CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

O amor não é uma caixa ...

O amor não é uma caixa ...

Amar é porque amamos,
não é porque nos apetece ou tem de ser.

O amor não é tudo… é metade em tudo.

A metade que os Homens querem das Mulheres,
é a metade que as Mulheres querem dos Homens.

Uma relação de amor entre estes, requer dois inteiros:

Um inteiro onde duas metades se aproximam e se unem.

E um inteiro onde duas metades
a si se pertencem conjugadamente independentes.

Para ser amor, o ar tem de circular …

( o amor não é uma caixa )

Juntar a nós à força
as duas metades do outro é parti-lo
em pedaços até que nada sobre desse esmigalhar.

( o amor é a dois )

Se não respeitarmos a metade
independente do outro não é amor, é obsessão.

Exigimos tudo,
queremos dar tudo e é aqui
que o fio das relações se parte.

( o amor é tão pouco )

Esquecemos que na metade que se liga
à nossa metade, há uma outra metade do outro.

Assim como há uma outra metade de nós.

( o amor não é egoísta )

A perfeição é as quatro metades serem iguais.

Mas como é difícil ou simplesmente não existe,

o mais próximo de perfeito é conciliar os dois inteiros.

Quatro a dividir por dois, é igual a dois.

( mas o amor não é uma ciência )

Conclusão:

Só precisamos de metade de cada um para sermos inteiros …

( o amor é respeito mútuo pelas quatro metades )

Para o amor não ter limites, tem de ser limitado a isto.

Henrique Fernandes 

Submited by

sábado, março 2, 2013 - 14:42

Fotos :

Your rating: None (1 vote)

Henrique

imagem de Henrique
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 5 anos 24 semanas
Membro desde: 03/07/2008
Conteúdos:
Pontos: 34817

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of Henrique

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Pensamentos DA POESIA 1 5.875 05/26/2020 - 23:50 Português
Videos/Outros Já viram o Pedro abrunhosa sem óculos? Pois ora aqui o têm. 1 37.868 06/11/2019 - 09:39 Português
Poesia/Tristeza TEUS OLHOS SÃO NADA 1 1.916 03/06/2018 - 21:51 Português
Poesia/Pensamentos ONDE O INFINITO SEJA O PRINCÍPIO 4 2.632 02/28/2018 - 17:42 Português
Poesia/Pensamentos APALPOS INTERMITENTES 0 2.423 02/10/2015 - 22:50 Português
Poesia/Aforismo AQUILO QUE O JUÍZO É 0 2.247 02/03/2015 - 20:08 Português
Poesia/Pensamentos ISENTO DE AMAR 0 4.253 02/02/2015 - 21:08 Português
Poesia/Amor LUME MAIS DO QUE ACESO 0 3.045 02/01/2015 - 22:51 Português
Poesia/Pensamentos PELO TEMPO 0 1.895 01/31/2015 - 21:34 Português
Poesia/Pensamentos DO AMOR 0 2.087 01/30/2015 - 21:48 Português
Poesia/Pensamentos DO SENTIMENTO 0 2.600 01/29/2015 - 22:55 Português
Poesia/Pensamentos DO PENSAMENTO 0 2.570 01/29/2015 - 19:53 Português
Poesia/Pensamentos DO SONHO 0 1.865 01/29/2015 - 01:04 Português
Poesia/Pensamentos DO SILÊNCIO 0 3.250 01/29/2015 - 00:36 Português
Poesia/Pensamentos DA CALMA 0 2.565 01/28/2015 - 21:27 Português
Poesia/Pensamentos REPASTO DE ESQUECIMENTO 0 2.127 01/27/2015 - 22:48 Português
Poesia/Pensamentos MORRER QUE POR DENTRO DA PELE VIVE 0 2.090 01/27/2015 - 16:59 Português
Poesia/Aforismo NENHUMA MULTIDÃO O SERÁ 0 2.078 01/26/2015 - 20:44 Português
Poesia/Pensamentos SILENCIOSA SOMBRA DE SOLIDÃO 0 3.220 01/25/2015 - 22:36 Português
Poesia/Pensamentos MIGALHAS DE SAUDADE 0 1.741 01/22/2015 - 22:32 Português
Poesia/Pensamentos ONDE O AMOR SEMEIA E COLHE A SOLIDÃO 0 1.666 01/21/2015 - 18:00 Português
Poesia/Pensamentos PALAVRAS À LUPA 0 2.680 01/20/2015 - 19:38 Português
Poesia/Pensamentos MADRESSILVA 0 1.659 01/19/2015 - 21:07 Português
Poesia/Pensamentos NA SOLIDÃO 0 1.924 01/17/2015 - 23:32 Português
Poesia/Pensamentos LÁPIS DE SER 0 1.931 01/16/2015 - 20:47 Português