CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Amor impossivel

“Amor, estive ao teu lado, esta noite, senti o teu corpo junto ao meu. O teu perfume espalhou-se pelo meu corpo e pela minha alma. Gostei de te ver dormindo, pareces um anjo, aliás és um anjo. Pensei que isto fosse apenas um sonho, quando acordei estavas ao meu lado, e vi-te dizer quase silenciosamente: eu amo-te. Preferi deixar-te dormir. Deixei este papel, para que não penses que isto foi um sonho.
P.S: Amo-te”
Ela acordou naquela manhã, pensando que aquela noite tinha sido apenas, mais um sonho. Vagueou pela casa, o cheiro dele encontrava-se em todos os cantos. Voltou ao quarto, sentou-se na cama desfeita e olhou para a sua mesinha de cabeceira, abriu delicadamente o bilhete, mas tinha medo do que poderia estar escondido dentro daquele pequeno papel perfumado, leu-o quase silenciosamente, as lágrimas corriam-lhe pela face, era inevitável, aquele pequeno papel era a prova de que não estava a viver uma ilusão.
Ela amava-o como nunca tinha amado ninguém, ele provocava-lhe formigueiros em todo o corpo, nem ela própria sabia explicar aquele sentimento. Ela deixou os seus medos, para estar com ele, correu atrás dele como se fosse uma criança a brincar á apanhada num dia de sol.
Ela era apenas uma miúda de 16 anos, ele um rapaz (homem), mais velho de 28 anos. Talvez fosse apenas uma criança iludida por alguém mais experiente nesta vida que lhe mostrava um mundo colorido e belo. Sua amiga, única confidente dela não a apoiava, chamava-lhe doída por tentar combater a diferença de idade entre eles e os seus feitios opostos.
- E a sociedade? O que irão dizer? – Dizia-lhe aos berros, sua amiga quando lhe confidenciou sua “loucura”.
Ele estava de alma e coração ao lado dela, apesar de saber que um dia aquilo ia acabar, não só pela idade, mas pela vida de cada um, pelo que iriam ter que enfrentar, uma sociedade retrógrada, que os iriam olhar de lado, onde ele iria ser chamado de pedófilo e ela sua prisioneira sexual, quando na verdade, a diferença de idades não devia ser julgada, porque eles de verdade se amavam!
Ele tinha tanto medo de a magoar devido ao futuro, que evitava o assunto. Ela não pensava nisso, a sua paixão, fazia-a perder noção de tudo. Ele teria que decidir, por um ponto final em tudo, recordar apenas ou lutar e seguir em frente.
Viveram longos dias loucos, de grande paixão, de grande cumplicidade e entrega, dias vividos em segredo sem que ninguém soubesse…até que um dia ele recebera um telefonema profissional. Teria sido convidado a admitar o seu cargo de sonho numa empresa fora do país. Era o que mais gostava, era o que queria…”mas agora? E agora?” – questionava ele a si próprio. Saberia que teria que escolher, ela ou o seu sonho e por mais que tentasse conciliar saberia que jamais seria possível, jamais ela viajaria com ele…tinha que escolher.
No mesmo local de sempre, há hora de sempre, como acontecera nos dias anteriores, eles se encontravam, ela feliz, chega junto dele e como sempre o beijava, ele como sempre retribuía, desta vez, ele virara cara.
- O que se passa? – Pergunta ela, esmorecendo seu sorriso, ficando preocupada. Ele olha-a nos olhos, suspira e diz: Temos de falar - ela pressentiu que qualquer coisa de errado se passava.
Devagar, muito devagar ele falou-lhe do que lhe atormentava a cabeça, e de sua escolha, sabia perfeitamente que lhe ia partir o coração com aquilo, mas não havia fuga possível. Acabaram a conversa os dois a chorar, abraçaram-se, beijaram-se e intensamente, como nunca antes, amaram-se…
Foram por caminhos distintos, naquele dia o mundo dos dois conhecia um fim… Seria justo um amor assim acabar?
Fim
(ficção, mas realidade)

A DanyFilipa ajudou!obrigada conselheira

Submited by

quinta-feira, outubro 8, 2009 - 22:13

Poesia :

No votes yet

lau_almeida

imagem de lau_almeida
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 7 anos 37 semanas
Membro desde: 10/05/2009
Conteúdos:
Pontos: 707

Comentários

imagem de Mefistus

Re: Amor impossivel

lau_almeida;
Prosa fluida, num ritmo fantástico, sobre um assunto que conheço bem. O amor entre diferenças de idade, entre vontades, entre sonhos.
Gostei do modo como introduzis-te cheiros, e sons à prosa, e do modo emotivo com que contas, viveram dias de grande paixão.
Gostei tambem da crtica suave a esta sociedade.
Um texto inteligente, maduro e impossivel.

