CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Amor Quebrado

Desse amor quebrado
nao consigo juntar os pedaços.
E nem sei se haverá cola
capaz de refazê-lo.
*A água não tem cabelo ..."

Sinto no peito o rasgo,
o estrago
e o grito amargo,
desse fim
em que hoje vago.

Desse nada,
em que hoje divago,
desse porre que não trago,
dessa ressaca de Absinto
que enfeia o que sinto.

E agora?
O que faço dessa demora,
dessa tirana senhora,
dessa triste Aurora
que ilumina tua ausência
e a velha crença
de que sou quem não compensa.

* Dito popular.

Submited by

quarta-feira, dezembro 2, 2009 - 19:09

Poesia :

No votes yet

fabiovillela

imagem de fabiovillela
Offline
Título: Moderador Poesia
Última vez online: há 3 anos 35 semanas
Membro desde: 05/07/2009
Conteúdos:
Pontos: 6158

Comentários

imagem de MarneDulinski

Re: Amor Quebrado

MEUS PARABÉNS, BELEZA!
md

imagem de FlaviaAssaife

Re: Amor Quebrado

Fábio,

Lindo poema... apesar de um certo ar melancólico...

:-) :-(

imagem de cecilia

Re: Amor Quebrado

Pai,

Tua declaração de amor está em palavras tristes, espero que seja apenas o personagem.

Lindo poema
bjs para ti e para Lilian
De sua filha.

imagem de RobertoEstevesdaFonseca

Re: Amor Quebrado

Caro amigo.

Parabéns pelo especial poema.

Um abraço,
REF

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of fabiovillela

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Tristeza A Canção de Alepo 0 2.158 10/01/2016 - 22:17 Português
Poesia/Meditação Nada 0 1.729 07/07/2016 - 16:34 Português
Poesia/Amor As Manhãs 0 1.487 07/02/2016 - 14:49 Português
Poesia/Geral A Ave de Arribação 0 1.479 06/20/2016 - 18:10 Português
Poesia/Amor BETH e a REVOLUÇÃO DE VERDADE 0 1.595 06/06/2016 - 19:30 Português
Prosas/Outros A Dialética 0 2.258 04/19/2016 - 21:44 Português
Poesia/Desilusão OS FINS 0 1.861 04/17/2016 - 12:28 Português
Poesia/Dedicado O Camareiro 0 2.816 03/16/2016 - 22:28 Português
Poesia/Amor O Fim 1 1.596 03/04/2016 - 22:54 Português
Poesia/Amor Rio, de 451 Janeiros 1 1.574 03/04/2016 - 22:19 Português
Prosas/Outros Rostos e Livros 0 1.682 02/18/2016 - 20:14 Português
Poesia/Amor A Nova Enseada 0 2.022 02/17/2016 - 15:52 Português
Poesia/Amor O Voo de Papillon 0 1.268 02/02/2016 - 18:43 Português
Poesia/Meditação O Avião 0 1.305 01/24/2016 - 16:25 Português
Poesia/Amor Amores e Realejos 0 2.228 01/23/2016 - 16:38 Português
Poesia/Dedicado Os Lusos Poetas 0 1.480 01/17/2016 - 21:16 Português
Poesia/Amor O Voo 0 1.495 01/08/2016 - 18:53 Português
Prosas/Outros Schopenhauer e o Pessimismo Filosófico 0 2.347 01/07/2016 - 20:31 Português
Poesia/Amor Revellion em Copacabana 0 1.700 12/31/2015 - 15:19 Português
Poesia/Geral Porque é Natal, sejamos Quixotes 0 1.555 12/23/2015 - 18:07 Português
Poesia/Geral A Cena 0 1.785 12/21/2015 - 13:55 Português
Prosas/Outros Jihadismo: contra os Muçulmanos e contra o Ocidente. 0 1.628 12/20/2015 - 19:17 Português
Poesia/Amor Os Vazios 0 2.733 12/18/2015 - 20:59 Português
Prosas/Outros O impeachment e a Impopularidade Carta aberta ao Senhor Deputado Ivan Valente – Psol. 0 1.037 12/15/2015 - 14:59 Português
Poesia/Amor A Hora 0 2.422 12/12/2015 - 16:54 Português