CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Dois reais tia...

Compra as balas são por dois reais
Tia compra, compra por favor
Sou criança tenho que vender
Na escola não vou
Ganho um quarto do dinheiro
Minha mãe precisa, tia!
Um homem sentado na porta olha
Levanta vem em mim esbarra
Criança se assusta, olhos se arregalam
Compra tia compra!
É a suplica humilde da criança
O homem rodeia e senta na calçada
Chegam outras crianças entregam dinheiro
Recebem moedas e caixas de balas
São os excluídos da vida
Infância usurpada arruinada e não sentida
Sonhos destruídos medo e horror vivido
Livros são proibidos escola esquecida
São crianças exploradas vidas ceifadas.

Abandono e uso de incapazes para a comoção social.
Exploração infantil.
Código do Menor e do Adolescente.
Brazil.

Submited by

sexta-feira, setembro 17, 2010 - 04:04

Poesia :

No votes yet

marialds

imagem de marialds
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 2 anos 26 semanas
Membro desde: 03/31/2009
Conteúdos:
Pontos: 2886

Comentários

imagem de Mefistus

Re: Dois reais tia...

Ser atento no mundo que o rodeia-
Ser talento, numa crónica de morte anunciada, errante, divagante, dessas crianças que são contudo e apenas crianças.
Um rasgo de inocência perdido, (vendido?), no brilho de uma moeda.

Muito atento, muito bom, muito presente ...infelizmente algumas crianças, não chegarão a ser crianças. São adultos pedintes, em corpos de fome de fina idade.

imagem de marialds

Re: Dois reais tia...

Primeiramente obrigada aos dois pelo comentário.
Estas crianças presumivelmente são alugadas pelos seus próprios pais a traficantes seja do que for, a fim de arrecadar dinheiro para aliementar o mundo do crime.
Também temos emigrantes indigenas ilegais a esmolar pela ruas e esquinas do Brasil e este problema afeta toda a América Latina, ensinam a estas criança, palavras e expressões que eliminam o sotaque e as soltam a esmolar.
Temos bastante gente empenhada em resolver este problema, mas parece que os criminosos são mais fortes e atacam de todos os lados.

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of marialds

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Tristeza Separação 0 1.112 07/22/2015 - 19:11 Português
Poesia/Geral Veja 0 1.728 07/19/2014 - 02:55 Português
Prosas/Pensamentos Pensamentos 0 1.071 03/02/2014 - 01:55 Português
Prosas/Pensamentos Pensamentos 0 1.377 03/02/2014 - 01:47 Português
Prosas/Pensamentos Pensamentos 0 1.083 03/02/2014 - 01:41 Português
Prosas/Pensamentos Pensamentos 1 1.723 12/20/2013 - 20:17 Português
Prosas/Outros Frase 0 1.235 11/27/2013 - 23:50 Português
Fotos/Natureza Flores popularmente chamadas de "Damas da Noite" 0 2.124 11/27/2013 - 23:44 Português
Poesia/Geral Noite de Solidão 0 1.550 11/27/2013 - 22:23 Português
Poesia/Geral Fria Madrugada 2 1.873 11/27/2013 - 21:34 Português
Poesia/Geral Cotidiano 2 1.469 11/17/2013 - 23:57 Português
Poesia/Fantasia Ser em Sombras 0 1.124 05/11/2013 - 23:30 Português
Poesia/Geral A Flor da Pele 2 1.516 06/24/2012 - 20:48 Português
Poesia/Geral Solidão de nos Dois. 2 1.313 06/17/2012 - 19:39 Português
Poesia/Geral Passagem 0 1.109 06/17/2012 - 01:57 Português
Poesia/Geral Momentos 1 1.724 03/30/2012 - 09:04 Português
Poesia/Geral Teu Perfume 0 1.645 03/30/2012 - 04:04 Português
Poesia/Geral Espectro 0 1.367 03/30/2012 - 03:56 Português
Poesia/Geral Na Face do Menino 2 1.549 01/22/2012 - 02:59 Português
Poesia/Geral Tombados 0 1.147 01/21/2012 - 02:32 Português
Fotos/Paisagens Estrada de nuvens. 0 3.199 01/15/2012 - 21:38 Português
Poesia/Haikai Sem Titulo 0 1.519 01/15/2012 - 21:00 Português
Poesia/Haikai Sem Título 0 1.196 01/15/2012 - 20:59 Português
Poesia/Tristeza Apenas Lembranças 0 1.287 01/15/2012 - 20:56 Português
Poesia/Soneto Livro de bolso 0 2.561 09/17/2011 - 04:15 Português