CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Às Margens do Rio Paraguai

Em um dos lugares mais bonito da terra
Às margens do Rio Paraguai formoso
Ergue-se a princesinha,
Cáceres, de sonho tão ditoso.

Uma cidade bicentenária
De histórias e lendas sedutoras
Que abriga em seu seio as diferentes famílias
Que dessa sociedade são construtoras.

Casarões antigos retratam o passado
De pessoas que aqui lutaram para essa construção
Contrastam com o moderno
De mentes que fazem a revolução.

O pôr-do-sol no cais
É um espetáculo feito pelo criador
Onde os poetas e pensadores
Registram suas histórias de muito valor.

Ao olhar a destruição que fazem contigo
Os olhos choram a tristeza
De uma sociedade ambiciosa
Que só pensam construir a beleza.

Mas, que pensando costruirem, destroem
As belezas que existem em ti
Modificando, de forma predatória,
Tudo que foi construido aqui.

A Ponte Branca já não existe mais.
Pois, foi destruida sem piedade
Ela que contava grande história da cidade
Hoje, deixa apenas saudade.

Até quando o homem moderno
Que se diz civilizado e progressista
Vai destruir as belezas de ti
Por um ideal narcisista?

Obs: Este poema surge da indignação pela destruição das nossas belezas naturais. É um apelo, um grito de alerta.

Odair José
Poeta e Escritor Cacerense

http://odairpoetacacerense.blogspot.com
http://cinehistoriaojs.blogspot.com

Submited by

segunda-feira, agosto 24, 2009 - 16:01

Poesia :

No votes yet

Odairjsilva

imagem de Odairjsilva
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 9 horas 20 minutos
Membro desde: 04/07/2009
Conteúdos:
Pontos: 4442

Comentários

imagem de marialds

Re: Às Margens do Rio Paraguai

Mostra a destruição que a famosa construção do homem, faz com a natureza, tudo vira pura destruição.
Uma linda poesia ecológica e deperservação.
Parabens.

imagem de ÔNIX

Re: Às Margens do Rio Paraguai

Fantástico, o que fazes com as palaras...

De facto é lamentável o que se faz ou desfaz na terra que nos acolhe

Gostei do teu carinho

Beijos

Dolores

imagem de HaiderChaby

Re: Às Margens do Rio Paraguai

perfeito, devemos todos nós conservar as nossas belezas naturais, gostei imenso, parabens

imagem de martagreen

Re: Às Margens do Rio Paraguai

Caceres linda e amada... Que saudades sinto de ti... Estou longe pra poder tratar-me da saude, mas de Caceres jamais esquecerei nao!
Sinto falta tambem do coreto da praca Barao... (Ja nao existe mais...) E as fazendas Facao e outras... Com seus lindos casaroes... Falta a conservacao!
Caceres e Rio Paraguai um amor sem fim! (leia Odair eu que fiz) Estou com saudades da terra onde nasci. Abracos...

imagem de Tiger

Re: Às Margens do Rio Paraguai

Mas, que pensando costruirem, destroem
As belezas que existem em ti

Um dos meus favoritos ;-)

imagem de Odairjsilva

Re: Às Margens do Rio Paraguai

Penso que temos que utilizar de todos os meios possíveis para combater a destrução do nosso planeta... a poesia é uma dessas formas.

imagem de KeilaPatricia

Re: Às Margens do Rio Paraguai

Aplausos...

:-) Vamos reivindicar :-?

imagem de Isabor

Re: Às Margens do Rio Paraguai

A poesia pode ser um instrumento privilegiado para denunciar a ação predatória sobre a natureza. Poesia com todo sentido.
Parabéns!
Sandra.

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of Odairjsilva

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Amor Nos meus sonhos estou a te amar 0 5 08/13/2020 - 18:33 Português
Poesia/Amor Amor é estar ao seu lado 0 20 08/07/2020 - 18:34 Português
Poesia/Desilusão Os devaneios de um caminhante solitário 0 22 08/06/2020 - 19:22 Português
Poesia/Amor Junto ao meu coração 0 21 08/04/2020 - 14:34 Português
Poesia/Intervenção O Brasil merece a verdade 0 39 07/29/2020 - 19:24 Português
Poesia/Desilusão O rumo que aponta a rosa dos ventos 0 40 07/28/2020 - 12:56 Português
Poesia/Meditação A mulher que fugiu de Sodoma 0 23 07/21/2020 - 18:50 Português
Poesia/Amor Que esse amor aconteça 0 39 07/20/2020 - 18:30 Português
Poesia/Desilusão Ilusão 0 96 07/13/2020 - 15:29 Português
Poesia/Intervenção Levantar-me-ei 0 97 07/10/2020 - 20:37 Português
Poesia/Desilusão No fim 0 81 07/09/2020 - 16:11 Português
Poesia/Amor Eu só queria falar de amor 0 91 07/07/2020 - 19:20 Português
Poesia/Amor As três faces do amor 0 86 07/03/2020 - 19:05 Português
Poesia/Amor Imaginação 0 98 07/02/2020 - 18:09 Português
Poesia/Amor Sonhos ao luar 0 107 07/01/2020 - 14:27 Português
Poesia/Meditação A primeira vez que me mataram 0 119 06/19/2020 - 17:53 Português
Poesia/Tristeza Saudades 0 109 06/19/2020 - 17:51 Português
Poesia/Pensamentos Devaneios de um poeta 0 105 06/19/2020 - 17:44 Português
Poesia/Pensamentos O atroz encanto de ser idiota 0 160 06/17/2020 - 17:07 Português
Poesia/Amor Amar é 0 132 06/17/2020 - 17:05 Português
Poesia/Tristeza A cidade que te esconde 0 111 06/17/2020 - 17:04 Português
Poesia/Amor Deixa o sol nos levar amor 0 295 06/09/2020 - 22:36 Português
Poesia/Amor Por amor 0 97 06/09/2020 - 22:35 Português
Poesia/Meditação O Curioso Caso de Paulo Coelho 0 120 06/09/2020 - 22:34 Português
Poesia/Meditação O Misterioso Homem na Praça Barão 0 156 06/01/2020 - 20:21 Português