CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Condicionacérebros

Algumas vezes nós somos esquecidos pelo caminho
Condicionados pelos discursos tolos
Pessoas sem escrúpulos tomam decisões
E cabe aos mortais seguirem essas ordens idiotas
Mesmo sabendo que não fazem sentido algum.

Um verdadeiro retrato de nossos reflexos
São as ações tomadas diante das injustiças
Cabe aos seres dominados deste planeta
Procurar um lugar que sirva de refúgio
Em meio as tragédias que acontecem na sociedade.

Eu tenho o meu roteiro do dia
E vaidade refletida em olhos lacrimejantes
Mas não posso seguir o meu planejamento
Se não estiver condicionado aos planos dos imbecis
Que dominam as altas patentes governamentais.

Alguns velhos conhecidos estão mortos pela manhã
E muitos desconhecidos perderam as suas vidas
Jovens cada vez mais jovem envolvidos nas drogas e facções
Com os corpos estendidos pelas calçadas
Vidas ceifadas pela incoerência de uma sociedade violenta.

E este não é apenas um discurso comum
Com palavras que se formam em mentes condicionadas
E um grito pela volta da sensibilidade humana
Um apelo para que possamos olhar em nossa volta
E dar um basta em tamanha insensatez!

Estamos cercados de condicionacérebros
E como, então, ter condições de abrir os olhos?
É preciso sobreviver ao dia de hoje
Para que possamos viver o dia de amanhã
Sem nos preocuparmos com os atos de imbecilidades.

Poema: Odair José, Poeta Cacerense

www.odairpoetacacerense.blogspot.com

Submited by

sábado, abril 27, 2024 - 14:03

Poesia :

No votes yet

Odairjsilva

imagem de Odairjsilva
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 13 horas 51 minutos
Membro desde: 04/07/2009
Conteúdos:
Pontos: 15870

Comentários

imagem de Odairjsilva

Visitem os

imagem de Odairjsilva

Visitem os

imagem de Odairjsilva

Visitem os

imagem de Odairjsilva

Visitem os

imagem de Odairjsilva

Visitem os

imagem de Odairjsilva

Visitem os

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of Odairjsilva

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Pensamentos As distâncias do mundo 6 350 06/16/2024 - 13:12 Português
Poesia/Desilusão Em cada despedida 6 194 06/15/2024 - 13:12 Português
Poesia/Desilusão O vento levou 6 173 06/14/2024 - 21:14 Português
Poesia/Meditação Dez pragas terríveis 6 155 06/13/2024 - 23:07 Português
Poesia/Amor Teu amor é jardim em flor 6 153 06/12/2024 - 22:31 Português
Poesia/Poetrix Saudades 6 296 06/12/2024 - 04:07 Português
Poesia/Desilusão Recordo-me da morena 6 343 06/11/2024 - 03:10 Português
Poesia/Desilusão Ruminando os pedaços 6 226 06/09/2024 - 13:07 Português
Poesia/Meditação Confusão mental 6 532 06/07/2024 - 13:46 Português
Poesia/Amor E a saudade se foi 6 335 06/06/2024 - 12:09 Português
Poesia/Pensamentos Um mistério em cada esquina 6 652 06/05/2024 - 22:18 Português
Poesia/Amor Você é a razão 6 210 06/04/2024 - 20:23 Português
Poesia/Amor No olhar dela 6 316 06/04/2024 - 12:04 Português
Poesia/Amor Se o amor não faz parte 6 213 06/04/2024 - 02:43 Português
Poesia/Pensamentos Caminhos desconhecidos 6 1.015 06/03/2024 - 20:38 Português
Poesia/Dedicado Ser poeta é... 6 238 06/02/2024 - 13:53 Português
Poesia/Amor Mil segredos temos nós 6 252 06/01/2024 - 13:42 Português
Poesia/Pensamentos Ecos distantes em nossa cabeça 6 943 05/31/2024 - 13:46 Português
Poesia/Amor Só não sei como te dizer 6 260 05/30/2024 - 20:17 Português
Poesia/Meditação Ignorância 6 318 05/29/2024 - 22:05 Português
Poesia/Amor Nunca tenho as palavras certas 6 513 05/28/2024 - 13:40 Português
Poesia/Desilusão Vejo que está feliz 6 231 05/27/2024 - 20:43 Português
Poesia/Pensamentos Porcos no poder 6 1.013 05/25/2024 - 13:45 Português
Poesia/Pensamentos Circo de horrores 6 1.068 05/24/2024 - 12:09 Português
Poesia/Pensamentos Trombetas que ecoam no vazio 6 604 05/23/2024 - 20:47 Português