CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

DESPEDIDA LENTA

Na
garganta
o travo amargo.

Na
alma
um morrer
a pouco e pouco.

Despedida lenta
que me corrói
os poros do corpo.

Tristes olhos.

Olhar seco em saudade.

Dor tão viva
quanto o repenicar
dos sinos em momentos
de agonia.

Grito de tão longe.

Desse longe
que a coruja pia
a sepultura
que
habitarei
um dia.

                                                                                                              Desço
                                                                                                                          
lentamente
                                                                                                                                                 os
                                                                                                                                                       degraus
                                                                                                                                                                       da
                                                                                                                                                                             vida.

 

Submited by

quarta-feira, maio 11, 2011 - 23:43

Poesia :

Your rating: None (1 vote)

mariamateus

imagem de mariamateus
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 4 semanas 17 horas
Membro desde: 02/24/2009
Conteúdos:
Pontos: 2987

Comentários

imagem de MarneDulinski

DESPEDIDA LENTA

Triste e fúnebre poema, só posso dizer adeus!

Meus parabéns,

Marne

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of mariamateus

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Amor QUERO ESTAR NO TEU PENSAR 0 546 05/24/2011 - 20:55 Português
Poesia/Pensamentos INSÓNIA ATALHADA DE NADA 0 667 05/24/2011 - 20:35 Português
Poesia/Tristeza SUSPIROS QUEBRADOS NUM ESPELHO DE ÓDIO 1 767 05/24/2011 - 00:05 Português
Poesia/Tristeza LÁGRIMAS DE SAUDADE 0 1.333 05/22/2011 - 14:35 Português
Poesia/Tristeza ENCRUZILHADA 0 852 05/18/2011 - 00:47 Português
Poesia/Amor AMO-TE TANTO MEU FILHO 2 2.014 05/12/2011 - 20:38 Português
Poesia/Tristeza VAZIA 2 654 05/12/2011 - 18:52 Português
Poesia/Tristeza DESPEDIDA LENTA 1 856 05/12/2011 - 03:32 Português
Poesia/Tristeza ATÉ QUE A LUA SOBRE MIM CHORE 1 837 05/11/2011 - 21:23 Português
Poesia/Amor MAR DE CONFORTO 3 952 05/11/2011 - 10:20 Português
Poesia/Meditação ESQUECI DE MIM 1 792 05/09/2011 - 19:53 Português
Poesia/Amor TUA ETERNA MENINA 2 1.359 05/08/2011 - 02:28 Português
Poesia/Amor BEIJAR-TE DEBAIXO DA LUA 2 853 05/06/2011 - 02:28 Português
Poesia/Amor NÃO VÁ EU NÃO TER TEMPO! 1 512 05/05/2011 - 20:38 Português
Poesia/Tristeza RELÓGIO ENTORPECIDO 3 1.113 05/04/2011 - 02:09 Português
Poesia/Amor AMOR DE MÃE 1 1.145 05/01/2011 - 01:13 Português
Poesia/Pensamentos GRITO 2 905 04/21/2011 - 19:18 Português
Fotos/ - 3740 1 1.406 04/21/2011 - 19:06 Português
Poesia/Tristeza AVE SEM RUMO 0 651 03/14/2011 - 01:13 Português
Poesia/Amor SABER DE NÓS 1 766 03/10/2011 - 21:48 Português
Poesia/Amor SORRIR-TE SEM LÁGRIMAS 4 591 03/08/2011 - 05:20 Português
Poesia/Tristeza PRECIPÍCIO 1 574 03/06/2011 - 16:56 Português
Poesia/Tristeza QUANTO DÓI UMA AUSÊNCIA 2 742 03/04/2011 - 00:57 Português
Fotos/Natureza VIDA DE PEDRA FLORIDA 0 1.826 02/19/2011 - 20:54 Português
Poesia/Amor FALÉSIAS DO VENTO 1 817 02/12/2011 - 22:39 Português