÓIS … 1 1.145 08/15/2013 - 16:23 Portuguese
Poesia/Meditación AS ENTRANHAS DO SILÊNCIO … 0 1.084 07/15/2013 - 20:37 Portuguese
Poesia/Meditación TIQUETAQUEAR … 0 1.323 07/04/2013 - 22:01 Portuguese
Poesia/Tristeza AMOR CUJO CARVÃO SE INCENDEIA DE GELO … 0 1.221 07/02/2013 - 20:15 Portuguese
Poesia/Tristeza ONDE A NOITE SEMEIA DESERTOS DE ESCURIDÃO … 0 1.079 06/28/2013 - 20:58 Portuguese
Poesia/Meditación ESCOLHO VIVER … 1 1.755 06/26/2013 - 09:42 Portuguese
Fotos/Arte Se podia ser mortal? 0 1.713 06/24/2013 - 21:15 Portuguese
Fotos/Arte Um beijo com amor dado ... 0 1.817 06/24/2013 - 21:14 Portuguese
Poesia/Meditación AZEDAS TETAS DA REALIDADE … 0 868 06/22/2013 - 20:36 Portuguese
Poesia/Meditación FAÍSCAS NA ESCURIDÃO … 0 829 06/18/2013 - 22:52 Portuguese
Poesia/Meditación QUANTO BASTE … 0 568 06/10/2013 - 21:23 Portuguese