CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

De braços dados

De braços dados

A vida não é o contrário da morte
Mas sim o seu meio
A morte não é o contrário da vida
Mas sim o seu cume

Injeto agora em minhas veias
Finas de esperanças e tristezas tenras
Um líquido que me fará perecer tão brevemente
Quanto os aplausos de um espetáculo medíocre

Tal substância, chamo-a de vida
Que livra a matéria da calamidade opressora da eternidade
Conferindo-me um ponto final ao bem e ao mal, ao sim e ao não
Encerrando o princípio da morte enquanto fim
E da vida enquanto meio
Desafiando certezas e constatações

Pois injeto meio litro para que não haja erro
Preciso certificar-me que tal excesso será letal
E concluir que as experiências de vida e morte
São ambiguamente similares
Posto que são riscos inevitavelmente fatais

Bernardo Almeida

Submited by

segunda-feira, fevereiro 28, 2011 - 01:38

Poesia :

No votes yet

Bernardo Almeida

imagem de Bernardo Almeida
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 8 anos 10 semanas
Membro desde: 02/08/2011
Conteúdos:
Pontos: 336

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of Bernardo Almeida

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Pensamentos Aos 29 - Bernardo Almeida 0 492 02/28/2011 - 02:31 Português
Poesia/Paixão Au revoir! - Bernardo Almeida 0 314 02/28/2011 - 02:27 Português
Poesia/Pensamentos Conforto passageiro 0 368 02/28/2011 - 02:26 Português
Poesia/Paixão Encontro surpresa 0 480 02/28/2011 - 02:26 Português
Poesia/Dedicado Debate 0 483 02/28/2011 - 02:25 Português
Poesia/Fantasia Duplo - Bernardo Almeida 0 532 02/28/2011 - 02:24 Português
Poesia/Paixão Fumaça 0 500 02/28/2011 - 02:23 Português
Poesia/Paixão O segundo toque 0 469 02/28/2011 - 02:23 Português
Poesia/Pensamentos Enganados 0 557 02/28/2011 - 02:22 Português
Poesia/Amor Permuta 0 426 02/28/2011 - 02:22 Português
Poesia/Pensamentos Mundo inundado 0 323 02/28/2011 - 02:21 Português
Poesia/Paixão Profecia 0 421 02/28/2011 - 02:21 Português
Poesia/Paixão Múltipla (transcendental) 0 328 02/28/2011 - 02:20 Português
Poesia/Intervenção Clandestino (viajante) - Bernardo Almeida 0 557 02/28/2011 - 02:19 Português
Poesia/Desilusão Desnutrição 0 708 02/28/2011 - 02:18 Português
Poesia/Paixão Precipício 0 257 02/28/2011 - 02:18 Português
Poesia/Pensamentos Mutação 0 297 02/28/2011 - 02:17 Português
Poesia/Pensamentos Vigarista 0 231 02/28/2011 - 02:16 Português
Poesia/Paixão Sem destino 0 344 02/28/2011 - 02:16 Português
Poesia/Paixão Pacífico - Bernardo Almeida 0 280 02/28/2011 - 02:15 Português
Poesia/Gótico Nem um, nem outro - Bernardo Almeida 0 330 02/28/2011 - 02:14 Português
Poesia/Gótico De lado 0 483 02/28/2011 - 02:14 Português
Poesia/Paixão Incógnita 0 320 02/28/2011 - 02:13 Português
Poesia/Comédia Despedida 0 433 02/28/2011 - 02:13 Português
Poesia/Paixão Perplexo - Bernardo Almeida 0 411 02/28/2011 - 02:12 Português