CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

REVOLUCIONARY ROAD

É um filme que existe. É um filme cheio de gelo. Gelo na luz, entre as pessoas, entre aqueles que são mais íntimos. É um filme para adultos, no sentido que esta expressão deveria ter.
É um filme onde surge uma personagem - April - grandiosamente desesperada, construída pelo trabalho de uma das maiores actrizes do nosso tempo, Kate Winslet. Uma mulher que quer desesperadamente sair, sair dali para onde a sua ambição e o seu desejo mais se incline, fugir simplesmente (dificilmente) da redoma de vidro ultra-sufocante que envolvem certas vidas separadas daquilo que mais desejam ou que julgam possuir.
Sam Mendes pratica uma realização radiográfica, sem a leveza de comédia que por vezes «Americam Beauty» tinha. E, por isso, o início do filme pode ser duro, tanto mais que a personagem interpretada por Leonardo DiCaprio - Frank - parece não existir verdadeiramente, parece existir apenas em esquema.
Em vários momentos o filme atinge uma intensidade e uma beleza muito grandes, sempre ligadas ao olhar, ao rosto, à expressão e à composição de Kate Winslet.
Chegados ao fim, como terminar este filme, como concluir um filme em que a personagem de Kate Winslet pudesse sair à mesma altura em que está todo o filme? Terá sido este um dos dilemas de Sam Mendes, num filme que aparenta estar todo ele muito escorado, e inteligentemente escorado, menos no seu final.
Se fosse eu, concluiria de forma abrupta, à Garrel, como se qualquer coisa se desligasse.

Mas é urgente, é mesmo muito urgente ver este filme.

Submited by

terça-feira, fevereiro 23, 2010 - 19:19

Críticas :

No votes yet

Henrique

imagem de Henrique
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 5 anos 6 semanas
Membro desde: 03/07/2008
Conteúdos:
Pontos: 34817

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of Henrique

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Videos/Outros Já viram o Pedro abrunhosa sem óculos? Pois ora aqui o têm. 1 37.041 06/11/2019 - 09:39 Português
Poesia/Tristeza TEUS OLHOS SÃO NADA 1 1.629 03/06/2018 - 21:51 Português
Poesia/Pensamentos ONDE O INFINITO SEJA O PRINCÍPIO 4 2.242 02/28/2018 - 17:42 Português
Poesia/Pensamentos APALPOS INTERMITENTES 0 2.151 02/10/2015 - 22:50 Português
Poesia/Aforismo AQUILO QUE O JUÍZO É 0 1.999 02/03/2015 - 20:08 Português
Poesia/Pensamentos ISENTO DE AMAR 0 4.019 02/02/2015 - 21:08 Português
Poesia/Amor LUME MAIS DO QUE ACESO 0 2.705 02/01/2015 - 22:51 Português
Poesia/Pensamentos PELO TEMPO 0 1.694 01/31/2015 - 21:34 Português
Poesia/Pensamentos DA POESIA 0 5.444 01/30/2015 - 23:06 Português
Poesia/Pensamentos DO AMOR 0 1.842 01/30/2015 - 21:48 Português
Poesia/Pensamentos DO SENTIMENTO 0 2.284 01/29/2015 - 22:55 Português
Poesia/Pensamentos DO PENSAMENTO 0 2.375 01/29/2015 - 19:53 Português
Poesia/Pensamentos DO SONHO 0 1.643 01/29/2015 - 01:04 Português
Poesia/Pensamentos DO SILÊNCIO 0 2.860 01/29/2015 - 00:36 Português
Poesia/Pensamentos DA CALMA 0 2.194 01/28/2015 - 21:27 Português
Poesia/Pensamentos REPASTO DE ESQUECIMENTO 0 1.877 01/27/2015 - 22:48 Português
Poesia/Pensamentos MORRER QUE POR DENTRO DA PELE VIVE 0 1.768 01/27/2015 - 16:59 Português
Poesia/Aforismo NENHUMA MULTIDÃO O SERÁ 0 1.776 01/26/2015 - 20:44 Português
Poesia/Pensamentos SILENCIOSA SOMBRA DE SOLIDÃO 0 2.933 01/25/2015 - 22:36 Português
Poesia/Pensamentos MIGALHAS DE SAUDADE 0 1.566 01/22/2015 - 22:32 Português
Poesia/Pensamentos ONDE O AMOR SEMEIA E COLHE A SOLIDÃO 0 1.473 01/21/2015 - 18:00 Português
Poesia/Pensamentos PALAVRAS À LUPA 0 2.396 01/20/2015 - 19:38 Português
Poesia/Pensamentos MADRESSILVA 0 1.434 01/19/2015 - 21:07 Português
Poesia/Pensamentos NA SOLIDÃO 0 1.767 01/17/2015 - 23:32 Português
Poesia/Pensamentos LÁPIS DE SER 0 1.673 01/16/2015 - 20:47 Português