CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

ARREPENDIMENTO

ARREPENDIMENTO

 

Fizeste uma cama nos altos céus

Mesmo junto aos pés de Deus

Tens outra cama cá na Terra

Para andares sempre em guerra

  

Afinal de que lado estás?

Queres fazer a guerra e a paz

Andas a fazer papel de traidor

E de pessoa cheia de amor

 

Deixa de ser enganador

A ti mesmo tens que te impor

Deixa a guerra e escolhe a paz

Mostra se tens coragem de ser capaz

 

Fala e diz com clareza

E com toda a tua certeza

Se da guerra estás arrependido

E com a paz estás comprometido

 

Deixa de amar a violência

Luta com toda a veemência

Que és pessoa de convicções

Expõe as tuas razões

 

Sei que estou a ser visado

Por me considerarem malvado

Vou mudar a minha postura

E mostrar a minha bravura

 

Eu quero ser uma pessoa de bem

Peço desculpa à minha mãe

Por não ter sido uma pessoa honesta

Tenho muita gente que me contesta

 

Apresento – me perante Deus

Matei muitos filhos Seus

Agora quero o seu perdão

Pelos pecados do meu coração

 

Deus te lança a Sua Voz

Fala Ele por todos nós

Vais receber a tua sentença

É assim que Ele te recompensa

 

Vais servir todas as crianças

Fazer do amor as tuas lanças

Ensinando – as a servir o amor

E assim mostras o teu valor

2005-Estêvão

Submited by

terça-feira, junho 19, 2012 - 10:06

Poesia :

No votes yet

José Custódio Estêvão

imagem de José Custódio Estêvão
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 8 semanas 2 dias
Membro desde: 03/14/2012
Conteúdos:
Pontos: 7732

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of José Custódio Estêvão

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Geral AS ONDS DO MAR 2 377 02/24/2019 - 17:15 Português
Poesia/Fantasia O MEU NOME 0 280 12/14/2018 - 11:36 Português
Poesia/Meditação O TEMPO LEVA TUDO 0 249 09/28/2018 - 15:56 Português
Prosas/Pensamentos 34- O HOMEM 6 702 03/21/2018 - 16:04 Português
Poesia/Amor VERMELHO 0 939 09/04/2017 - 10:13 Português
Poesia/Amor UMA ORQUÍDEA PARA TI 0 923 07/17/2017 - 10:50 Português
Poesia/Meditação AS PEDRAS DOS RIOS 0 750 06/07/2017 - 09:54 Português
Prosas/Pensamentos PENSAMENTOS 34 0 1.042 05/24/2017 - 11:09 Português
Poesia/Amor AMO-TE COMO ÉS 0 1.129 05/24/2017 - 10:59 Português
Poesia/Meditação SABER SER FRELIZ 0 533 05/09/2017 - 16:51 Português
Poesia/Amizade TU 0 640 04/21/2017 - 11:52 Português
Poesia/Meditação PARA DE TE QUEIXAR 2 727 03/26/2017 - 20:34 Português
Poesia/Meditação PARA QUÊ MATAR? 5 685 03/24/2017 - 12:31 Português
Poesia/Meditação CHEGAR, VER E VENCER 0 718 03/13/2017 - 15:57 Português
Poesia/Amor BEIJOS TEUS 0 822 02/22/2017 - 11:12 Português
Poesia/Amor OLHANDO O MAR 0 638 02/08/2017 - 11:26 Português
Poesia/Amor SAUDADE 0 738 02/01/2017 - 11:29 Português
Poesia/Geral FRIO 0 583 01/26/2017 - 11:27 Português
Poesia/Geral FRIO 0 653 01/26/2017 - 11:23 Português
Poesia/Fantasia AS ONDAS DO MAR 0 698 01/11/2017 - 10:49 Português
Poesia/Meditação AMANHECEU OUTRA VEZ 0 734 01/04/2017 - 12:22 Português
Poesia/Alegria RIR 0 1.474 12/21/2016 - 10:58 Português
Poesia/Amor O BARCO DOS NOSSOS SONHOS 1 1.281 12/15/2016 - 14:05 Português
Prosas/Pensamentos PENSAMENTOS 0 748 12/07/2016 - 12:16 Português
Poesia/Amor RECORDANDO 0 648 12/07/2016 - 12:01 Português