A RESPOSTA PARA TUDO…

Deus?

É uma hipótese e como tal, continua uma pergunta, uma opção do bem.

O ser?

É algo oculto por detrás dos nossos próprios olhos, algo pelo qual procuramos, ora se não vimos esse ser, então também não é resposta, é pergunta, e mesmo que o encontremos, será uma sucessão de perguntas, é o que somos.

A alma?

É um corpo invisível no ar que não se toca, é um vulto ao vento que não se vê, algo assim também nada responde, é mais um motivo para perguntas, é o que vamos ser.

A morte?

Até prova do contrário é um fim, e o que vai para lá desse fim, é um sol encoberto de perguntas, o que será.

A imortalidade?

É a maior das perguntas, ela existe mas não é para nós.

O silêncio?

É o que é.

A vida?

Essa é quem molda os caracteres com que carimbamos todas as perguntas, é um berço de emoções num arco-íris de prazer e dor.

O diabo?

Não é mais do que uma forte dor de dentes no nosso medo, uma besta esfaqueada à força na nossa mente, como quem nos fura os pneus da perversidade, só para apenas nos perguntarmos se fazemos ou não o mal, escolher entre o poder e o castigo, é uma escolha.

A razão?

É uma consagração de evidência, que quando descoberta é uma agulha que nos escapa por entre os dedos e cai num monte de palha, toda essa palha são porquês, o porquê é uma pergunta, é o itinerário para novos porquês.

O infinito?

É o imaginário, o parente mais próximo da resposta para tudo, também este é o que é de perguntas, daria uma boa resposta se essa viagem fosse palpável.

A resposta?

A resposta para tudo é uma pergunta de nada: porquê?

Resumindo, andarmos atrás das respostas é uma caminhada em vão, é deixar metade de nós a deslizar na lama, ficando assim o corpo preso numa almofada comodista, e a alma a deambular pelos ses e mas de cada resposta.

Concluindo, a resposta é alcançar o porquê que se segue, mas sem que nos cegue, pois sem ver o porque do porquê, chegamos ao último nível, a loucura.

A loucura?

Talvez esta seja a tão desejada resposta para tudo, mas como não sou tão louco como os loucos, continuo sem saber a resposta.

Concluindo-indo-indo-indo, a resposta para tudo…

…é tudo.

Mas como o tudo não existe, porque se descobre sempre algo novo, continuo sem resposta.

Mais uma vez o porque que vem do porquê.

Submited by

Domingo, Febrero 28, 2010 - 01:23

Prosas :

Sin votos aún

Henrique

Imagen de Henrique
Desconectado
Título: Membro
Last seen: Hace 5 años 5 semanas
Integró: 03/07/2008
Posts:
Points: 34817

Comentarios

Imagen de Nanda

Re: A RESPOSTA PARA TUDO…

Henrique,
A nossa condição humana percorre os caminhos da existência na terra na busca de certezas, porque só se nos oferecem perguntas e dúvidas.
Beijo
Nanda

Imagen de mariacarla

Re: A RESPOSTA PARA TUDO…

Perguntas e respostas... sem respostas que nos preencham verdadeiramente a nossa louca curiosidade. Cá andamos nos porquês, mesmo não tendo já idade para essa idade! :-)

Carla

Add comment

Inicie sesión para enviar comentarios

other contents of Henrique

Tema Título Respuestas Lecturas Último envíoordenar por icono Idioma
Videos/Otros Já viram o Pedro abrunhosa sem óculos? Pois ora aqui o têm. 1 36.995 06/11/2019 - 09:39 Portuguese
Poesia/Tristeza TEUS OLHOS SÃO NADA 1 1.608 03/06/2018 - 21:51 Portuguese
Poesia/Pensamientos ONDE O INFINITO SEJA O PRINCÍPIO 4 2.218 02/28/2018 - 17:42 Portuguese
Poesia/Pensamientos APALPOS INTERMITENTES 0 2.139 02/10/2015 - 22:50 Portuguese
Poesia/Aforismo AQUILO QUE O JUÍZO É 0 1.985 02/03/2015 - 20:08 Portuguese
Poesia/Pensamientos ISENTO DE AMAR 0 4.008 02/02/2015 - 21:08 Portuguese
Poesia/Amor LUME MAIS DO QUE ACESO 0 2.684 02/01/2015 - 22:51 Portuguese
Poesia/Pensamientos PELO TEMPO 0 1.682 01/31/2015 - 21:34 Portuguese
Poesia/Pensamientos DA POESIA 0 5.422 01/30/2015 - 23:06 Portuguese
Poesia/Pensamientos DO AMOR 0 1.829 01/30/2015 - 21:48 Portuguese
Poesia/Pensamientos DO SENTIMENTO 0 2.249 01/29/2015 - 22:55 Portuguese
Poesia/Pensamientos DO PENSAMENTO 0 2.362 01/29/2015 - 19:53 Portuguese
Poesia/Pensamientos DO SONHO 0 1.628 01/29/2015 - 01:04 Portuguese
Poesia/Pensamientos DO SILÊNCIO 0 2.820 01/29/2015 - 00:36 Portuguese
Poesia/Pensamientos DA CALMA 0 2.160 01/28/2015 - 21:27 Portuguese
Poesia/Pensamientos REPASTO DE ESQUECIMENTO 0 1.871 01/27/2015 - 22:48 Portuguese
Poesia/Pensamientos MORRER QUE POR DENTRO DA PELE VIVE 0 1.743 01/27/2015 - 16:59 Portuguese
Poesia/Aforismo NENHUMA MULTIDÃO O SERÁ 0 1.749 01/26/2015 - 20:44 Portuguese
Poesia/Pensamientos SILENCIOSA SOMBRA DE SOLIDÃO 0 2.917 01/25/2015 - 22:36 Portuguese
Poesia/Pensamientos MIGALHAS DE SAUDADE 0 1.558 01/22/2015 - 22:32 Portuguese
Poesia/Pensamientos ONDE O AMOR SEMEIA E COLHE A SOLIDÃO 0 1.463 01/21/2015 - 18:00 Portuguese
Poesia/Pensamientos PALAVRAS À LUPA 0 2.388 01/20/2015 - 19:38 Portuguese
Poesia/Pensamientos MADRESSILVA 0 1.425 01/19/2015 - 21:07 Portuguese
Poesia/Pensamientos NA SOLIDÃO 0 1.753 01/17/2015 - 23:32 Portuguese
Poesia/Pensamientos LÁPIS DE SER 0 1.659 01/16/2015 - 20:47 Portuguese