Voto nulo - Bernardo Almeida

Voto nulo

No campo de batalha
As mentiras possuem verdades de ferro
E as camisas de força estão atadas aos libertários
Helicópteros que sobrevoam em intensidade
As condições e incisões desiguais
Da cidade que suga o capitalismo com um consumo
Que foge ao seu próprio plano estratégico
E o sucesso, e o fracasso, e a mordaça
É a proposição mais fértil da coragem rebelde
Daqueles que resistem por toda a cidade
Mas não confiam plenamente nas promessas
De liberdade de expressão disseminadas
Por uma armada democrática pós-ditadura
E o Estado consegue exibir intenções de paz e liberdade
Por trás de contas em paraísos fiscais de agressões
Subornos, extorsões, truculências e censuras
E o país emite promessas - que jamais farão cessar a fome
Mas que renderão votos dos famintos
Nas eleições dos crápulas e verdugos (imóveis – pierrôs que constrangem em carnaval de música monossilábica) malditos
Na assunção dos cafetões que prostituem
O trabalho do trabalho brasileiro

Bernardo Almeida

Submited by

Lunes, Febrero 28, 2011 - 01:06

Poesia :

Sin votos aún

Bernardo Almeida

Imagen de Bernardo Almeida
Desconectado
Título: Membro
Last seen: Hace 7 años 50 semanas
Integró: 02/08/2011
Posts:
Points: 336

Add comment

Inicie sesión para enviar comentarios

other contents of Bernardo Almeida

Tema Título Respuestas Lecturas Último envíoordenar por icono Idioma
Poesia/Pensamientos Aos 29 - Bernardo Almeida 0 476 02/28/2011 - 01:31 Portuguese
Poesia/Pasión Au revoir! - Bernardo Almeida 0 283 02/28/2011 - 01:27 Portuguese
Poesia/Pensamientos Conforto passageiro 0 363 02/28/2011 - 01:26 Portuguese
Poesia/Pasión Encontro surpresa 0 458 02/28/2011 - 01:26 Portuguese
Poesia/Dedicada Debate 0 461 02/28/2011 - 01:25 Portuguese
Poesia/Fantasía Duplo - Bernardo Almeida 0 500 02/28/2011 - 01:24 Portuguese
Poesia/Pasión Fumaça 0 474 02/28/2011 - 01:23 Portuguese
Poesia/Pasión O segundo toque 0 445 02/28/2011 - 01:23 Portuguese
Poesia/Pensamientos Enganados 0 543 02/28/2011 - 01:22 Portuguese
Poesia/Amor Permuta 0 403 02/28/2011 - 01:22 Portuguese
Poesia/Pensamientos Mundo inundado 0 309 02/28/2011 - 01:21 Portuguese
Poesia/Pasión Profecia 0 408 02/28/2011 - 01:21 Portuguese
Poesia/Pasión Múltipla (transcendental) 0 282 02/28/2011 - 01:20 Portuguese
Poesia/Intervención Clandestino (viajante) - Bernardo Almeida 0 521 02/28/2011 - 01:19 Portuguese
Poesia/Desilusión Desnutrição 0 702 02/28/2011 - 01:18 Portuguese
Poesia/Pasión Precipício 0 251 02/28/2011 - 01:18 Portuguese
Poesia/Pensamientos Mutação 0 290 02/28/2011 - 01:17 Portuguese
Poesia/Pensamientos Vigarista 0 210 02/28/2011 - 01:16 Portuguese
Poesia/Pasión Sem destino 0 318 02/28/2011 - 01:16 Portuguese
Poesia/Pasión Pacífico - Bernardo Almeida 0 272 02/28/2011 - 01:15 Portuguese
Poesia/Gótico Nem um, nem outro - Bernardo Almeida 0 313 02/28/2011 - 01:14 Portuguese
Poesia/Gótico De lado 0 476 02/28/2011 - 01:14 Portuguese
Poesia/Pasión Incógnita 0 296 02/28/2011 - 01:13 Portuguese
Poesia/Comedia Despedida 0 407 02/28/2011 - 01:13 Portuguese
Poesia/Pasión Perplexo - Bernardo Almeida 0 403 02/28/2011 - 01:12 Portuguese