CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

AMO MINHA FAMÍLIA

Ainda me lembro dos contos imaginários, vários.
Dos sonhos tristonhos, medonhos.
De pássaros sonoros, canoros,
e beija-flores das varandas floridas,
margaridas.

No entanto já passamos dos sessenta
e brigamos para a juventude não passar.
Mas tudo acontece tão rápido, ninguém aguenta.
Já não está dando mais para acompanhar.

No entanto já passamos dos sessenta
e estamos na calmaria.
Hoje a gente lembra e até ri
de coisas que a gente nunca ria.
E percebe outras coisas
que a gente não via.

Em cada canto da casa,
há sempre um novo achado:
tantos pedaços de nós mesmos,
que foram, por aí, derrubados no passado...

Achamos dores, sorrisos, beijos e abraços
Oh, meu Deus, quantos pedaços!
Outro dia eu achei jogado num canto,
aquele sorriso que você não deu.
Em outro canto um beijo que não lhe dei
mas, era somente seu.

Também achei nossas mãos
como concha fechada fazendo uma oração.
Achei as brincadeiras, os pitos,
os carinhos, e os afagos
entre os gritos das crianças; Dani, Alê e Thiago.

Fizemos tudo que podíamos;
mas nem tudo o que queríamos.
Pensamos sempre na família
e muito pouco em nós,
mas seguimos em frente,
porque nunca estivemos a sós.

Na verdade eu achei tudo isso na lembrança,
ainda embrulhado nos papéis da esperança

Tanta dor, tanto amor, tanto compromisso
tanta cumplicidade,
e juntando tudo isso, formamos a felicidade.

J. Thamiel
14.02.17
07:40h

Submited by

terça-feira, fevereiro 14, 2017 - 10:06

Poesia :

No votes yet

J. Thamiel

imagem de J. Thamiel
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 6 horas 6 minutos
Membro desde: 05/02/2016
Conteúdos:
Pontos: 3533

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of J. Thamiel

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Geral PARADOXO 0 2.181 05/26/2016 - 12:39 Português
Prosas/Outros TA RINDO DE QUÊ? 0 718 05/27/2016 - 02:39 Português
Prosas/Outros É A 'MARVADA PINGA' QUE TE ATRAPALHA? 0 269 05/27/2016 - 02:52 Português
Prosas/Outros RUMM, RUMM, RUMM, HÁ UMA POMBA ARRULHANDO NO SEU TELHADO? 0 859 05/27/2016 - 03:22 Português
Prosas/Outros JÁ MANDARAM VOCÊ TIRAR AS CALÇAS? 0 232 05/27/2016 - 03:37 Português
Poesia/Geral VITÓRIA - (Soneto) 0 323 05/27/2016 - 12:58 Português
Poesia/Fantasia VENTO ANDALUZ 0 361 05/27/2016 - 13:14 Português
Poesia/Amizade HOJE É DIA DO MEU ANIVERSÁRIO 0 320 05/27/2016 - 13:38 Português
Poesia/Comédia BURAQUINHO 0 909 05/28/2016 - 01:26 Português
Poesia/Dedicado FAMÍLIA - (Homenagem aos meus filhos) 0 904 05/28/2016 - 02:38 Português
Prosas/Outros PARA NÃO DIZER QUE NÃO FALEI DAS POMBAS. 0 623 05/28/2016 - 03:03 Português
Poesia/Soneto A CHEGADA DAS CHUVAS - (Soneto) 0 1.018 05/28/2016 - 13:02 Português
Poesia/Geral CONSOLO -- (Soneto) 0 362 05/29/2016 - 19:57 Português
Prosas/Outros O QUE É QUE 'BALANGA', 'BALANGA', MAS NÃO CAI? 0 371 05/30/2016 - 15:54 Português
Poesia/Soneto CAUSOS - (soneto) 0 1.086 05/30/2016 - 16:36 Português
Prosas/Outros VOCÊ CHOCALHA CHOCALHOS E PENDURA PENDURICALHOS? 0 518 05/31/2016 - 15:55 Português
Poesia/Amor ILUSÃO 0 270 05/31/2016 - 16:45 Português
Prosas/Outros 'ENSAIO' DE ANÁFORA PLEONÁSTICA 0 896 05/31/2016 - 20:29 Português
Poesia/Geral EU NÃO ESTOU MAIS AQUI 0 441 06/01/2016 - 14:42 Português
Poesia/Tristeza PESCARIA 0 243 06/02/2016 - 03:01 Português
Poesia/Soneto ESSA TAL FELICIDADE - (soneto) 0 598 06/02/2016 - 14:38 Português
Poesia/Dedicado GALINHA MORTA - (Homenagem à Cora Coralina) 0 1.119 06/03/2016 - 11:16 Português
Poesia/Amor INOCENTE MATADOR 0 496 06/04/2016 - 00:14 Português
Poesia/Geral NOSSOS ERROS DE PORTUGUEZ 2 322 06/04/2016 - 04:51 Português
Poesia/Desilusão O JARDINEIRO 0 592 06/04/2016 - 13:38 Português