CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

AGUACEIRO NO INVERNO

Um aguaceiro me acordou de madrugada
Lembrei dos tempos que eu saía bem cedo
Ficar desempregado era o meu maior medo
Por isso o meu melhor fiz em cada jornada

Hoje que eu já pertenço à classe aposentada
Lembrei de um velho amigo que já pertencia
Dos velhos tempos quando ele me dizia:
-No inverno quando acordo cedo eu dou risada...

É sempre bom lembrar uma velha amizade
Entre algumas que alimentei enquanto eu pude
Assim como viver em paz e com saúde
Pois não vale a pena viver sem qualidade

E no meu canto numa vila da cidade
Sob o meu teto e a esposa do meu lado
Respirei fundo e me senti realizado
Pois encontrei dentro de mim, felicidade

Sérgio da Silva Teixeira
Bagé/RS/Brasil

Submited by

terça-feira, agosto 14, 2018 - 23:32

Poesia :

No votes yet

Sérgio Teixeira

imagem de Sérgio Teixeira
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 4 dias 15 horas
Membro desde: 01/24/2011
Conteúdos:
Pontos: 353

Comentários

imagem de J. Thamiel

Coment atrasado

Esta estrofe é um sagrado modelo de vida.
Vou postar no meu face:

E no meu canto numa vila da cidade
Sob o meu teto e a esposa do meu lado
Respirei fundo e me senti realizado
Pois encontrei dentro de mim, felicidade

imagem de Sérgio Teixeira

Agradeço amigo J Thamiel pelo

Agradeço amigo J Thamiel pelo incentivo de sempre, motivo para que eu ainda continue fazendo os meus versos

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of Sérgio Teixeira

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Geral DEVANEIO 0 18 11/14/2019 - 21:51 Português
Poesia/Geral O IDÓLATRA 0 42 11/10/2019 - 16:29 Português
Poesia/Geral RIMAS COM SINAIS 0 142 10/16/2019 - 00:35 Português
Poesia/Soneto SONETO DO SER INVISÍVEL 2 267 10/02/2019 - 22:54 Português
Poesia/Geral SUPERSTIÇÃO (SEXTA-FEIRA TREZE) 1 274 09/13/2019 - 16:22 Português
Poesia/Geral SENTIMENTOS E CORES 1 314 08/19/2019 - 12:00 Português
Poesia/Geral MEU TEMPO, MEU REINO 2 286 08/18/2019 - 18:38 Português
Poesia/Geral SOLSTÍCIO DE INVERNO 2 450 06/23/2019 - 11:42 Português
Poesia/Geral CANTO, SILÊNCIO E LIBERDADE 3 467 06/03/2019 - 11:39 Português
Poesia/Soneto SONETO AO EXPEDICIONÁRIO "SEU ZÉCA" 0 334 05/05/2019 - 13:35 Português
Poesia/Geral OS SONS DO TEMPO 0 307 04/27/2019 - 15:12 Português
Poesia/Tristeza AS FLORES FIÉIS 0 276 04/12/2019 - 18:07 Português
Poesia/Geral A ILUSÃO DE SER POETA 2 376 04/04/2019 - 18:50 Português
Poesia/Geral MUITO ALÉM DO MÊS DE ABRIL 0 291 04/01/2019 - 23:10 Português
Poesia/Geral QUANDO O SILÊNCIO AUMENTA 0 229 03/27/2019 - 11:11 Português
Poesia/Geral O DIABO INOCENTE 2 501 03/12/2019 - 15:11 Português
Poesia/Tristeza SOFRIMENTO 2 449 02/15/2019 - 16:53 Português
Poesia/Geral REFAZENDO O MUNDO 2 2.089 01/26/2019 - 17:13 Português
Poesia/Geral A VIDA E O NADA 0 416 01/22/2019 - 07:20 Português
Poesia/Geral O NOVO NÚMERO 2 335 01/01/2019 - 12:43 Português
Poesia/Geral DE QUEM VIAJA NO TEMPO 1 463 12/17/2018 - 10:45 Português
Poesia/Geral A MÁGOA DO TEMPO 1 338 12/10/2018 - 13:41 Português
Poesia/Fantasia UM ÓTIMO DIA 1 366 11/27/2018 - 20:13 Português
Poesia/Geral VIDA, VELA E VENTO 2 514 11/25/2018 - 16:03 Português
Poesia/Tristeza DIA DE FINADOS 2 571 11/25/2018 - 15:57 Português