CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

AMO-TE COMO ÉS

 

Amo-te como és

 

Os teus lábios são um traço no teu rosto,

Não são sensuais mas eu gosto,

São verdadeiros e sorriem sempre para mim,

Como se fossem uma linda rosa do teu jardim.

 

Quando balbucias a palavra amor,

Os teus lábios ficam quentes mostram rubor,

Não sendo sensuais, beijam-me com carinho,

E assim, contigo nunca me sinto sozinho.

 

Não me interessam os lábios bem desenhados,

Gosto dos teus quando são beijados,

Têm amor, são verdadeiros como céu,

Que é azul e diferente nunca me pareceu.

 

Não gosto apenas dos teus lábios que são um traço,

No teu rosto lindo onde os teus beijos me abraço,

Quando te apanho às vezes distraída,

E depois rimos os dois por esta minha partida.

 

Gosto muito da tua figura como gente,

Tens uma alma boa que mostra e não mente,

Tens sempre amor para dar sem reciprocidade,

Por isso eu gosto tanto de ti e de ti tenho vaidade.

 

Tu és o meu encanto e o meu amor maior,

Não podia ter encontrado ser humano melhor,

Somos diferentes no nosso modo de pensar,

Por isso um ao outro nunca nos devemos anular.

 

Gosto da tua alma e dos teus lábios não sensuais,

Beijam tão bem e como eles não há iguais,

É do teu amor que eu gosto e nada mais desejo,

Sinto sempre muita alegria sempre que te vejo.

 

 

 

 

15 de Abril de 2012-Estêvão

 

Submited by

quarta-feira, maio 24, 2017 - 09:59

Poesia :

No votes yet

José Custódio Estêvão

imagem de José Custódio Estêvão
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 24 semanas 3 dias
Membro desde: 03/14/2012
Conteúdos:
Pontos: 7732

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of José Custódio Estêvão

Tópico Títuloícone de ordenação Respostas Views Last Post Língua
Poesia/Meditação UM SONHO 0 809 12/21/2012 - 10:39 Português
Poesia/Geral À ESPERA DE UMA VIAGEM 0 768 08/26/2012 - 14:07 Português
Poesia/Pensamentos A JUVENTUDE PASSA 2 400 06/16/2012 - 09:49 Português
Poesia/Meditação A VOZ DO DINHEIRO 0 662 04/29/2015 - 15:14 Português
Poesia/Amor AO AMOR NÃO INTERESSA O TEMPO 0 377 02/17/2013 - 12:20 Português
Poesia/Meditação AS MINHAS PERNAS 0 603 11/29/2013 - 11:46 Português
Poesia/Meditação BRINCAR COM O FOGO 0 517 02/07/2013 - 10:38 Português
Poesia/Meditação GANHAR UM AMIGO 0 462 05/12/2013 - 10:19 Português
Prosas/Pensamentos 34- O HOMEM 6 1.278 03/21/2018 - 15:04 Português
Poesia/Meditação À LAREIRA DA FÉ 0 763 07/20/2013 - 11:28 Português
Poesia/Meditação A LUA 0 518 10/26/2012 - 23:43 Português
Poesia/Meditação A SAUDADE DÓI 0 498 06/15/2013 - 08:49 Português
Poesia/Meditação A SAUDADE DÓI 0 372 06/15/2013 - 08:50 Português
Poesia/Meditação A TERRA QUE EU PISO 0 5.818 09/10/2014 - 09:35 Português
Poesia/Meditação A ALMA TAMBÉM SANGRA 0 791 02/04/2013 - 09:57 Português
Poesia/Amor A BELA ADORMECIDA 0 1.734 04/22/2012 - 10:38 Português
Poesia/Meditação A CAÇA E O CAÇADOR 0 926 12/30/2015 - 09:58 Português
Poesia/Geral A CHUVA 0 375 01/24/2013 - 10:44 Português
Poesia/Meditação A CHUVA NÃO PÁRA DE CAIR 0 361 02/09/2013 - 11:50 Português
Poesia/Meditação A CONSCIÊNCIA 0 909 07/22/2015 - 09:28 Português
Poesia/Meditação A COR DA ALMA 0 711 10/02/2012 - 09:03 Português
Poesia/Alegria A COR DO CÉU 4 357 06/25/2012 - 12:49 Português
Poesia/Meditação A COR DO TEMPO 0 418 01/16/2013 - 10:59 Português
Poesia/Amor A COR DOS TEUS OLHOS 0 718 12/02/2012 - 17:55 Português
Poesia/Intervenção A DESGRAÇA DE UMA NAÇÃO 0 452 03/09/2016 - 11:28 Português