Um excelente trabalho!

PS-Contente fiquei por ver que és auxiliada, por vezes, por esse grande talento da Danny...que dupla de talento!!
Pela prosa, pela menagem e pelo conteudo, vai para os favoritos!- Acredita, Honra minha

imagem de lau_almeida

Re: Amor impossivel

muito obrigada pelo elogio e por teres adicionado aos favoritos!
é obvio que trabalhar com a dany é a coisa, mas engraçada possivel!
beijinho*

imagem de MarneDulinski

Re: Amor impossivel

lau_almeida!
Amor impossível

Minha resposta: foi o melhor que aconteceu, visto ele não a amar o suficiente, sua vida profissional era mais importante que o seu amor pela jovem!
Na vida muitas coisas se repetem, em outras oportunidades agiria da mesma forma, preterindo seu amor por ela!
Alem de que, ficaria sempre aquela culpa entre os dois!
Com carinho e respeito,
MarneDulinski

imagem de lau_almeida

Re: Amor impossivel

obrigado pelo seu comentario!
beijinho*

imagem de danyfilipa

Re: Amor impossivel

Bem já nem tenho conta as vezes que li o texto..está fantástico. Adorei!

ohh sim eu ajudei, desenvolvi um pouco intercalando com frases tuas, mas o mérito não deixa de ser teu :)

beijo :pint:

imagem de lau_almeida

Re: Amor impossivel

obrigada uma vez mais!
beijinho*

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of lau_almeida

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Dedicado Espero que encontres 5 745 10/24/2012 - 21:31 Português
Prosas/Romance Dias de Azar XVIII 0 998 02/12/2011 - 01:58 Português
Prosas/Tristeza Caminho Incerto* 0 1.189 01/01/2011 - 17:01 Português
Prosas/Romance Dias de Azar XV 2 1.069 12/18/2010 - 02:02 Português
Fotos/ - 1859 0 1.246 11/24/2010 - 00:40 Português
Prosas/Romance Dias de Azar XVII 0 996 11/19/2010 - 00:08 Português
Prosas/Romance Dias de Azar IX 0 940 11/19/2010 - 00:08 Português
Prosas/Tristeza Desabafos de uma pequena vida 0 1.077 11/19/2010 - 00:08 Português
Prosas/Romance Dias de Azar XI 0 942 11/19/2010 - 00:08 Português
Prosas/Romance Dias de Azar XVI 2 528 08/31/2010 - 16:15 Português
Prosas/Romance Dias de Azar XVII 1 625 08/30/2010 - 18:00 Português
Poesia/Amor Sinto a tua Falta 2 601 08/26/2010 - 23:36 Português
Poesia/Amor Apaixonar-me 4 564 08/20/2010 - 13:10 Português
Prosas/Romance Dias de Azar XIII 2 494 08/16/2010 - 12:27 Português
Prosas/Romance Dias de Azar XIV 1 516 08/16/2010 - 11:05 Português
Poesia/Meditação Falsa Ilusão 4 538 08/15/2010 - 09:40 Português
Prosas/Romance Dias de Azar XII 2 621 08/12/2010 - 14:44 Português
Prosas/Saudade O piano da saudade 3 927 08/11/2010 - 01:14 Português
Prosas/Romance Dias de Azar X 1 585 08/10/2010 - 16:53 Português
Prosas/Cartas Um erro infantil talvez 2 903 08/08/2010 - 22:41 Português
Poesia/Amor Alguém que amo 6 620 08/07/2010 - 17:17 Português
Prosas/Romance Dias de Azar IX 4 1.163 08/05/2010 - 12:22 Português
Prosas/Romance Dias de Azar VIII 2 518 08/04/2010 - 18:16 Português
Prosas/Romance Dias de Azar V 4 637 08/04/2010 - 11:46 Português
Prosas/Romance Dias de Azar VI 4 544 08/04/2010 - 11:42 Português