CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

AMÉLIA DE OLHOS CASTANHOS

Amélia de olhos castanhos

 

 

Amélia de olhos castanhos, era tão bela

Era uma donzela que eu via da minha janela,

E os nossos olhares se cruzavam no espaço,

Que nos separava apenas a uns pequenos passos,

No tempo da minha juventude apaixonado,

E todos os dias, espreitava para o outro lado.

 

De princípio falávamos só com o nosso olhar,

Ela para mim e eu para ela sem falar,

Eu não estudava só pensava apenas nela,

Com o meu olhar por dentro da minha janela,

E ela timidamente espreitava também do outro lado,

E o meu coração parecia um cavalo alado.

 

Um dia quando descia as escadas do liceu,

Vi de perto a minha musa e a minha boca emudeceu,

Deixei cair os livros no chão todo a tremer,

E ela parou diante de mim para me olhar sem temer,

Olhámos um para o outro e os nossos olhos se prenderam,

Sorrimos mas as nossas palavras não saíram.

 

Ela virou as costas e com os seus passos foi andando,

E eu fiquei a olhar para ela e só nela pensando,

Esperando que o seu olhar se virasse para me ver,

Com os livros no chão, à espera de acontecer,

E aconteceu, ela voltou a cabeça e para mim olhou,

E eu fiquei louco por ela de tanto amor.

 

Continuamos a vermo-nos das nossas janelas, fazendo adeus,

Apenas a rua nos separava dos olhos meus,

O amor a pouco e pouco foi-nos aproximando,

E as escadas daquele liceu foi-nos juntando,

E as nossas palavras começaram a sair das nossas prisões,

Que era a nossa boca e foi juntando os nossos corações.

 

Quando as nossas mãos se tocaram pela primeira vez,

Tudo se precipitou e os beijos aconteceram com timidez,

A pouco e pouco o amor foi-se precipitando,

E deste amor nasceu outro amor, por ele fomos olhando,

E depois espreitávamos os três para a nossa rua,

Que nunca mais nos separou, olhando o céu azul e a Lua.

 

 

 

Tavira, 26 de Janeiro de 2012-Estêvão

Submited by

quarta-feira, outubro 1, 2014 - 11:35

Poesia :

No votes yet

José Custódio Estêvão

imagem de José Custódio Estêvão
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 17 semanas 3 dias
Membro desde: 03/14/2012
Conteúdos:
Pontos: 7749

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of José Custódio Estêvão

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Meditação Pensamento 0 340 12/20/2019 - 17:18 Português
Poesia/Meditação Pensamento 0 211 12/20/2019 - 17:13 Português
Poesia/Amor Três coisas 2 257 12/12/2019 - 18:00 Português
Poesia/Geral AS ONDS DO MAR 5 2.395 12/09/2019 - 13:23 Português
Poesia/Fantasia O MEU NOME 0 889 12/14/2018 - 11:36 Português
Poesia/Meditação O TEMPO LEVA TUDO 0 1.151 09/28/2018 - 15:56 Português
Prosas/Pensamentos 34- O HOMEM 6 1.683 03/21/2018 - 16:04 Português
Poesia/Amor VERMELHO 0 1.362 09/04/2017 - 10:13 Português
Poesia/Amor UMA ORQUÍDEA PARA TI 0 1.984 07/17/2017 - 10:50 Português
Poesia/Meditação AS PEDRAS DOS RIOS 0 2.320 06/07/2017 - 09:54 Português
Prosas/Pensamentos PENSAMENTOS 34 0 1.735 05/24/2017 - 11:09 Português
Poesia/Amor AMO-TE COMO ÉS 0 1.724 05/24/2017 - 10:59 Português
Poesia/Meditação SABER SER FRELIZ 0 962 05/09/2017 - 16:51 Português
Poesia/Amizade TU 0 1.157 04/21/2017 - 11:52 Português
Poesia/Meditação PARA DE TE QUEIXAR 2 1.136 03/26/2017 - 20:34 Português
Poesia/Meditação PARA QUÊ MATAR? 5 2.364 03/24/2017 - 12:31 Português
Poesia/Meditação CHEGAR, VER E VENCER 0 1.723 03/13/2017 - 15:57 Português
Poesia/Amor BEIJOS TEUS 0 1.389 02/22/2017 - 11:12 Português
Poesia/Amor OLHANDO O MAR 0 967 02/08/2017 - 11:26 Português
Poesia/Amor SAUDADE 0 1.548 02/01/2017 - 11:29 Português
Poesia/Geral FRIO 0 1.075 01/26/2017 - 11:27 Português
Poesia/Geral FRIO 0 1.193 01/26/2017 - 11:23 Português
Poesia/Fantasia AS ONDAS DO MAR 0 1.045 01/11/2017 - 10:49 Português
Poesia/Meditação AMANHECEU OUTRA VEZ 0 1.257 01/04/2017 - 12:22 Português
Poesia/Alegria RIR 0 2.156 12/21/2016 - 10:58 Português