CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

A ALMA SENTE

Inconformado
sinto-me uma aldeia vazia.

Escrevo sem receios,
escrevo como quem beija
uma mulher bonita com paixão.

Sou semideus
dos meus parágrafos,
invento rectas de loucura
eclipsando os astros sem alcançar choros.

Não vivo
com o corpo
o que a alma sente,
mas sinto no corpo o que a alma não vive.

Escrevendo fácil
o tranquilo complicado
da presença romântica que identifica
infalivelmente a liberdade do meu pensamento.

Sou portador
da voz que arrepia a noite
com sátiras de nem uma coisa nem outra,
ouvinte do silêncio na tipologia das palavras
que ensinam a madrugada de solidão que escolhi.

Sou fantasma
desorientado em reflexões
que atenuam o banco onde sou réu ausente,
da violência remendada pelo verso e o reverso
de uma moeda clandestina no meu ponto de vista.

Ora sou noite
que derrama a tragédia de quem não ama,
ora sou dia onde marejam caprichos que me punem.

Submited by

terça-feira, março 24, 2009 - 01:13

Poesia :

No votes yet

Henrique

imagem de Henrique
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 5 anos 13 semanas
Membro desde: 03/07/2008
Conteúdos:
Pontos: 34817

Comentários

imagem de deborabenvenuti

Re: A ALMA SENTE

Não vivo
com o corpo
o que a alma sente,
mas sinto no corpo o que a alma não vive.

Gostei muito. A alma realmente sente o que nosso corpo não vive.
Beijo

imagem de Conchinha

Re: A ALMA SENTE

"Inconformado
sinto-me uma aldeia vazia."

Gostei. Bom poema
Abraço

imagem de VeraSilva

Re: A ALMA SENTE

"escrevo como quem beija
uma mulher bonita com paixão."

Gostei imenso do teu poema e estes versos são 5 estrelas :-)

Beijinhos

imagem de SãoGonçalves

Re: A ALMA SENTE

Não vivo
com o corpo
o que a alma sente,
mas sinto no corpo o que a alma não vive.

Henrique:

Lindissimo este seu poema.

Beijo

imagem de mariamateus

Re: A ALMA SENTE

RICK como sempre gosto do que escreves.

a tua poesia é inagualável,daí seres tão diferente!!!
Parabens bjo :-?

RICK É PATENTE REGISTADA PELA MINHA PESSOA!! :-?

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of Henrique

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Videos/Outros Já viram o Pedro abrunhosa sem óculos? Pois ora aqui o têm. 1 37.528 06/11/2019 - 09:39 Português
Poesia/Tristeza TEUS OLHOS SÃO NADA 1 1.771 03/06/2018 - 21:51 Português
Poesia/Pensamentos ONDE O INFINITO SEJA O PRINCÍPIO 4 2.455 02/28/2018 - 17:42 Português
Poesia/Pensamentos APALPOS INTERMITENTES 0 2.288 02/10/2015 - 22:50 Português
Poesia/Aforismo AQUILO QUE O JUÍZO É 0 2.138 02/03/2015 - 20:08 Português
Poesia/Pensamentos ISENTO DE AMAR 0 4.116 02/02/2015 - 21:08 Português
Poesia/Amor LUME MAIS DO QUE ACESO 0 2.936 02/01/2015 - 22:51 Português
Poesia/Pensamentos PELO TEMPO 0 1.798 01/31/2015 - 21:34 Português
Poesia/Pensamentos DA POESIA 0 5.722 01/30/2015 - 23:06 Português
Poesia/Pensamentos DO AMOR 0 1.951 01/30/2015 - 21:48 Português
Poesia/Pensamentos DO SENTIMENTO 0 2.507 01/29/2015 - 22:55 Português
Poesia/Pensamentos DO PENSAMENTO 0 2.492 01/29/2015 - 19:53 Português
Poesia/Pensamentos DO SONHO 0 1.784 01/29/2015 - 01:04 Português
Poesia/Pensamentos DO SILÊNCIO 0 3.128 01/29/2015 - 00:36 Português
Poesia/Pensamentos DA CALMA 0 2.434 01/28/2015 - 21:27 Português
Poesia/Pensamentos REPASTO DE ESQUECIMENTO 0 1.976 01/27/2015 - 22:48 Português
Poesia/Pensamentos MORRER QUE POR DENTRO DA PELE VIVE 0 1.982 01/27/2015 - 16:59 Português
Poesia/Aforismo NENHUMA MULTIDÃO O SERÁ 0 1.998 01/26/2015 - 20:44 Português
Poesia/Pensamentos SILENCIOSA SOMBRA DE SOLIDÃO 0 3.138 01/25/2015 - 22:36 Português
Poesia/Pensamentos MIGALHAS DE SAUDADE 0 1.646 01/22/2015 - 22:32 Português
Poesia/Pensamentos ONDE O AMOR SEMEIA E COLHE A SOLIDÃO 0 1.614 01/21/2015 - 18:00 Português
Poesia/Pensamentos PALAVRAS À LUPA 0 2.541 01/20/2015 - 19:38 Português
Poesia/Pensamentos MADRESSILVA 0 1.561 01/19/2015 - 21:07 Português
Poesia/Pensamentos NA SOLIDÃO 0 1.839 01/17/2015 - 23:32 Português
Poesia/Pensamentos LÁPIS DE SER 0 1.832 01/16/2015 - 20:47 Português