CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Amigo Astronauta

Como faço para ir até o alto
Como te alcanço com pés descalços

Ensina-me tua arte
A arte de elevar-se
Colocar-se à altitude
Ao meio, misturar-se

Na ausência de gravidade
Não tomarei teu espaço
Teu espaço que me toma
Com toda espontaneidade

Amigo astronauta
Estenda tua mão amiga
Será a mão de Deus
Será a mão que finda
Será o gesto que salva
Será o ato que me resigna

Sinal que vem dos céus
Amparo que vem de cima
Acalento da minha alma
Minha única saída

Deixa-me ir
Deixa-me subir
Eleva-me daqui
Suspende, em mim
Este ténue impulso de vida

Submited by

segunda-feira, agosto 9, 2010 - 08:51

Poesia :

No votes yet

carlfilho

imagem de carlfilho
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 3 anos 32 semanas
Membro desde: 05/25/2009
Conteúdos:
Pontos: 519

Comentários

imagem de Henrique

Re: Amigo Astronauta

Ensina-me tua arte
A arte de elevar-se
Colocar-se à altitude
Ao meio, misturar-se

Se esse amigo for de bom senso, será fácil aprendermos essa arte!!!

Bom, mas bom poema!!!

:-)

imagem de angelalugo

Re: Amigo Astronauta

Olá poeta

Este é um momento que creio eu
passe na vida de todos esta vontade
de subir, desaparecer no espaço deixando
um pouco um momento de vida de tristeza

Beijinhos no coração

Gostei da sua poesia

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of carlfilho

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Desilusão Anticorpo 0 607 09/18/2014 - 19:09 Português
Poesia/Geral Deixa 0 635 01/30/2014 - 21:10 Português
Poesia/Tristeza A Morte do Meu Sorriso 0 720 09/12/2013 - 21:13 Português
Poesia/Geral O Número 1 394 03/15/2013 - 18:48 Português
Poesia/Geral Os animais 3 805 03/15/2013 - 18:39 Português
Poesia/Geral Parceria Eterna 2 1.209 11/27/2012 - 18:54 Português
Poesia/Geral Boa Noite 4 1.101 11/27/2012 - 17:56 Português
Poesia/Tristeza Caixeiro Viajante 1 876 11/26/2012 - 21:41 Português
Poesia/Tristeza Coração Notívago 2 1.010 11/26/2012 - 21:26 Português
Poesia/Geral Pulvi es (et pulverem reverteris) 2 1.368 11/23/2012 - 23:29 Português
Poesia/Geral A Idéia Assombra 1 970 11/23/2012 - 16:57 Português
Poesia/Fantasia O Misantropo 3 1.277 11/23/2012 - 16:45 Português
Poesia/Geral Isto Posto 4 748 11/21/2012 - 20:23 Português
Poesia/Paixão Desarme 1 566 11/21/2012 - 19:39 Português
Poesia/Geral Estranho Decorrer 1 760 11/20/2012 - 23:08 Português
Poesia/Amor Meu Amor Imaginário 1 678 04/20/2012 - 19:22 Português
Poesia/Soneto Soneto do Rei Álacre 0 784 01/11/2012 - 17:20 Português
Poesia/Meditação Faz toda a diferença 0 709 01/10/2012 - 16:00 Português
Poesia/Meditação Gosto Daqui... 1 628 12/16/2011 - 03:13 Português
Poesia/Amizade Adenium 0 760 12/15/2011 - 14:36 Português
Poesia/Fantasia O Tédio 0 693 12/09/2011 - 14:33 Português
Poesia/Fantasia Devida Verve 0 685 12/07/2011 - 14:16 Português
Poesia/Tristeza Asfalto 1 942 11/28/2011 - 20:47 Português
Poesia/Tristeza Punhais 0 689 11/28/2011 - 17:57 Português
Poesia/Fantasia Idas 0 1.011 11/08/2011 - 21:55 Português