CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Agonia e êxtase

Chega aquele momento em que não adianta mais gritar.
Ninguém ouve o seu grito
E você sente que está sozinho na imensidão do universo.
Uma angústia terrível toma conta do seu ser
E demônios sobrevoam sua cabeça.
Querem pousar e dilacerar sua alma.
Você até tenta espantá-los, mas suas forças se atrofiam.
Angústia do silêncio que perturba mais do que o escuro da solidão.
Quero apenas ouvir uma voz que possa me animar.
Mesmo que seja uma esperança falsa, mas que haja uma esperança.
Mas, não há!
Não há nada além da tristeza de uma alma vazia
Que tenta se desvencilhar
Desta armadilha psicológica que tira a paz que ainda podia existir.

O êxtase vem em forma de melodia.
Há um olhar em meio a multidão que invade meu sentimento.
Eu não queria tê-lo visto diante de mim.
Mas, não há como escapar.
Como um raio ele atravessa os céus e cai em minha direção.
Um êxtase nunca sentido, nunca imaginado.
Eu sou prisioneiro de tudo isso.
Minhas asas estão quebradas
E não consigo alçar um voo sequer.
Sou presa fácil às aves de rapina que querem me devorar.
Lágrimas rolam de meus olhos e caem ao chão cheio de poeira.
Agonia e êxtase de uma vida
Que parece mais com uma metamorfose ambulante
Em uma encruzilhada do destino.

Odair José, o Poeta Cacerense
www.odairpoetacacerense.blogspot.com

Submited by

quinta-feira, outubro 25, 2018 - 00:59

Poesia :

No votes yet

Odairjsilva

imagem de Odairjsilva
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 5 horas 8 minutos
Membro desde: 04/07/2009
Conteúdos:
Pontos: 3417

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of Odairjsilva

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Meditação Responda-me, se puder 0 479 02/10/2016 - 23:13 Português
Poesia/Amor Se for para viver esse amor 0 273 01/22/2016 - 18:08 Português
Poesia/Amor O sorriso que vem do coração 0 408 01/22/2016 - 18:07 Português
Poesia/Meditação A vida do homem sem Deus 0 325 01/20/2016 - 18:15 Português
Poesia/Amor A beleza do seu coração 0 529 01/20/2016 - 18:13 Português
Poesia/Amor Por amor 0 306 01/20/2016 - 18:11 Português
Fotos/Natureza Uma Eternidade Numa Pequena Fração de Tempo 0 1.004 01/12/2016 - 20:08 Português
Poesia/Meditação Controle 0 325 01/12/2016 - 20:02 Português
Críticas/Filmes Solidão e desespero do homem sem Deus – Uma análise do filme Taxi Driver 0 1.236 01/08/2016 - 19:14 Português
Poesia/Amor Uma Eternidade Numa Pequena Fração de Tempo 0 359 01/08/2016 - 19:05 Português
Poesia/Amor Como os ponteiros de um relógio 0 441 01/08/2016 - 19:03 Português
Poesia/Meditação A Pedra 0 556 01/06/2016 - 20:59 Português
Poesia/Amor A melodia de uma canção eterna 0 886 01/04/2016 - 22:03 Português
Prosas/Pensamentos Quero subir o mais alto que eu puder 0 352 12/22/2015 - 15:18 Português
Prosas/Pensamentos Vale a pena ter nascido 0 315 12/22/2015 - 15:15 Português
Poesia/Amor O que vejo em seus olhos 0 780 12/22/2015 - 15:13 Português
Poesia/Meditação Que sociedade é essa? 0 379 12/21/2015 - 20:13 Português
Poesia/Amor Que minha alma consiga expressar a razão do meu amor 0 759 12/14/2015 - 19:20 Português
Poesia/Desilusão A solidão me ajuda a caminhar 0 392 11/24/2015 - 01:07 Português
Poesia/Meditação O Doce Amargo da Tragédia 0 227 11/16/2015 - 21:49 Português
Poesia/Amor Se distante de mim você sorrir 0 560 10/28/2015 - 02:28 Português
Poesia/Pensamentos A agonia de querer ser livre 0 498 10/22/2015 - 02:30 Português
Prosas/Lembranças Poema de amor não correspondido 0 521 10/17/2015 - 02:18 Português
Poesia/Meditação Corra com os cavalos 0 424 10/16/2015 - 02:18 Português
Poesia/Meditação Tudo no mundo são sombras que passam 0 386 10/06/2015 - 15:36 Português