CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Alma Sofrida

Sinto ao longe rumores de sons choros de dores
Nos abrigos do destino almas perdidas soluçam
Perda sofrimentos desamores desventuras dor
Na procura do vago ser a que pertencem torturas

No desapego da vida a amargura da morte vaga
Alma perdida no choro da passagem da ida sofrida
Onírica vida vazia passa sem ser sentida ou pensada
Na porta do amor perdido fechadura de ferro tranca

Sentimento perdido na imensidão do vasto não
Alma sofrida se enlaça na dor casamento realizado
De infortúnio e lúgubre sonho une almas sôfregas
No imaginário posto do enlace supremo da aliança

Perco alegria esbarro na penúria de tua perda sofro
Foste longe no destino sem volta partiste na escuridão
No sombrio sofrimento sem luz me deixaste sem brilho
Pobre alma sofrida a vagar sofrida junto a almas perdidas

Submited by

sexta-feira, maio 7, 2010 - 04:32

Poesia :

No votes yet

marialds

imagem de marialds
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 2 anos 20 semanas
Membro desde: 03/31/2009
Conteúdos:
Pontos: 2887

Comentários

imagem de Henrique

Re: Alma Sofrida

Pobre alma sofrida a vagar sofrida junto a almas perdidas...

A busca em desencontro com a alma, um choro que se adentra em nós com muito sentimento!!!

:-)

imagem de angelalugo

Re: Alma Sofrida

Olá querida amiga Maria

Realmente quando a vida é sentida vazia
o tempo é perdido e o choro não pode ser
contido, embora triste demais uma beleza
de poesia...

Beijinhos no coração amiga

imagem de mariacarla

Re: Alma Sofrida

Tanto sofrimento e tanta tristeza reflectida num poema muito bonito apesar de ser notório o desapego à vida nas alegrias roubadas.

Beijinho

Carla

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of marialds

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Tristeza Separação 0 1.085 07/22/2015 - 19:11 Português
Poesia/Geral Veja 0 1.471 07/19/2014 - 02:55 Português
Prosas/Pensamentos Pensamentos 0 1.057 03/02/2014 - 01:55 Português
Prosas/Pensamentos Pensamentos 0 1.358 03/02/2014 - 01:47 Português
Prosas/Pensamentos Pensamentos 0 1.064 03/02/2014 - 01:41 Português
Prosas/Pensamentos Pensamentos 1 1.706 12/20/2013 - 20:17 Português
Prosas/Outros Frase 0 1.219 11/27/2013 - 23:50 Português
Fotos/Natureza Flores popularmente chamadas de "Damas da Noite" 0 2.075 11/27/2013 - 23:44 Português
Poesia/Geral Noite de Solidão 0 1.530 11/27/2013 - 22:23 Português
Poesia/Geral Fria Madrugada 2 1.837 11/27/2013 - 21:34 Português
Poesia/Geral Cotidiano 2 1.447 11/17/2013 - 23:57 Português
Poesia/Fantasia Ser em Sombras 0 1.091 05/11/2013 - 23:30 Português
Poesia/Geral A Flor da Pele 2 1.477 06/24/2012 - 20:48 Português
Poesia/Geral Solidão de nos Dois. 2 1.282 06/17/2012 - 19:39 Português
Poesia/Geral Passagem 0 1.077 06/17/2012 - 01:57 Português
Poesia/Geral Momentos 1 1.695 03/30/2012 - 09:04 Português
Poesia/Geral Teu Perfume 0 1.628 03/30/2012 - 04:04 Português
Poesia/Geral Espectro 0 1.344 03/30/2012 - 03:56 Português
Poesia/Geral Na Face do Menino 2 1.516 01/22/2012 - 02:59 Português
Poesia/Geral Tombados 0 1.122 01/21/2012 - 02:32 Português
Fotos/Paisagens Estrada de nuvens. 0 3.164 01/15/2012 - 21:38 Português
Poesia/Haikai Sem Titulo 0 1.495 01/15/2012 - 21:00 Português
Poesia/Haikai Sem Título 0 1.178 01/15/2012 - 20:59 Português
Poesia/Tristeza Apenas Lembranças 0 1.269 01/15/2012 - 20:56 Português
Poesia/Soneto Livro de bolso 0 2.535 09/17/2011 - 04:15 Português