CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

AMANHECEU OUTRA VEZ

Já amanheceu outra vez

Já amanheceu outra vez e eu ainda contemplo,
O céu azul, sentindo a força do vento,
O calor que o Sol me vai dando devagar,
Porque eu ainda tenho lucidez para pensar.

Vou conhecendo as manhãs e à noite as estrelas,
E os meus olhos ainda vão podendo vê-las,
Sentindo na minha alma o amor que tenho dentro de mim,
E nunca o deixarei sair enquanto puder ainda viver assim.

Vou olhando o mar e o campo verde ou talvez seco,
Vou pisando o chão com os meus passos e ainda peço,
Força e bom senso dentro da minha dignidade,
Vendo gente e ouvindo as suas vozes de cada idade.

Tenho a alegria de viver com a vida que Deus me deu,
E por aqui ainda ando vivendo o tempo do meu eu,
Que ainda vou conhecendo e os meus olhos vêem,
E aquilo que ainda penso e escrevo, também lêem.

Já vi o mundo muito colorido, no tempo da inocência,
Mas agora que já sou ancião, vou vendo a violência,
E a tristeza de muita gente que tanto quer e não tem,
E a de outros que de terem tanto já não querem.

Vou vendo gente que têm como tecto as estrelas,
E outros com palácios olham e não querem vê-las,
Pensam apenas em si e querem mais do que têm,
E não olham para gente sem nada fazem que não vêem.

Conheço o mal e o bem que por mim tem passado,
Mas apenas com o mal que vivi me sinto magoado,
Passei pelas duas fases, conheço bem a vida,
A tristeza dos outros por mim será sempre sentida.

18 de Março de 2012-Estêvão

Submited by

quarta-feira, janeiro 4, 2017 - 12:22

Poesia :

No votes yet

José Custódio Estêvão

imagem de José Custódio Estêvão
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 7 semanas 6 dias
Membro desde: 03/14/2012
Conteúdos:
Pontos: 7749

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of José Custódio Estêvão

Tópico Títuloícone de ordenação Respostas Views Last Post Língua
Poesia/Meditação UM SONHO 0 824 12/21/2012 - 11:39 Português
Poesia/Geral À ESPERA DE UMA VIAGEM 0 789 08/26/2012 - 15:07 Português
Poesia/Pensamentos A JUVENTUDE PASSA 2 449 06/16/2012 - 10:49 Português
Poesia/Meditação A VOZ DO DINHEIRO 0 682 04/29/2015 - 16:14 Português
Poesia/Amor AO AMOR NÃO INTERESSA O TEMPO 0 411 02/17/2013 - 13:20 Português
Poesia/Meditação AS MINHAS PERNAS 0 623 11/29/2013 - 12:46 Português
Poesia/Meditação BRINCAR COM O FOGO 0 542 02/07/2013 - 11:38 Português
Poesia/Meditação GANHAR UM AMIGO 0 500 05/12/2013 - 11:19 Português
Prosas/Pensamentos 34- O HOMEM 6 1.490 03/21/2018 - 16:04 Português
Poesia/Meditação À LAREIRA DA FÉ 0 788 07/20/2013 - 12:28 Português
Poesia/Meditação A LUA 0 530 10/27/2012 - 00:43 Português
Poesia/Meditação A SAUDADE DÓI 0 521 06/15/2013 - 09:49 Português
Poesia/Meditação A SAUDADE DÓI 0 384 06/15/2013 - 09:50 Português
Poesia/Meditação A TERRA QUE EU PISO 0 6.158 09/10/2014 - 10:35 Português
Poesia/Meditação A ALMA TAMBÉM SANGRA 0 848 02/04/2013 - 10:57 Português
Poesia/Amor A BELA ADORMECIDA 0 1.747 04/22/2012 - 11:38 Português
Poesia/Meditação A CAÇA E O CAÇADOR 0 1.199 12/30/2015 - 10:58 Português
Poesia/Geral A CHUVA 0 398 01/24/2013 - 11:44 Português
Poesia/Meditação A CHUVA NÃO PÁRA DE CAIR 0 375 02/09/2013 - 12:50 Português
Poesia/Meditação A CONSCIÊNCIA 0 937 07/22/2015 - 10:28 Português
Poesia/Meditação A COR DA ALMA 0 729 10/02/2012 - 10:03 Português
Poesia/Alegria A COR DO CÉU 4 374 06/25/2012 - 13:49 Português
Poesia/Meditação A COR DO TEMPO 0 462 01/16/2013 - 11:59 Português
Poesia/Amor A COR DOS TEUS OLHOS 0 727 12/02/2012 - 18:55 Português
Poesia/Intervenção A DESGRAÇA DE UMA NAÇÃO 0 498 03/09/2016 - 12:28 Português