CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

À MINHA MÃE

Mãe… queria fazer-te um poema
Onde coubera um prado de intenso sentir
Perfume de rosas violetas e alfazema
Feno margaridas papoilas e um sol a florir
Com flores de orvalhado sangue derramado
E eu nascendo sem ter que te pedir
A dor do medo no teu peito sufocado
Enquanto na demora moías teu esgrimir
Num segredo guardado lá no quarto
Verde relva recebendo águas do parto
E o choro que tu deixavas consentir

Queria dar-te Mãe
Palavras com aromas silvestres
Perfumado amor em verde prado fantasia
Do chão que no tempo horas rudes e agrestes
Ergueu raízes profundas de amor à poesia
E do teu sangue partilhado doces vestes
A alma e o corpo em sentida agonia
Demora a sombra dos aciprestes
Onde a noite quer ser dia

Dar-te o poema… quero pois minha Mãe
Versejando meu sofrido nascer
Em versos que festejam também
Toda esta alegria de viver

E do teu parto doloroso e demorado
Sobraram as palavras feitas poesia
Fui eu que te dei o nome de Mãe
E dentro de mim ficou guardado
O teu sorriso iluminando de harmonia
Que toda a mulher na hora do parto tem

musa
 

Submited by

terça-feira, dezembro 6, 2011 - 21:33

Poesia :

No votes yet

musarenascentista

imagem de musarenascentista
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 6 anos 34 semanas
Membro desde: 05/05/2011
Conteúdos:
Pontos: 1076

Comentários

imagem de Teresa Almeida

Quem sente o amor de mãe fala

Quem sente o amor de mãe fala assim.

Quem fala como mãe explode em sentires que não consegue dizer.

E eu felicito-te MUSARENASCENTISTA.

Xi Coração

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of musarenascentista

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Fantasia FIM DE TARDE EM FOGO 0 559 12/20/2013 - 14:06 Português
Poesia/Dedicado AO AMANTE DA POETISA 0 556 12/20/2013 - 14:02 Português
Poesia/Fantasia PODADURA 0 1.780 10/09/2013 - 19:16 inglês
Poesia/Fantasia MEMÓRIA 0 2.816 10/09/2013 - 19:15 inglês
Poesia/Fantasia PRECE OUTONAL 0 594 10/09/2013 - 19:14 Português
Poesia/Fantasia HÁ AQUI NESTE MAR 0 551 09/05/2013 - 11:41 Português
Poesia/Erótico DESPUDOR (… ao João…) 0 639 09/05/2013 - 11:39 Português
Poesia/Fantasia NOITE ENFURECIDA 0 513 09/05/2013 - 11:38 Português
Poesia/Erótico NOITE NA TUA PELE 0 530 08/01/2013 - 11:27 Português
Poesia/Desilusão CICATRIZES INTEMPORAIS 0 1.247 08/01/2013 - 11:26 Português
Poesia/Desilusão SENTIR NINGUÉM 0 529 08/01/2013 - 11:25 Português
Poesia/Fantasia VERSO EPITELIAL 0 559 06/18/2013 - 10:14 Português
Poesia/Fantasia CLARABOIA 0 1.181 06/18/2013 - 10:13 Português
Prosas/Contos NA PRAÇA DO PÃO 0 629 06/18/2013 - 10:09 Português
Poesia/Erótico PERNAS 2 703 06/18/2013 - 10:06 Português
Poesia/Fantasia A CASA 1 531 06/18/2013 - 09:08 Português
Poesia/Fantasia AS COISAS 0 354 06/04/2013 - 11:29 Português
Poesia/Fantasia PRECE 0 261 06/01/2013 - 15:17 Português
Prosas/Contos O GRITO DA MANDRÁGORA 0 1.248 06/01/2013 - 15:12 Português
Poesia/Fantasia A CASA E AS COISAS 0 505 06/01/2013 - 15:07 Português
Poesia/Dedicado A BARTOLOMEU DIAS 0 1.285 05/28/2013 - 22:59 Português
Poesia/Dedicado ALICE NO PAÍS DAS FLORES 0 480 05/28/2013 - 22:58 Português
Prosas/Lembranças NA LAMA DA FELICIDADE 0 1.331 05/28/2013 - 22:56 Português
Poesia/Erótico ACETINADA ENUNCIAÇÃO 0 432 05/27/2013 - 20:00 Português
Poesia/Erótico PECADOS DE ESCRITA 0 334 05/27/2013 - 19:59 Português