CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

ABRIGO DOS ANIMAIS

Existe sol nas muralhas
da minha esperança,
no choro longo de uma criança,
no miar aflitivo dos gatos,
no ladrar dos cães
onde não existe um osso
para enganar a fome.

Faltam umas mãos
para acarinharem
quem delas precisam.

Mas existem para o mal,
destruindo cada partícula de esperança,
seja na escrita,
num comentário,
na satisfação de fazer mal,
na glória deles quando pensam:
“eu e mais eu”.

Ainda que o mundo mude,
que sobreponham a maledicência
a cima do bem.

Ainda que a ignorância,
a arrogância e mania
de que tudo sabem
e são mais do que aqueles
que fingem nada saber.

Quero acreditar
na piedade das almas
não corrompidas,
nos poucos corações
tocados pela dor.

Para que não abandone um animal.

Juntem-se a nós,
procure ajudar.

Submited by

quarta-feira, fevereiro 17, 2010 - 01:16

Poesia :

No votes yet

mariamateus

imagem de mariamateus
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 29 semanas 3 dias
Membro desde: 02/24/2009
Conteúdos:
Pontos: 2987

Comentários

imagem de marialds

Re: ABRIGO DOS ANIMAIS

Poetaste sobre a ferida do mal.
O homem senhor absoluto do mundo, animal supremo.
Usa o chamado irracional para o trabalho, para ser acaricido e depois o despresa.
O homem se viciou nisto que agora esta praticando em sua própria espécie.
Realmente temos que nos dar as mãos para reverter tal situação.

imagem de CarmenLuMiranda

Re: ABRIGO DOS ANIMAIS

Que os animais nos perdoem por tanta crueldade.
A esperança está em pessoas que se indignam.
Mas, reprovar não basta, realmente, precisamos ajudar.

Beijos

imagem de RosaDSaron

Re: ABRIGO DOS ANIMAIS

Maria,

A palavra amor para mim tem um único sentido...

" Amar a Deus sobre todas as coisas e a seu próximo como a si mesmo"

Por isso aqueles que não sente esse amor vivem em agressões constantemente e se acham superiores aos outros...
Ledo engano é...são pobres e infelizes!

Amar é não olhar quem...
Amar é dar amor ao ser vivente...
Amar é esse sentimento que nos tomam a alma e coração...
Que nos faz sorrir de contente quando a alguém estendemos a mão para dar carinho...
Os braços para proteger...
Os animais que são acarinhados são seres como nós mesmos,merecem serem amados...

É tão fácil amar!

Parabéns...amei!
Beijinhos ternos...
Rosa

imagem de Mpiosso-ye-kongo

Re: ABRIGO DOS ANIMAIS

amo o que escreves e te admiro muito.
amei a mensagem muito bem transmitida neste poema.

um grande abraço.

imagem de Henrique

Re: ABRIGO DOS ANIMAIS

Disseste tudo!!!

Resta-me juntar a tal nobre causa de procurar ajudar...

Lamentavelmente não tenho espaço para ter um ou mais animais, se tivesse, teria um ou dois.

Infelizmente, estes abandonos chegam muito mais longe que só aos animais.

Beijinho ;-)

imagem de ulysseslaluce

Re: ABRIGO DOS ANIMAIS

Mariamateus.

E o pior é que existe abandono não só para irracionais.

Um grande abraço

Ulysses

imagem de Clarisse

Re: ABRIGO DOS ANIMAIS

Um tema pertinente num belo poema intervencionista! É preciso acordar as consciências adormecidas...

Beijo,
Clarisse

imagem de jopeman

Re: ABRIGO DOS ANIMAIS

sempre, sempre um coração enorme...e esperançado

a tua poesia tem sempre algo de importante e bom para assimilar

gostei bastante

bjos

imagem de mariacarla

Re: ABRIGO DOS ANIMAIS

"Faltam umas mãos
para acarinharem
quem delas precisam."

Por altura da caça, os donos levam os cães pelos campos. Alguns deles não estão preparados para satisfazerem as vontades dos seus donos. Ou porque não são ensinados, ou raça de caçador, ou porque no final, já não interessa sustentar o animal até à próxima época, simplesmente os abandonam!
Nem interessa onde…

Beijos
Carla

imagem de nunomarques

Re: ABRIGO DOS ANIMAIS

Gostei muito. Belo poema em nome de uma causa muito nobre.

Abraço
Nuno

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of mariamateus

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Amor MORRO ENTRE PALAVRAS QUE NADA TE DIZEM 1 1.169 02/26/2018 - 13:29 Português
Poesia/Dedicado RECORDAR-TE É UMA CONSTANTE 2 1.591 07/01/2013 - 21:10 Português
Poesia/Tristeza OLHO-ME 1 1.475 04/01/2013 - 09:37 Português
Poesia/Desilusão RODOPIAM COMO PEÕES 0 1.679 03/30/2013 - 20:55 Português
Poesia/Tristeza LÁGRIMAS 1 1.097 03/25/2013 - 18:15 Português
Poesia/Tristeza EM SAUDADE ME DERRAMO PELO TEMPO 1 1.217 03/16/2013 - 22:59 Português
Poesia/Desilusão QUEBRADA 1 1.479 03/08/2013 - 21:35 Português
Poesia/Tristeza PERDIDA 0 901 03/08/2013 - 02:12 Português
Poesia/Tristeza NOITE ADENTRO 4 1.738 03/05/2013 - 22:05 Português
Poesia/Tristeza NADA ME CONFORTA 1 1.353 03/05/2013 - 22:02 Português
Poesia/Tristeza LUAR QUE ABRAÇA MEUS OMBROS 0 1.130 03/02/2013 - 01:09 Português
Poesia/Tristeza CONTADAS DORES … 0 908 02/11/2013 - 13:26 Português
Poesia/Amor TEU BEIJO EM MIM 0 1.360 02/07/2013 - 15:34 Português
Poesia/Tristeza SAUDADES QUE ME CERRAM OS OLHOS 2 1.681 01/14/2013 - 22:11 Português
Poesia/Amor OLHOS PARADOS 0 1.777 12/09/2012 - 18:03 Português
Poesia/Paixão LUA MINHA 1 1.525 12/09/2012 - 00:35 Português
Poesia/Amor OLHA-ME NOS OLHOS 0 1.210 12/07/2012 - 16:59 Português
Poesia/Amor MAIS DO QUE O SOL ESCONDE A NOITE 0 1.829 12/06/2012 - 20:35 Português
Poesia/Meditação SILENCIOSA NOITE 2 1.466 12/06/2012 - 19:30 Português
Poesia/Tristeza ENTRE AS PAREDES DO MEU QUARTO 0 1.479 12/04/2012 - 19:11 Português
Poesia/Meditação AO SABOR DO TEMPO 0 1.908 11/29/2012 - 20:41 Português
Poesia/Amor BEIJO RECHEADO DE DESEJO 1 1.292 11/26/2012 - 19:50 Português
Poesia/Tristeza DESSE MAR DE SAUDADE 1 1.997 09/30/2012 - 22:33 Português
Poesia/Meditação ESSA QUE DORME AO COLO DA NOITE 1 1.931 09/25/2012 - 02:47 Português
Poesia/Meditação FRÁGEIS DEDOS 1 1.599 09/18/2012 - 22:32 Português