CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

AQUELES OLHOS TRISTES




Aqueles olhos tristes

 

Vi uns olhos tristes que me sensibilizaram,

Olharam para mim e me disseram,

Sem palavras mas eu entendi perfeitamente,

Que queriam ser alegres como os meus,

Para que a imensa bondade de Deus,

Lhes desse essa graciosidade para viver,

Para que de olhos tristes nunca pudesse morrer.

 

Os meus olhos não lhos podia dar certamente,

Eles fazem – me falta para eu ficar contente,

Mas, alegria que eu tenho nos meus, isso talvez,

Pois é um acto de humanidade e de sensatez,

Em lugar dos meus olhos eu quero entregar alegria,

Àqueles olhos tristes que vi naquele dia,

Não quero vê – los tão tristes, vou pensar,

Como fazê – los alegres para poderem amar.

 

Então, eu falei – lhes com palavras de amor,

Para que aqueles olhos tristes não tenham dor,

E deixem de provocar tristeza até no próprio tempo,

Para que não deitem à rua um grito de lamento,

E eu também não me possa entristecer,

E até o Sol que tanto brilha não se deixe escurecer,

As minhas palavras a pouco e pouco vão fazer efeito,

Naqueles olhos tristes que fazem doer o meu peito.

 

Como foi bom dar alegria a quem tinha dela necessidade,

Sinto orgulho de dar um pouco da minha felicidade,

Não me ficou a fazer falta, agora tenho ainda mais,

Que foi o melhor legado que tive dos meus pais,

E aqueles olhos tristes talvez fiquem como os meus,

Se essa for a imensa vontade de Deus,

Que falou através de mim para poder fazer bem,

A quem necessidade da alegria sempre tem.

 

O tempo passou e aqueles olhos tristes deixei de ver,

Já não são os mesmos olhos que estavam a morrer,

Um pedacinho de mim que ninguém viu,

Deram alegria aos olhos tristes que sentiu,

E agora já não são tristes, pois a tristeza ficou ausente,

Aqueles olhos vivem agora com os meus, estou contente,

Um grande amor entre os dois aconteceu,

E jamais aquela tristeza dos olhos tristes volveu.

 

 

 

Tavira, 15 de Setembro de 2010 - Estêvão

Submited by

sábado, março 2, 2013 - 12:28

Poesia :

No votes yet

José Custódio Estêvão

imagem de José Custódio Estêvão
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 8 semanas 1 dia
Membro desde: 03/14/2012
Conteúdos:
Pontos: 7732

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of José Custódio Estêvão

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Geral AS ONDS DO MAR 2 363 02/24/2019 - 17:15 Português
Poesia/Fantasia O MEU NOME 0 266 12/14/2018 - 11:36 Português
Poesia/Meditação O TEMPO LEVA TUDO 0 249 09/28/2018 - 15:56 Português
Prosas/Pensamentos 34- O HOMEM 6 697 03/21/2018 - 16:04 Português
Poesia/Amor VERMELHO 0 938 09/04/2017 - 10:13 Português
Poesia/Amor UMA ORQUÍDEA PARA TI 0 922 07/17/2017 - 10:50 Português
Poesia/Meditação AS PEDRAS DOS RIOS 0 750 06/07/2017 - 09:54 Português
Prosas/Pensamentos PENSAMENTOS 34 0 1.041 05/24/2017 - 11:09 Português
Poesia/Amor AMO-TE COMO ÉS 0 1.129 05/24/2017 - 10:59 Português
Poesia/Meditação SABER SER FRELIZ 0 533 05/09/2017 - 16:51 Português
Poesia/Amizade TU 0 639 04/21/2017 - 11:52 Português
Poesia/Meditação PARA DE TE QUEIXAR 2 727 03/26/2017 - 20:34 Português
Poesia/Meditação PARA QUÊ MATAR? 5 673 03/24/2017 - 12:31 Português
Poesia/Meditação CHEGAR, VER E VENCER 0 717 03/13/2017 - 15:57 Português
Poesia/Amor BEIJOS TEUS 0 821 02/22/2017 - 11:12 Português
Poesia/Amor OLHANDO O MAR 0 638 02/08/2017 - 11:26 Português
Poesia/Amor SAUDADE 0 738 02/01/2017 - 11:29 Português
Poesia/Geral FRIO 0 578 01/26/2017 - 11:27 Português
Poesia/Geral FRIO 0 652 01/26/2017 - 11:23 Português
Poesia/Fantasia AS ONDAS DO MAR 0 698 01/11/2017 - 10:49 Português
Poesia/Meditação AMANHECEU OUTRA VEZ 0 733 01/04/2017 - 12:22 Português
Poesia/Alegria RIR 0 1.473 12/21/2016 - 10:58 Português
Poesia/Amor O BARCO DOS NOSSOS SONHOS 1 1.278 12/15/2016 - 14:05 Português
Prosas/Pensamentos PENSAMENTOS 0 747 12/07/2016 - 12:16 Português
Poesia/Amor RECORDANDO 0 648 12/07/2016 - 12:01 Português