CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

A Corda que te Dou

 

Perplexa

Parto como parte de uma peça

Onde nunca te vi

 

A máscara sempre esteve bem-posta

Nem uma vez te caiu.

                                   Quase

Mas a tua pose Inerte, não deixou.

Fechem as cortinas

Faz a tua vénia

Nunca saberás que me deixas desfocada…

As tuas pedras raras

Acabaram em pó

 

As páginas onde escrevo nem existem

Perplexa
                    Sem uma voz.

Foi o som inexistente que te confessou

 

Abram de novo o pano

Essa é corda que te dou

 

                                                 (podias ter música…)

 

Submited by

terça-feira, fevereiro 14, 2012 - 01:13

Poesia :

Your rating: None (3 votes)

MariaButterfly

imagem de MariaButterfly
Offline
Título: Moderador Vídeos
Última vez online: há 7 anos 35 semanas
Membro desde: 08/02/2010
Conteúdos:
Pontos: 1428

Comentários

imagem de MariaButterfly

Há cenas que repetem Dezenas

Há cenas que repetem
Dezenas de vezes
Como uma Peça.

Obrigada por estares.

Beijo

imagem de Nanda

Butterfly

Um poema muito belo, que nos reporta para a performance de um ato teatral.

Beijinho

Nanda

imagem de MariaButterfly

Agradeço tuas presença e

Agradeço tuas presença e palavras,

Beijo

imagem de nunomarques

A Corda que te Dou

Olá Maria,

Um enredo quase trágico, todo ele envolto numa atmosfera teatral. Uma separação, um ponto final, um baixar do pano…os silêncios… e

(podias ter música…)

 

Gostei imenso, aliás, gosto imenso de te ler. Este poema está perfeito

Bj
 

imagem de MariaButterfly

Um pano que desce Num ponto

Um pano que desce

Num ponto final,

mudo…

Gostei das tuas palavras e de ter aqui.

Obrigada

Beijos
 

imagem de Rui Lima

muito bom como

muito bom como sempre...

 

continua em crescendo que continuas a deslubrar quem pelos teus poemas passa e os lê.

 

beijos,

Rui Lima

imagem de MariaButterfly

Obrigada, pelas tuas palavras

Obrigada, pelas tuas palavras que incentivam
a continuar,

 

 

Beijo 
 

imagem de SuzeteBrainer

Belíssimo poema,enigmático e

Belíssimo poema,enigmático e ao mesmo tempo revela uma sofisticada irônia expressada  e poeticamente conduzida:

"A máscara sempre esteve bem-posta

Nem uma vez te caiu.

                      Quase

Mas a tua pose inerte,não deixou."

Adorei!!wink

Beijo Grande,amigasmiley

imagem de MariaButterfly

Este poema Não podia existir

Este poema Não podia existir sem ironia
Todo o seu cenário é ironia,

Apesar de por traz dos panos esconder
A dor.

Obrigada por estares sempre, as tuas palavras
São muito importantes para mim!

Gostei muito das tuas palavras, sendo repetitiva digo,

Sempre Doce!:)

Beijos Grandes

imagem de GIL60

A Corda que dou

Belo momento poético! Gostei dete ler.

Parabéns poetisa!

Beijosmiley

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of MariaButterfly

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Dedicado Papillon 4 1.171 10/07/2011 - 22:43 Português
Poesia/Geral Eternas palavras de Ti 14 1.241 10/05/2011 - 22:25 Português
Fotos/Outros Anjos 0 1.327 09/11/2011 - 04:07 Português
Videos/Outros Christina Perri - The Lonely 0 1.817 08/31/2011 - 01:23 Português
Poesia/Geral No Som da Noite 7 1.152 08/18/2011 - 22:09 Português
Poesia/Geral Contorcida melancolia 12 1.741 07/24/2011 - 00:22 Português
Poesia/Pensamentos Desentendido desentendimento 1 1.211 07/22/2011 - 16:43 Português
Poesia/Geral Quem foi que urdiu a Palavra? 12 1.130 07/22/2011 - 16:29 Português
Poesia/Geral Falsa Cor de Jardim 5 922 06/14/2011 - 21:40 Português
Poesia/Geral Folêgo de fogo 6 1.247 05/11/2011 - 02:40 Português
Poesia/Desilusão Rascunho de um Amor 11 1.383 05/03/2011 - 22:20 Português
Poesia/Amor ÉS TU? 11 1.522 04/28/2011 - 22:11 Português
Poesia/Tristeza Ad Infinitum 10 1.597 04/23/2011 - 23:39 Português
Poesia/Geral Inversa Esfera 6 999 04/04/2011 - 22:21 Português
Poesia/Pensamentos 365 dias 6 1.003 03/28/2011 - 22:25 Português
Poesia/Geral Poema Azul 4 1.160 03/19/2011 - 03:43 Português
Fotos/Outros Alma 0 953 03/16/2011 - 01:56 Português
Poesia/Pensamentos Entre Mim e Eu 1 812 03/11/2011 - 16:17 Português
Poesia/Amor Onde está o teu brilho? 4 543 03/09/2011 - 02:39 Português
Poesia/Geral Naufrágio 4 713 02/27/2011 - 23:55 Português
Poesia/Desilusão Teus Espinhos 4 657 02/27/2011 - 02:44 Português
Fotos/Outros circulo de sombras 0 913 02/26/2011 - 03:18 Português
Fotos/Natureza Noite 0 909 02/26/2011 - 03:12 Português
Poesia/Fantasia Sopro lento 11 990 02/24/2011 - 02:17 Português
Poesia/Pensamentos Lembro-te 6 930 02/22/2011 - 01:26 Português