CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

AMANHECEU OUTRA VEZ

Já amanheceu outra vez

Já amanheceu outra vez e eu ainda contemplo,
O céu azul, sentindo a força do vento,
O calor que o Sol me vai dando devagar,
Porque eu ainda tenho lucidez para pensar.

Vou conhecendo as manhãs e à noite as estrelas,
E os meus olhos ainda vão podendo vê-las,
Sentindo na minha alma o amor que tenho dentro de mim,
E nunca o deixarei sair enquanto puder ainda viver assim.

Vou olhando o mar e o campo verde ou talvez seco,
Vou pisando o chão com os meus passos e ainda peço,
Força e bom senso dentro da minha dignidade,
Vendo gente e ouvindo as suas vozes de cada idade.

Tenho a alegria de viver com a vida que Deus me deu,
E por aqui ainda ando vivendo o tempo do meu eu,
Que ainda vou conhecendo e os meus olhos vêem,
E aquilo que ainda penso e escrevo, também lêem.

Já vi o mundo muito colorido, no tempo da inocência,
Mas agora que já sou ancião, vou vendo a violência,
E a tristeza de muita gente que tanto quer e não tem,
E a de outros que de terem tanto já não querem.

Vou vendo gente que têm como tecto as estrelas,
E outros com palácios olham e não querem vê-las,
Pensam apenas em si e querem mais do que têm,
E não olham para gente sem nada fazem que não vêem.

Conheço o mal e o bem que por mim tem passado,
Mas apenas com o mal que vivi me sinto magoado,
Passei pelas duas fases, conheço bem a vida,
A tristeza dos outros por mim será sempre sentida.

18 de Março de 2012-Estêvão

Submited by

quarta-feira, janeiro 4, 2017 - 12:22

Poesia :

No votes yet

José Custódio Estêvão

imagem de José Custódio Estêvão
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 17 semanas 2 dias
Membro desde: 03/14/2012
Conteúdos:
Pontos: 7749

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of José Custódio Estêvão

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Amor A UMA MULHER 0 496 08/11/2013 - 14:04 Português
Poesia/Amor MALMEQUER 0 700 08/10/2013 - 11:07 Português
Poesia/Meditação OS MEUS POEMAS 0 1.097 08/09/2013 - 10:26 Português
Poesia/Meditação ESTRELAS? 0 469 08/08/2013 - 09:50 Português
Poesia/Meditação NÃO SEI PORQUE PENSEI 0 1.162 08/07/2013 - 09:32 Português
Poesia/Meditação UMA FONTE 0 525 08/05/2013 - 09:56 Português
Poesia/Amor UM OLHAR 0 485 08/04/2013 - 14:08 Português
Poesia/Amor SAUDADE 0 669 08/03/2013 - 12:50 Português
Poesia/Meditação FOME 0 709 08/02/2013 - 09:34 Português
Poesia/Amor UM BEIJO 0 384 08/01/2013 - 09:59 Português
Poesia/Meditação RAZÃO E DIGNIDADE 0 515 07/31/2013 - 10:21 Português
Poesia/Meditação PALAVRAS PRESAS 0 439 07/30/2013 - 09:49 Português
Poesia/Amor OLÁ AVÔ 0 868 07/29/2013 - 10:04 Português
Poesia/Amor O TEMPO DO AMOR 0 574 07/28/2013 - 10:59 Português
Poesia/Meditação PÃO DURO 0 528 07/27/2013 - 23:33 Português
Poesia/Meditação ASAS 0 694 07/26/2013 - 10:37 Português
Poesia/Meditação SÓ NÃO TEM TEMPO QUEM NÃO QUER 0 545 07/25/2013 - 10:56 Português
Poesia/Amor O SEGREDO DAS ROSAS 0 454 07/24/2013 - 09:52 Português
Poesia/Intervenção QUE HEI-DE FAZER? 0 564 07/23/2013 - 09:49 Português
Poesia/Meditação JUVENTUDE 0 403 07/22/2013 - 10:14 Português
Poesia/Amor CARACÓIS LOIROS 0 1.541 07/21/2013 - 13:52 Português
Poesia/Meditação À LAREIRA DA FÉ 0 827 07/20/2013 - 12:28 Português
Poesia/Pensamentos ANSIEDADE 0 440 07/19/2013 - 09:57 Português
Poesia/Amor O AMOR NUNCA É PESADO 0 466 07/18/2013 - 10:45 Português
Poesia/Meditação DESTINO 0 292 07/17/2013 - 10:26 Português