CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Calmaria para o coração

Quero o silêncio de uma manhã
Onde eu possa refletir sobre o tempo
O lindo entardecer de um dia
Onde posso contemplar as cores do por do sol
E deixar-me descansar das preocupações.

Eu quero a paz espiritual na minha alma
A plenitude da paz do meu Criador
Que a sua graça possa preencher o vazio
Afastar a dor e ansiedade
E me aproximar da tranquilidade no coração.

Desejo uma calmaria para o coração
Porque a paz de Deus está em mim
Nada neste mundo pode ser melhor
Do que estar nos braços do pai
E sentir o seu amor sendo derramado em mim.

Somos peregrinos nesta terra
Onde as preocupações corriqueiras tiram nossa paz
Tudo passa tão rápido e não sabemos
O tempo que nos resta para viver
Por isso desejo tanto a tranquilidade na alma.

Entro em teus átrios neste momento
E cerco-me com a tua paz tão singela
Sinto, então, o bálsamo do seu amor
Curando minhas feridas e garantindo-me a paz
Quando deixo-me descansar dos dias maus.

Poema: Odair José, Poeta Cacerense

www.odairpoetacacerense.blogspot.com

Submited by

segunda-feira, agosto 1, 2022 - 12:54

Poesia :

No votes yet

Odairjsilva

imagem de Odairjsilva
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 6 horas 34 minutos
Membro desde: 04/07/2009
Conteúdos:
Pontos: 8592

Comentários

imagem de Odairjsilva

Visitem os

imagem de Odairjsilva

Visitem os

imagem de Odairjsilva

Visitem os

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of Odairjsilva

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Pensamentos Não tenho tempo a esperar 3 223 07/18/2022 - 12:46 Português
Videos/Poesia Tirado do fundo do poço - Vídeo 0 105 07/17/2022 - 15:41 Português
Videos/Poesia Onde estão todas as crianças perdidas? 0 245 07/16/2022 - 15:40 Português
Poesia/Intervenção Onde estão todas as crianças perdidas? 3 202 07/15/2022 - 18:56 Português
Poesia/Meditação Tirado do fundo do poço 3 157 07/15/2022 - 13:39 Português
Poesia/Alegria A sublime alma do poeta 3 231 07/14/2022 - 13:44 Português
Poesia/Amor Escrevo e descrevo minh'alma 5 343 07/14/2022 - 13:43 Português
Poesia/Desilusão A cama que sonhava 3 143 07/13/2022 - 13:36 Português
Poesia/Meditação Nos porões 3 147 07/12/2022 - 14:47 Português
Poesia/Meditação O caminho percorrido até aqui 3 156 07/11/2022 - 20:15 Português
Poesia/Intervenção A ideologia do mito 3 321 07/11/2022 - 13:55 Português
Poesia/Amor Amor impossível, possível amor 3 223 07/08/2022 - 21:56 Português
Poesia/Intervenção A chegada do estranho 3 155 07/08/2022 - 20:25 Português
Poesia/Amor O melhor sonho 3 155 07/07/2022 - 19:24 Português
Poesia/Meditação Os poetas ainda são crianças 3 124 07/06/2022 - 23:58 Português
Poesia/Intervenção Brigar por justiça e por respeito 3 226 07/06/2022 - 19:46 Português
Poesia/Intervenção Quem disse que quero endireitar o mundo? 3 121 07/06/2022 - 19:42 Português
Poesia/Meditação Não deixe de falar o que sente 3 132 07/05/2022 - 22:43 Português
Poesia/Meditação Os horrores do meu esforço secreto 3 111 07/04/2022 - 19:34 Português
Poesia/Desilusão Quem pede desculpas 3 154 07/04/2022 - 12:14 Português
Poesia/Fantasia Perdido entre tantos lugares ou uma noite no Café Nice 3 170 07/02/2022 - 02:00 Português
Poesia/Pensamentos Não deixe de falar o que sente 3 205 06/30/2022 - 21:57 Português
Poesia/Amor Sentir nos lábios 3 400 06/30/2022 - 21:54 Português
Poesia/Pensamentos Faz de conta 3 106 06/29/2022 - 19:59 Português
Poesia/Intervenção O regresso a inevitável casa 3 150 06/28/2022 - 20:10 Português