CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

“Elucubrações fictícias”

Pela escala do horizonte

Não tenho mais segredos

Pelas vozes dessa fonte

Nem ventos de lágrimas e medos

Quando suficientemente chegas pouca

Para fazer-te valente

Eis que te armes de força

Onde toda a palavra seria impotente

Não tombei morto e fiquei sem vida

Só me privei de um e de outro

Longe a renascença anuncia, ida

Vê agora qual possa ser o todo.

***

Submited by

sábado, agosto 6, 2011 - 17:52

Poesia :

No votes yet

antonioduarte

imagem de antonioduarte
Offline
Título: Moderador Poesia
Última vez online: há 31 semanas 1 hora
Membro desde: 01/09/2010
Conteúdos:
Pontos: 2570

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of antonioduarte

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Meditação Tempo tem de comer 1 205 05/02/2010 - 16:14 Português
Poesia/Meditação Meu Destino 1 309 05/02/2010 - 16:12 Português
Poesia/Amor Poêma 1 418 05/02/2010 - 15:30 Português
Poesia/Soneto Balada que não parece 2 1.260 04/14/2010 - 16:37 Português
Poesia/Aforismo Basta-me Apenas Respirar 1 1.482 04/13/2010 - 03:15 Português
Poesia/Desilusão Quem me ouve falar tambem 2 397 04/12/2010 - 15:36 Português
Poesia/Aforismo Grades 4 2 530 04/12/2010 - 15:34 Português
Poesia/Aforismo Grades 3 1 504 04/12/2010 - 15:34 Português
Poesia/Dedicado O mundo do artísta 2 771 01/20/2010 - 01:41 Português