CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

À ESPERA DE UMA VIAGEM




À ESPERA DE UMA VIAGEM

 

A escrever, a escrever,

Assim eu posso esquecer,

O tempo que estou esperando,

E em mais nada vou pensando.

 

Em pé ou sentado,

Eu já me sinto cansado,

De continuar a esperar,

Para poder voar.

 

Assim eu não vou sentindo,

Que o tempo me vai fugindo,

Sei que isto é uma ilusão,

As coisas que parecem, não são.

 

Estas linhas vou escrevendo,

De coisas que não entendo,

Faz de conta que sei tudo,

Pois ainda não sou mudo.

 

Se, o que escrevo não tem nexo,

Eu não fico perplexo,

O que eu quero é passar o tempo,

Neste preciso momento.

 

Os minutos estão a passar,

Enquanto eu quero aguardar,

Que me chamem para o avião,

Para descansar o coração?

 

Ouço o falar de tanta gente,

Ninguém diz o que sente,

Todos estão como eu estou,

Ainda ninguém embarcou.

 

Muita calma é preciso,

Para ouvir o próximo aviso,

Que, está na hora de embarcar,

Parou o tempo de esperar.

 

Não sei se chegou a hora,

Para me poder ir embora,

Para chegar onde eu quero,

E acabar este desespero.

 

Vou escrevendo com a caneta,

Não é azul mas é preta,

Ela escreve o que eu mando,

E o tempo assim, vai passando.

 

Ainda não ouvi o chamar,

Para poder embarcar,

Vou para outro destino,

Esperar assim é um desatino.

 

Ponho os olhos neste caderno,

Como se fosse o colo materno,

O tempo assim, eu quero sentir,

Que me chamem para partir.

 

Já estou cansado de esperar,

Por ninguém me chamar,

Para ir para o Ceará,

Quando esta espera acabar.

 

Ainda estou no Maranhão.

E a caneta ainda tenho na mão,

Para escrever a toda a hora,

Enquanto não me vou embora.

 

Alguém já me chamou,

Para Fortaleza eu vou,

Vou com a minha Conceição,

Com ela no meu coração.

 

2007-Estêvão

 

Submited by

domingo, agosto 26, 2012 - 15:07

Poesia :

No votes yet

José Custódio Estêvão

imagem de José Custódio Estêvão
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 7 semanas 5 dias
Membro desde: 03/14/2012
Conteúdos:
Pontos: 7732

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of José Custódio Estêvão

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Geral AS ONDS DO MAR 2 354 02/24/2019 - 17:15 Português
Poesia/Fantasia O MEU NOME 0 258 12/14/2018 - 11:36 Português
Poesia/Meditação O TEMPO LEVA TUDO 0 232 09/28/2018 - 15:56 Português
Prosas/Pensamentos 34- O HOMEM 6 687 03/21/2018 - 16:04 Português
Poesia/Amor VERMELHO 0 934 09/04/2017 - 10:13 Português
Poesia/Amor UMA ORQUÍDEA PARA TI 0 917 07/17/2017 - 10:50 Português
Poesia/Meditação AS PEDRAS DOS RIOS 0 745 06/07/2017 - 09:54 Português
Prosas/Pensamentos PENSAMENTOS 34 0 1.038 05/24/2017 - 11:09 Português
Poesia/Amor AMO-TE COMO ÉS 0 1.127 05/24/2017 - 10:59 Português
Poesia/Meditação SABER SER FRELIZ 0 530 05/09/2017 - 16:51 Português
Poesia/Amizade TU 0 634 04/21/2017 - 11:52 Português
Poesia/Meditação PARA DE TE QUEIXAR 2 724 03/26/2017 - 20:34 Português
Poesia/Meditação PARA QUÊ MATAR? 5 670 03/24/2017 - 12:31 Português
Poesia/Meditação CHEGAR, VER E VENCER 0 715 03/13/2017 - 15:57 Português
Poesia/Amor BEIJOS TEUS 0 820 02/22/2017 - 11:12 Português
Poesia/Amor OLHANDO O MAR 0 630 02/08/2017 - 11:26 Português
Poesia/Amor SAUDADE 0 734 02/01/2017 - 11:29 Português
Poesia/Geral FRIO 0 565 01/26/2017 - 11:27 Português
Poesia/Geral FRIO 0 647 01/26/2017 - 11:23 Português
Poesia/Fantasia AS ONDAS DO MAR 0 692 01/11/2017 - 10:49 Português
Poesia/Meditação AMANHECEU OUTRA VEZ 0 730 01/04/2017 - 12:22 Português
Poesia/Alegria RIR 0 1.469 12/21/2016 - 10:58 Português
Poesia/Amor O BARCO DOS NOSSOS SONHOS 1 1.273 12/15/2016 - 14:05 Português
Prosas/Pensamentos PENSAMENTOS 0 747 12/07/2016 - 12:16 Português
Poesia/Amor RECORDANDO 0 631 12/07/2016 - 12:01 Português