CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

CINZAS

Cinzas

 

As cinzas são sempre cinzentas,

Nascidas fogo de asas amarelentas,

São restos da sua refeição abrasadora,

Que come à sua quente manjedoura,

Só está satisfeito quando tudo come,

Ficando as cinzas do que consome.

 

As cinzas negras voam com a ventania,

Não escolhendo hora nem noite nem dia,

Espalhando-as por toda a parte,

Demonstrando a sua imensa força e arte,

Ninguém o vê nem o consegue deter,

Espalhando as cinzas que o fogo fez morrer.

 

O fogo é insaciável tudo consegue engolir,

Devora tudo e depois se põe a rir,

Não tem garganta nem se vê a sua boca,

Quanto mais come mais acha pouca,

A refeição que alguém lhe pôs na mesa,

E ele come sempre tudo à pressa.

 

Cinzas vivas são sempre recordadas,

E morrem se deixam de ser lembradas,

Cinzas pretas e brancas filhas do fogo,

Sem tempo, nem presente, nem logo,

No chão duro que não conhece ninguém,

Onde ficam as cinzas pretas também.

 

 

 

Tavira, 28 de Maio de 2011-Estêvão

 

 

 

 

Submited by

sexta-feira, novembro 15, 2013 - 10:57

Poesia :

No votes yet

José Custódio Estêvão

imagem de José Custódio Estêvão
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 21 semanas 1 dia
Membro desde: 03/14/2012
Conteúdos:
Pontos: 7732

Comentários

imagem de José Custódio Estêvão

POEMA

Cinzas são despojos do fogo que ardem na terra ou dentro de nós!

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of José Custódio Estêvão

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Geral AS ONDS DO MAR 2 1.165 02/24/2019 - 17:15 Português
Poesia/Fantasia O MEU NOME 0 619 12/14/2018 - 11:36 Português
Poesia/Meditação O TEMPO LEVA TUDO 0 625 09/28/2018 - 15:56 Português
Prosas/Pensamentos 34- O HOMEM 6 1.071 03/21/2018 - 16:04 Português
Poesia/Amor VERMELHO 0 1.155 09/04/2017 - 10:13 Português
Poesia/Amor UMA ORQUÍDEA PARA TI 0 1.157 07/17/2017 - 10:50 Português
Poesia/Meditação AS PEDRAS DOS RIOS 0 1.119 06/07/2017 - 09:54 Português
Prosas/Pensamentos PENSAMENTOS 34 0 1.187 05/24/2017 - 11:09 Português
Poesia/Amor AMO-TE COMO ÉS 0 1.261 05/24/2017 - 10:59 Português
Poesia/Meditação SABER SER FRELIZ 0 685 05/09/2017 - 16:51 Português
Poesia/Amizade TU 0 815 04/21/2017 - 11:52 Português
Poesia/Meditação PARA DE TE QUEIXAR 2 905 03/26/2017 - 20:34 Português
Poesia/Meditação PARA QUÊ MATAR? 5 1.022 03/24/2017 - 12:31 Português
Poesia/Meditação CHEGAR, VER E VENCER 0 1.276 03/13/2017 - 15:57 Português
Poesia/Amor BEIJOS TEUS 0 994 02/22/2017 - 11:12 Português
Poesia/Amor OLHANDO O MAR 0 746 02/08/2017 - 11:26 Português
Poesia/Amor SAUDADE 0 891 02/01/2017 - 11:29 Português
Poesia/Geral FRIO 0 778 01/26/2017 - 11:27 Português
Poesia/Geral FRIO 0 812 01/26/2017 - 11:23 Português
Poesia/Fantasia AS ONDAS DO MAR 0 832 01/11/2017 - 10:49 Português
Poesia/Meditação AMANHECEU OUTRA VEZ 0 882 01/04/2017 - 12:22 Português
Poesia/Alegria RIR 0 1.780 12/21/2016 - 10:58 Português
Poesia/Amor O BARCO DOS NOSSOS SONHOS 1 1.577 12/15/2016 - 14:05 Português
Prosas/Pensamentos PENSAMENTOS 0 920 12/07/2016 - 12:16 Português
Poesia/Amor RECORDANDO 0 968 12/07/2016 - 12:01 Português