CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Ditirambo Para a Saudade e Seus Erros

Da legião dos meus demônios congregados
A este exorcismo indevido e sem comunhão,
Propago um obscuro mundo de poemas estragados,
Para a Ausência que me corta com precisão,

É nesta analogia fria que vomito meu leito,
O pleonasmo dolorido aplaca qualquer feito
Pois sou análogo à cor de todas as cores,
Sigo ramificado e sem odor nestas flores

Maquiavelicamente estéreis, e não há liturgia,
Não há sinergia que aplaque tal cirurgia,
Em meu peito trago o vazio avulso em curso,

Devidamente fortificado nesta forca verborrágica,
A força negra da minha catacumba é trágica,
Propicia altivez ao regresso impuro do meu discurso.

Submited by

quinta-feira, março 4, 2010 - 05:18

Poesia :

No votes yet

malentacchi

imagem de malentacchi
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 10 anos 12 semanas
Membro desde: 06/22/2009
Conteúdos:
Pontos: 704

Comentários

imagem de Henrique

Re: Ditirambo Para a Saudade e Seus Erros

Criativo e inspirado, com palavras fortes!!!

:-)

imagem de MarneDulinski

Re: Ditirambo Para a Saudade e Seus Erros

LINDO POEMA, GOSTEI!
ESTOU SEMPRE APRENDENDO COM VOCÊ NOVOS TERMOS, AGORA MESMO APRENDI A PALAVRA DITIRAMBO QUE NÃO CONHECIA(ENTUSIASMO OU DELÍRIO)!
Meus parabéns,
Marne

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of malentacchi

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Tristeza Lamúrias 0 1.219 03/21/2011 - 04:53 Português
Poesia/Tristeza O Torniquete Atenuado 0 1.343 02/28/2011 - 02:25 Português
Poesia/Tristeza Solve et Coagula 0 876 02/28/2011 - 02:22 Português
Poesia/Tristeza Incompreensível (Como Tantos Outros) 2 1.112 01/26/2011 - 01:13 Português
Poesia/Soneto O Aviltamento do Verso 0 1.013 01/26/2011 - 01:03 Português
Poesia/Tristeza Quando os Espectros Machucam A Carne 0 1.149 01/26/2011 - 01:00 Português
Poesia/Tristeza Primaveras Mortas 0 1.087 01/19/2011 - 02:22 Português
Poesia/Tristeza Escrita Inferior 0 1.227 01/02/2011 - 20:59 Português
Poesia/Tristeza Mais Uma Injúria Afásica Para Os Pronomes Em Primeira Pessoa 0 973 01/02/2011 - 20:56 Português
Poesia/Tristeza Dificuldades Com o Verso Amaldiçoado 0 1.018 12/26/2010 - 20:57 Português
Poesia/Tristeza Exi[s]t-ência 0 838 12/26/2010 - 20:55 Português
Poesia/Tristeza Entre A Sociopatia E A Filosofia Dos Não Valores 0 1.644 12/22/2010 - 04:13 Português
Poesia/Tristeza Uma Alegoria Para As Almas Desgraçadas 0 1.597 12/22/2010 - 04:05 Português
Poesia/Tristeza Conclave Para Um Diálogo Entres Sombras 0 1.640 12/22/2010 - 04:00 Português
Poesia/Tristeza Sobre a Perversidade e seus Hematoversos 0 1.503 12/21/2010 - 05:52 Português
Poesia/Tristeza A Filosofia dos Túmulos 0 1.507 12/21/2010 - 05:50 Português
Poesia/Tristeza Da Ínfima Procura 0 1.635 12/21/2010 - 05:49 Português
Poesia/Tristeza A Exumação de Todas As Minhas Mortes 0 820 12/21/2010 - 05:48 Português
Poesia/Tristeza Exurgent mortius at ad me venient (o morto se levante e venha a mim) 0 1.233 12/17/2010 - 05:23 Português
Poesia/Tristeza Um Punhado de Versos Fúnebres Para Josef K. 0 1.371 12/17/2010 - 05:21 Português
Poesia/Tristeza A Proeminência da Falha 0 966 12/17/2010 - 05:19 Português
Poesia/Tristeza Ode à Tânatos 0 1.058 12/17/2010 - 05:16 Português
Videos/Perfil 855 0 1.249 11/24/2010 - 23:04 Português
Videos/Perfil 482 0 1.375 11/24/2010 - 22:58 Português
Videos/Perfil 481 0 1.713 11/24/2010 - 22:58 Português