Transformação

Se hoje me negasse o chorar,
e me entornasse em misericórdia
Se hoje o perdão se provasse
e minha alma sobrevoasse meu ser enfraquecido
Minha forma se transformaria em engano

Minha carne sofrida e doida
Transformaria-se em repulsa deprimida
Me ardo em lágrimas em rastejo por um alivio

Que sangre a terra em minha defesa
Que vomite os céus piedade
Por esse alguém que se debate em chão
Como um grito de febre gemida

Que a chuva ampare
E o vento levite
Meu corpo pendido

Para que eu o veja
Afastar-se de mim
E me enterneça de prantos e risos
Pela glória de ver-te renascido

Submited by

Sábado, Diciembre 19, 2009 - 17:43

Ministério da Poesia :

Sin votos aún

Leila

Imagen de Leila
Desconectado
Título: Membro
Last seen: Hace 9 años 29 semanas
Integró: 12/12/2009
Posts:
Points: 33

Add comment

Inicie sesión para enviar comentarios

other contents of Leila

Tema Título Respuestas Lecturas Último envíoordenar por icono Idioma
Ministério da Poesia/Amistad Cósmico 0 218 11/19/2010 - 19:13 Portuguese
Ministério da Poesia/Intervención Transformação 0 195 11/19/2010 - 19:11 Portuguese
Ministério da Poesia/General lLevanta que é hora 0 173 11/19/2010 - 19:07 Portuguese
Ministério da Poesia/General lLevanta que é hora 0 162 11/19/2010 - 19:07 Portuguese
Ministério da Poesia/General Matemática Planetária 0 185 11/19/2010 - 19:07 Portuguese
Ministério da Poesia/General Evasão 0 218 11/19/2010 - 19:07 Portuguese
Ministério da Poesia/Meditación OBSERVAÇÃO 0 223 11/19/2010 - 19:06 Portuguese
Ministério da Poesia/Intervención OS TRÊS PODERES 0 251 11/19/2010 - 19:06 Portuguese
Ministério da Poesia/Meditación PAZ 0 251 11/19/2010 - 19:06 Portuguese
Ministério da Poesia/Meditación PAZ 0 256 11/19/2010 - 19:06 Portuguese
Ministério da Poesia/Aforismo CICLOS 0 219 11/19/2010 - 19:06 Portuguese