CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Desejo Febril

Chega a noite envolta em trevas, no nevoeiro o silêncio

Rompe a prece os meus lábios, solta num suspiro:

_ Quero que a morte me pinte num paraíso suspenso!

Fecho os olhos devastados pelo tenebroso gemido.

 

O delírio cega a mente, confunde-me com a gravura amada

Entrega-me, prazerosa, ao meu sonho de amor.

Remoinhos crio, num ramo de horas, antes do nascer do dia.

A cada palmo de toque o meu desejo é redentor.

 

No arquear das almas, no turbilhão das voltas,

o suor escorre como lágrimas nascidas no coração.

Febril, deleito-me nas horas de um silêncio contorcionista.

A volúpia conquista o vazio oculto no abandono da razão.

 

Na penumbra a prece suplicante toma-me moribunda em seus lábios

No jogo sedutor da Luz, reclama-te como um eco no ruborizado infinito

O meu ventre ainda que metafórico está pronto para te receber

Na alvorada renascerei, no contorno da aurora sucumbirei a teu pedido!

 

O delírio cega a mente, confunde-me com a gravura amada

Entrega-me, prazerosa, ao meu sonho de amor.

Remoinhos crio num ramo de horas antes do nascer do dia…

 

A volúpia conquista o vazio oculto no abandono da razão.

Febril, deleito-me nas horas de um silêncio contorcionista,

o suor escorre como lágrimas nascidas no coração!

 


Publicado no Blog Boken Wings e no Blog da Rede Socio-Cultural PEAPAZ

Submited by

terça-feira, março 15, 2011 - 11:30

Ministério da Poesia :

No votes yet

Ema Moura

imagem de Ema Moura
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 50 semanas 1 dia
Membro desde: 03/15/2011
Conteúdos:
Pontos: 317

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of Ema Moura

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Ministério da Poesia/Amor Nada mais (nona carta) 0 583 09/22/2014 - 18:54 Português
Prosas/Contos «Pele...» 0 532 09/22/2014 - 18:52 Português
Prosas/Erótico Proposta 0 633 09/22/2014 - 18:50 Português
Poesia/Pensamentos Confissões de um conquistador 0 646 09/22/2014 - 18:47 Português
Poesia/Pensamentos Pintura introspectiva 0 812 09/20/2014 - 11:19 Português
Poesia/Pensamentos Silencia o teu amor 0 580 09/20/2014 - 11:17 Português
Prosas/Pensamentos Monólogo da memória 0 542 09/20/2014 - 11:15 Português
Poesia/Paixão Obsessão 0 666 09/20/2014 - 11:10 Português
Poesia/Erótico Tortura, anseio... 1 776 01/27/2013 - 22:47 Português
Prosas/Contos Inspira, relaxa e divaga... Suspira! 2 692 01/27/2013 - 17:40 Português
Prosas/Erótico Outra vez! 2 1.242 01/27/2013 - 17:36 Português
Poesia/Paixão Quero-te outra vez... 0 548 01/27/2013 - 17:08 Português
Poesia/Amor Ouve-me 1 683 01/27/2013 - 16:50 Português
Poesia/Erótico Amarro-te! 3 1.012 01/27/2013 - 16:45 Português
Poesia/Meditação Ofélia 0 657 01/12/2013 - 23:34 Português
Prosas/Contos Brilho 0 755 01/12/2013 - 23:20 Português
Prosas/Contos Esculpidos na pedra 0 555 01/12/2013 - 23:15 Português
Poesia/Amor Espero 0 730 01/12/2013 - 23:10 Português
Prosas/Romance Hoje, o céu é meu... 0 963 08/11/2011 - 14:09 Português
Poesia/Meditação Saudade poética 2 853 07/09/2011 - 02:59 Português
Prosas/Erótico O desejo é muito mais que um brilho no olhar... 0 951 07/07/2011 - 23:17 Português
Prosas/Erótico Tortura 0 778 07/07/2011 - 23:13 Português
Prosas/Pensamentos Hoje 0 905 07/07/2011 - 23:06 Português
Prosas/Erótico «Surpresa. Hoje é dia de pagamento!» 0 904 07/07/2011 - 22:59 Português
Prosas/Erótico Saltos inquietos 0 872 07/07/2011 - 22:56 Português