CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Clichê - Bernardo Almeida

Clichê

As palavras adestram o que sentimos
Servindo as regras em pratos frios e condescendentes
Sem qualquer esperteza ou dúvida, aceitando o que é consentível
Raramente duvidamos da falsa verdade que nos favorece

Os parâmetros continuam a conduzir-nos aos mesmos enganos
Sempre estalando seus dedos finos e firmes em nossas faces
Mas o que fazer com aqueles que realmente amam?
Usar das mesmas palavras para expressar o que se difere em intensidade...

Não há conselho mais escasso e remoto
Quanto aquele que guia as estradas
Fúlgidas e malfazejas palavras,
Que indicam pontos despreocupados de inconstâncias relativas
Mas, falo de amantes que se recompõem
Em gozos infindos de cumplicidade
Sem que possam reconhecer-se,
Nem antes nem depois da mágica que os acolheu

E as palavras continuam lá, proporcionando a união
De pessoas desconhecidas, desabituadas e deslocadas
Mantendo um amor à base de aparências ridículas e idênticas
Perfazendo o contexto de uma ilusão retratada pela cópia mentirosa
De que quem diz “amo-te” para tentar igualar-se a todos que repetem esta chacota

Bernardo Almeida

Submited by

segunda-feira, fevereiro 28, 2011 - 01:07

Poesia :

No votes yet

Bernardo Almeida

imagem de Bernardo Almeida
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 7 anos 36 semanas
Membro desde: 02/08/2011
Conteúdos:
Pontos: 336

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of Bernardo Almeida

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Pensamentos Aos 29 - Bernardo Almeida 0 473 02/28/2011 - 01:31 Português
Poesia/Paixão Au revoir! - Bernardo Almeida 0 277 02/28/2011 - 01:27 Português
Poesia/Pensamentos Conforto passageiro 0 357 02/28/2011 - 01:26 Português
Poesia/Paixão Encontro surpresa 0 423 02/28/2011 - 01:26 Português
Poesia/Dedicado Debate 0 456 02/28/2011 - 01:25 Português
Poesia/Fantasia Duplo - Bernardo Almeida 0 495 02/28/2011 - 01:24 Português
Poesia/Paixão Fumaça 0 470 02/28/2011 - 01:23 Português
Poesia/Paixão O segundo toque 0 438 02/28/2011 - 01:23 Português
Poesia/Pensamentos Enganados 0 495 02/28/2011 - 01:22 Português
Poesia/Amor Permuta 0 397 02/28/2011 - 01:22 Português
Poesia/Pensamentos Mundo inundado 0 302 02/28/2011 - 01:21 Português
Poesia/Paixão Profecia 0 403 02/28/2011 - 01:21 Português
Poesia/Paixão Múltipla (transcendental) 0 278 02/28/2011 - 01:20 Português
Poesia/Intervenção Clandestino (viajante) - Bernardo Almeida 0 517 02/28/2011 - 01:19 Português
Poesia/Desilusão Desnutrição 0 696 02/28/2011 - 01:18 Português
Poesia/Paixão Precipício 0 245 02/28/2011 - 01:18 Português
Poesia/Pensamentos Mutação 0 284 02/28/2011 - 01:17 Português
Poesia/Pensamentos Vigarista 0 203 02/28/2011 - 01:16 Português
Poesia/Paixão Sem destino 0 313 02/28/2011 - 01:16 Português
Poesia/Paixão Pacífico - Bernardo Almeida 0 266 02/28/2011 - 01:15 Português
Poesia/Gótico Nem um, nem outro - Bernardo Almeida 0 307 02/28/2011 - 01:14 Português
Poesia/Gótico De lado 0 472 02/28/2011 - 01:14 Português
Poesia/Paixão Incógnita 0 290 02/28/2011 - 01:13 Português
Poesia/Comédia Despedida 0 401 02/28/2011 - 01:13 Português
Poesia/Paixão Perplexo - Bernardo Almeida 0 399 02/28/2011 - 01:12 Português