Ode à Tânatos

O caminho sem penumbra é entrópico
Pois a plenitude do vazio constitui
O idealismo rouco que permeia e que flui
Pela eternidade deste corpo utópico

Quando a humanidade adoece, o regresso
À animosidade das coisas é considerado
Um caminho lúgubre, porém vociferado
Afinal a veemência do fim está no processo

Insalubre dos ditames da foraclusão
Apenas um ditirambo a mais em profusão
Para a tragédia interpessoal que congrego

Assim, a insuficiência consome o segredo
Para além do retraído gosto do medo...
SER para a morte é o signo que carrego.
 

Submited by

Viernes, Diciembre 17, 2010 - 04:16

Poesia :

Sin votos aún

malentacchi

Imagen de malentacchi
Desconectado
Título: Membro
Last seen: Hace 9 años 43 semanas
Integró: 06/22/2009
Posts:
Points: 704

Add comment

Inicie sesión para enviar comentarios

other contents of malentacchi

Tema Título Respuestas Lecturas Último envíoordenar por icono Idioma
Poesia/Tristeza Lamúrias 0 1.176 03/21/2011 - 03:53 Portuguese
Poesia/Tristeza O Torniquete Atenuado 0 1.313 02/28/2011 - 01:25 Portuguese
Poesia/Tristeza Solve et Coagula 0 821 02/28/2011 - 01:22 Portuguese
Poesia/Tristeza Incompreensível (Como Tantos Outros) 2 1.060 01/26/2011 - 00:13 Portuguese
Poesia/Soneto O Aviltamento do Verso 0 972 01/26/2011 - 00:03 Portuguese
Poesia/Tristeza Quando os Espectros Machucam A Carne 0 1.096 01/26/2011 - 00:00 Portuguese
Poesia/Tristeza Primaveras Mortas 0 1.009 01/19/2011 - 01:22 Portuguese
Poesia/Tristeza Escrita Inferior 0 1.171 01/02/2011 - 19:59 Portuguese
Poesia/Tristeza Mais Uma Injúria Afásica Para Os Pronomes Em Primeira Pessoa 0 891 01/02/2011 - 19:56 Portuguese
Poesia/Tristeza Dificuldades Com o Verso Amaldiçoado 0 969 12/26/2010 - 19:57 Portuguese
Poesia/Tristeza Exi[s]t-ência 0 799 12/26/2010 - 19:55 Portuguese
Poesia/Tristeza Entre A Sociopatia E A Filosofia Dos Não Valores 0 1.607 12/22/2010 - 03:13 Portuguese
Poesia/Tristeza Uma Alegoria Para As Almas Desgraçadas 0 1.549 12/22/2010 - 03:05 Portuguese
Poesia/Tristeza Conclave Para Um Diálogo Entres Sombras 0 1.557 12/22/2010 - 03:00 Portuguese
Poesia/Tristeza Sobre a Perversidade e seus Hematoversos 0 1.452 12/21/2010 - 04:52 Portuguese
Poesia/Tristeza A Filosofia dos Túmulos 0 1.464 12/21/2010 - 04:50 Portuguese
Poesia/Tristeza Da Ínfima Procura 0 1.572 12/21/2010 - 04:49 Portuguese
Poesia/Tristeza A Exumação de Todas As Minhas Mortes 0 787 12/21/2010 - 04:48 Portuguese
Poesia/Tristeza Exurgent mortius at ad me venient (o morto se levante e venha a mim) 0 1.173 12/17/2010 - 04:23 Portuguese
Poesia/Tristeza Um Punhado de Versos Fúnebres Para Josef K. 0 1.327 12/17/2010 - 04:21 Portuguese
Poesia/Tristeza A Proeminência da Falha 0 931 12/17/2010 - 04:19 Portuguese
Poesia/Tristeza Ode à Tânatos 0 990 12/17/2010 - 04:16 Portuguese
Videos/Perfil 855 0 1.170 11/24/2010 - 22:04 Portuguese
Videos/Perfil 482 0 1.259 11/24/2010 - 21:58 Portuguese
Videos/Perfil 481 0 1.576 11/24/2010 - 21:58 Portuguese